Resenha - Slick Chick - Lee Aaron

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Thiago Sarkis
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8


Site Oficial - http://www.leeaaron.net

Whiplash.Net: O site protege algumas bandas e prejudica outras?Novas caras do metal: 40 bandas que você precisa conhecer

Foi com grande surpresa que recebi a notícia do lançamento de "Slick Chick", de Lee Aaron, no Brasil. Eu havia escutado e gostado de algumas partes do trabalho, mas nunca pensei que o material chegaria à distribuição em nossas terras. É corajoso e inteligente investir na cantora como fez a Hellion Records.

Para aqueles que ainda não a conhecem, Lee Aaron é uma musicista de histórico vasto, tendo causado imenso impacto na cena do hard rock / metal dos anos oitenta. A canadense, de alguma forma, rompia o legado machista do estilo na época, porém, com sabedoria, respondendo na moeda do "sex appeal", tanto na auto-imagem quanto nas letras.

Os conterrâneos se derretiam aos pés de Aaron, e assim outros países ao redor do mundo foram contagiados. Helix, Triumph e Kick Axe figuravam entre seus admiradores.

Quase duas décadas depois ela tem um retorno ao nível de seu debute de 1982 e também de discos como "Metal Queen" (1984) e "Call Of The Wild" (1985). Todavia, seguindo uma vertente totalmente diferente daquela escolhida para seus primeiros anos de carreira; manteve somente sua imagem de símbolo sexual intacta, e explora bem este aspecto nas letras e interpretações de músicas próprias de jazz, blues / swing, que apresenta em seu mais novo disco.

As treze faixas trazem qualidade vocal, talento interpretativo, propostas interessantes no instrumental. Apesar disto, são raras as variações, e a repetição temática prepondera.

Repudio qualquer crítico que encare uma artista mulher e, desengonçado em seu próprio saber, despeje adjetivos como "maravilhosa, enxuta, gostosa". De qualquer forma Lee Aaron & The Swingin' Barflies deixam poucas saídas em títulos sugestivos como "Why Don't You Do Right", "Slick Chick", "Twisted" e "Teach Me Tonight". Além de haver este 'apelo' lírico e visual, o clima criado no instrumental, bem caprichado e competente, já ressaltado anteriormente, colabora para que o imaginário vá longe. As interpretações de Lee Aaron então... nem se fala.

A audição pode tornar-se maçante por instantes, mas tende, num contexto geral, ao prazeroso, enigmático, e ousado.

Material cedido por:
Hellion Records - http://www.hellionrecords.com
Rua 24 de Maio, 62 - Lojas 280 / 282 / 308 - Centro.
São Paulo - SP - BRASIL
CEP: 01041-900
Tel: (11) 5083-2727 / 5083-9797 / 5539-7415
Fax: (11) 5549-0083
Email: hellion@uol.com.br




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Lee Aaron"


Dia da Mulher: 10 nomes femininos de destaque no hard rockDia da Mulher
10 nomes femininos de destaque no hard rock


Whiplash.Net: O site protege algumas bandas e prejudica outras?Whiplash.Net
O site protege algumas bandas e prejudica outras?

Novas caras do metal: 40 bandas que você precisa conhecerNovas caras do metal
40 bandas que você precisa conhecer


Sobre Thiago Sarkis

Thiago Sarkis: Colaborador do Whiplash!, iniciou sua trajetória no Rock ainda novo, convivendo com a explosão da cena nacional. Partiu então para Van Halen, Metallica, Dire Straits, Megadeth. Começou a redigir no próprio Whiplash! e tornou-se, posteriormente, correspondente internacional das revistas RSJ (Índia - foto ao lado), Popular 1 (Espanha), Spark (República Tcheca), PainKiller (China), Rock Hard (Grécia), Rock Express (ex-Iugoslávia), entre outras. Teve seus textos veiculados em 35 países e, no Brasil, escreveu para Comando Rock, Disconnected, [] Zero, Roadie Crew, Valhalla.

Mais matérias de Thiago Sarkis no Whiplash.Net.

adClioIL