Resenha - Here Comes The Brides - Brides Of Destruction

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Thiago Sarkis
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 6


Tá aí um bom CD para você NAO comprar, mas fazer o download e curtir algumas músicas. Ao invés de detonar as bandas undeground, pegue os arquivos do Brides Of Destruction. Tracci Guns e Nikki Sixx já estão abarrotados de grana mesmo e, ao lado de seus companheiros de grupo, certamente não ralaram muito para gravar este disco.

Tragédia e dor: O Blues, o Rock e o DiaboMetallica: o video game da banda que nunca foi lançado

"Here Comes The Brides" é um álbum de produção boa, e promoção esmagadora. Praticamente uma lavagem cerebral. Apesar dos pesares, há realmente boas músicas num hard rock direto possuindo alguns enxertos punks também interessantes.

Apesar dos instantes que causam interesse, não tenha dúvida de que existem duas mil bandas executando muito melhor o rock 'n' roll das ótimas primeiras faixas "Shut The Fuck Up", "I Don't Care" e "I Got A Gun". Grupos estes com maior investimento e dedicação em seus discos, e sonoridade mais cuidada. The Hellacopters, por exemplo, e The Driven como uma referência mais underground.

Guns toca uma guitarra raivosa que guia seus companheiros. É o destaque aqui, ao lado de Sixx, apesar de ambos atuarem abaixo do que podem - o que já não é grande coisa, cá entre nós.

London LeGrand é a controvérsia em face humana. É um vocalista com boa capacidade de variação, e consegue passar por diferentes estilos - o que deve ter contado para sua escolha - mas certamente precisa aprimorar a técnica. Por vezes soa como um Zakk Wylde depois de três horas de show e muita cerveja, noutras é mais um Ian Astbury gripado.

"Natural Born Killers" e "2 Times Dead" são as outras boas músicas do disco. O resto, exceção feita à pop e infeliz "Only Get So Far", não é desprezível, mas também não leva um indivíduo a gastar seu dinheiro com o álbum.

Deve ser mais interessante ouvi-los ao vivo. Para um trabalho de estúdio é pobre e, acima de tudo, disparatado perante todo o barulho que criaram para o lançamento.

Site Oficial - http://www.bridesofdestruction.com

London LeGrand (Vocais)
Tracii Guns (Guitarras)
Nikki Sixx (Baixo)
Scot Coogan (Bateria)

Material cedido por:
Sanctuary Records - http://www.sanctuaryrecordsgroup.co.uk
Email: info@sanctuaryrecords.co.uk




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Brides Of Destruction"


Tragédia e dor: O Blues, o Rock e o DiaboTragédia e dor
O Blues, o Rock e o Diabo

Metallica: o video game da banda que nunca foi lançadoMetallica
O video game da banda que nunca foi lançado


Sobre Thiago Sarkis

Thiago Sarkis: Colaborador do Whiplash!, iniciou sua trajetória no Rock ainda novo, convivendo com a explosão da cena nacional. Partiu então para Van Halen, Metallica, Dire Straits, Megadeth. Começou a redigir no próprio Whiplash! e tornou-se, posteriormente, correspondente internacional das revistas RSJ (Índia - foto ao lado), Popular 1 (Espanha), Spark (República Tcheca), PainKiller (China), Rock Hard (Grécia), Rock Express (ex-Iugoslávia), entre outras. Teve seus textos veiculados em 35 países e, no Brasil, escreveu para Comando Rock, Disconnected, [] Zero, Roadie Crew, Valhalla.

Mais matérias de Thiago Sarkis no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336