Resenha - Self Liberty - Midgard

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Thiago Sarkis
Enviar Correções  


O Midgard mostra em "Self Liberty", um profissionalismo impressionante e muita disposição para se firmar no cenário do metal brasileiro. O grupo, proveniente de Bauru, interior de São Paulo, e formado em Março de 2000, apresenta, nesta segunda demo, duas músicas de boa qualidade, seguindo uma linha de heavy/doom, com muitas influências de bandas como Candlemass e Memento Mori.

Riffs pesados e extremamente cadenciados, aliados a uma boa variação de temas, sem exageros e frenesi, dão o tom às composições, marcam o estilo tocado e mostram a competência dos guitarristas, Omar Rezende e Fábio Vargas. O vocalistas F.L.Y. tem bons momentos, com melodias marcantes e leves toques melancólicos consegue incorporar, às duas faixas presentes, boas variações entre vocais limpos e rasgados. Sua voz é ótima, principalmente para a linha escolhida pelo Midgard. No entanto, a parte técnica deixa a desejar e deve ser melhorada para futuros trabalhos.

publicidade

A banda é promissora e provou conhecer bem o terreno onde está pisando. Seguindo este caminho e ajustando pequenas falhas, que são naturais, principalmente em um grupo praticamente recém-formado, o Midgard tem tudo para obter sucesso e espaço no cenário metálico brasileiro.

Site Oficial – http://www.midgardband.homestead.com
E-mail – [email protected]

publicidade

F.L.Y (Vocais)
Kleber Perini (Baixo)
Vinícius Perotto (Bateria)
Omar Rezende (Guitarra)
Fábio Vargas (Guitarra)




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Oh, não!: clássicos que foram estragados pelo tempoOh, não!
Clássicos que foram "estragados" pelo tempo

Humor: Não basta ouvir Master Of Puppets para ser ThrashHumor
Não basta ouvir Master Of Puppets para ser Thrash


Sobre Thiago Sarkis

Thiago Sarkis: Colaborador do Whiplash!, iniciou sua trajetória no Rock ainda novo, convivendo com a explosão da cena nacional. Partiu então para Van Halen, Metallica, Dire Straits, Megadeth. Começou a redigir no próprio Whiplash! e tornou-se, posteriormente, correspondente internacional das revistas RSJ (Índia - foto ao lado), Popular 1 (Espanha), Spark (República Tcheca), PainKiller (China), Rock Hard (Grécia), Rock Express (ex-Iugoslávia), entre outras. Teve seus textos veiculados em 35 países e, no Brasil, escreveu para Comando Rock, Disconnected, [] Zero, Roadie Crew, Valhalla.

Mais matérias de Thiago Sarkis no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin