Resenha - Prá Ficar - Extromodos

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rafael Carnovale
Enviar Correções  

7


Este trio do Paraná iniciou suas atividades em 1997. Influenciados pelo grunge de Seattle e pelo Funk-Rock dos Red Hot Chilli Peppers, a banda conseguiu algo improvável: investir no pop-rock brazuca apenas absorvendo algumas influências das bandas citadas acima. O resultado está em "Prá Ficar" (primeiro cd, já que a banda lançou uma demo em 1998). Puro pop-rock, estilo Capital Inicial, com habilidade e que cativa o ouvinte.

publicidade

"Deixa", "Prá Ficar" e a semi-balada "Língua dos Cachorros" são bons rocks movidos a guitarras suaves que tem curta duração (cerca de 3 minutos), não sendo cansativos nem tediosos. A influência de Red-Hot aparece mais em faixas como "Hoje é Meu Dia", a pesada "Sexo de Almas" (cujo "groove" é bem característico dos tabasquinhos americanos).

publicidade

O resto do cd se divide em bons momentos pop-rock como "A Loucura de Todo Mundo Pode Ser Compreendida" (literalmente....) , "Technology", e baladas como "De Cara" e "Tudo Bem II". Mas o exagero de faixas (são catorze ao total) acaba deixando o cd um tanto cansativo, pois a repetição é algo que incomoda. São boas faixas, mas todas muito similares, o que acaba cansando um pouco quem ouve.

publicidade

Um cd que pode ser melhor. Um trabalho maior nas composições e bastante estrada ainda vai mostrar o que a banda pode produzir, pois eles vieram prá ficar.

Site oficial: http://www.extromodos.com.br

Line Up:
Bira Ribeiro - Guitarra/Vocal
André Becker - Baixo
Alvaro Jr. - Bateria

Contato: [email protected]

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Cinco contra um?: Roqueiros comentam como a revista Playboy os marcouCinco contra um?
Roqueiros comentam como a revista Playboy os marcou

Discórdia: alguns dos maiores insultos entre artistasDiscórdia
Alguns dos maiores insultos entre artistas


Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin