Resenha - Argus - Wishbone Ash

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Raul Branco
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Andy Powell (guitarra), Ted Turner (guitarra), Martin Turner (baixo) e Steve Upton (bateria), entraram em estúdio em 1972 para gravar seu terceiro álbum, produzido por Derek Lawrence. O resultado foi uma das mais aplaudidas e reconhecidas obras do rock: “Argus”.
5000 acessosIntrigas: Bandas em família que terminaram mal5000 acessosBeatles: Quais as pessoas e objetos da capa do Sgt. Peppers?

Merecidamente incensado pela crítica à de seu lançamento época (foi eleito o Melhor Disco do Ano pela Melody Maker), “Argus” definiu o estilo twin guitars, onde ambos os guitarristas são solistas, revezando e entrelaçando seus solos em todas as faixas. Por mais interessante que seja a cozinha Turner/Upton, é nas guitarras e na qualidade excepcional das canções escritas para esse disco que repousam a força e contemporaneidade do álbum. Ainda hoje, para qualquer guitarrista, “Argus” tem um frescor surpreendente.

Alguns criticam a duração de algumas faixas, que poderiam dizer a mesma coisa em menor tempo mas, se quem ouve atentamente, percebe que essa afirmação é um pouco leviana. Os solos são tão fluentes, tão claros e tão criativos que não se pode imaginar outra versão das músicas.

A primeira faixa é “Time Was”, onde o solista principal é Andy Powell. Completavam o lado A do Lp “Sometime World”, que começa suavemente e ganha um peso descomunal em seu desdobramento e “Blowin’ Free”, provavelmente a música mais conhecida do disco. O lado B, com guitarras mais pesadas, trazia com a apocalíptica “The King Will Come”, a fluidez melodiosa de “Leaf and Stream”, o peso de “Warrior” e terminava com outra pérola, “Throw Down The Sword”, com participação especial de John Tout (Renaissance) no órgão.

Ao ser lançado o CD foi incluída , como bonus track, a música “No Easy Road”, que havia sido editada originalmente como lado B do compacto “Blowin’ Free” e fez parte do álbum “Wishbone Four”.

Vale a pena mencionar que “Argus” também conseguiu se manter em 3o lugar entre os discos mais vendidos da Grã-Bretanha por 22 semanas consecutivas

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Argus - Wishbone Ash

2186 acessosWishbone Ash: o melhor álbum de Hard Rock de 1972?

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Wishbone Ash"

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Wishbone Ash"

IntrigasIntrigas
Bandas em família que terminaram mal

Sgt. PeppersSgt. Peppers
Quem são as pessoas e quais os objetos da capa?

Pink FloydPink Floyd
As 10 melhores escolhidas pela UCR

5000 acessosMetallica: a letra que fez Hammett e Hetfield chorar5000 acessosOzzy x Sharon: conheça a mulher que supostamente causou a separação5000 acessosFotos de Infância: Max e Igor Cavalera, do Sepultura5000 acessosGuns N' Roses: eles estão apenas começando...5000 acessosDelain: baixista quase perde testículo no palco - veja vídeo5000 acessosComo batizar a criança: os nomes de bandas mais estúpidos

Sobre Raul Branco

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Mais matérias de Raul Branco no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online