Resenha - Truth Be Told - Blues Traveler

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Bruno Coelho
Enviar Correções  

9


Esse é um disco lançado no final de 2003 e que é bem difícil de ser encontrado por aí. Comprei-o nas férias de janeiro quando fiz um mochilão pelo sul do país com Janaína (minha mais que amada namorada) e fiquei estupidamente feliz em tê-lo encontrado. Lembro-me que um dos discos anteriores da banda - o Four - foi das minhas trilhas sonoras favoritas anos atrás quando trabalhava e estudava menos e vivia enchendo a lata da mais gelada cerva. O Blues Traveler é uma banda americana de Blues/Pop que bebe bastante da raiz do rock n'roll mas ainda assim apresenta particularidades que a fazem ser a banda mais conhecida no estilo nesses nossos tempos de modismos imbecis (vide New-pulapula-Metal). Truth Be Told é um álbum indicado para qualquer ser humano do planeta sem restrições, a não ser que você seja mais um dos bitolados que pregam que só Manowar e Running Wild são música decente! Pelamordedeus, meu irmão! Acorda!

publicidade

A banda tem ainda três de seus membros fundadores, a saber: John Popper (o mais talentoso gaitista da atualidade), Chan Kinchla e Brendan Hill e foi formada em Princeton nos idos de 1983, fazendo todo o circuito de bares e clubes da área de New Jersey antes de cair na estrada USA afora e começar a gravar discos. Foi justamente com o meu querido e amado álbum "Four" (roubado por uma piranha que se mudou de minha cidade e que desejo profundamente que morra surda!) que os caras decolaram de vez, ganharam simplesmente 6 álbuns de platina e se prepararam para vender nada menos que 10 milhões de álbuns só nos Estados Unidos.

publicidade

John Popper é sem dúvida um grande vocalista, compositor e , principalmente, gaitista. Truth Be Told não é bem a prova de seu talento como gaitista, mas sem dúvida as composições chegaram a um nível comparável ao de poucos outros artistas dos nossos dias ou de outrém. Uma comparação rápida remeteria-nos ao genial Dave Matthews, que, apesar de não parecer tanto musicalmente, certamente bebeu da mesma fonte e possui talento perfeitamente proporcional.

publicidade

Existem nesta bolachinha laser motivos pra cantar alto com a banda - Unable To Get Free (fantástica, de verdade, fantástica), Let Her and Let Go, Thinnest of Air (bem Blues Traveller, rapidinha e pra cima) - motivos para calar e ouvir - Mount Normal (muito bonita e emocional) - motivos para babar John Popper e a técnica de uma banda estúpidamente coesa - My Blessed Pain e Can´t See Why (que solos de gaita!) - e outros que você certamente deve descobrir por si só.

publicidade

Um grande disco e, sem dúvida, uma prova de que o rock n roll não precisa de inovação porra nenhuma, não precisa dessa porcaria de mistura com o rap e com a música eletrônica! A resposta está no que sempre foi feito e na habilidade humana de se reinventar. Longa vida ao Blues Traveler e a quem quer faça música de qualidade - Heavy/Thrash/Death/Black Metal, Blues, Jazz ou simples e puro Rock n Roll!

publicidade

Blues Traveler é John Popper (Vocals and Harmonica) Chan Kinchla (Guitar) Brendan Hill (Drums) Tad Kinchla (Bass) Ben Wilson (Keyboards).




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Trollagem: quando as bandas decidem zoar com o playbackTrollagem
Quando as bandas decidem zoar com o playback

Planet Rock: As músicas com os melhores solos de guitarraPlanet Rock
As músicas com os melhores solos de guitarra


Sobre Bruno Coelho

Bruno Coelho é Arquiteto, escritor, poeta, produtor de eventos, pai, tradutor, intérprete e professor de inglês. Morou em cinco capitais brasileiras e hoje dedica-se ao árduo labor de organizar eventos na capital maranhense de São Luís. Fã do Dream Theater, Tool, Symphony X, Pain of Salvation e Evergrey, encontra espaço pra novas bandas e vertentes sempre.

Mais matérias de Bruno Coelho no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin