Resenha - Dance of Shadows - Silent Cry

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rafael Carnovale
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9


Após mudanças no Line-Up, os mineiros do Silent Cry retornam à cena com seu mais novo petardo. "Dance of Shadows" reforça o som gótico e com climas atmosféricos que já consagrou a banda, com uma grande diferença: agora, riffs agressivos de guitarra se juntam aos teclados e climas atmosféricos, dando uma sonoridade muito particular e agradável.

Punk Rock: seja feio, beba muito, e nunca penteie o cabeloEpica: foto original de Simone Simons nua em capa é revelada?

As duas primeiras faixas: "The Half Light" e "Two Worlds" nos remetem ao estilo gótico atmosférico propriamente dito. Com bons duelos vocais entre Ana Márcia (uma voz muito agradável) e Dilpho Castro, as músicas mostram o Silent Cry de sempre, afundado no estilo que já é conhecido, apesar de um riff mais heavy tradicional aqui e ali. "Dance of Shadows" já começa a mostrar algumas mudanças, principalmente no excelente trabalho de guitarras, que apesar de ainda tender para o metal gótico, já cai no gosto dos apreciadores do bom e velho heavy metal.

A coisa esquenta mesmo é nas faixas "My Evil", com sua pegada thrash à lá Metallica, que empolga logo de início e na quase black "Victory's Time", que com suas mudanças de andamento consegue algo inusitado: mesclar a agressividade do black com os nuances do progressivo. A banda está afiadíssima, senão não conseguiria tais resultados.

Faixas como as baladas "Silent Scream" e "Only to Love You" são bem legais e muito bem arranjadas, e a banda cai de vez no heavy com a faixa "Beyond the Silent Night", que lembra de leve o trabalho dos finlandeses do Nightwish. Só que com muito mais peso.

Um grande cd. Parabéns a banda, que após várias mudanças no line-up consegue produzir um cd que foge diretamente do gótico, mas sem se descaracterizar.

Site oficial: www.silentcry.musicpage.com.br

Line Up:
Dilpho Castro - Guitarras, Vocais
Ana Márcia - Vocais
Albenez Carvalho - Vocais
Roberto Freitas - Baixo
Flávio Jr. - Bateria.

Material Cedido por:
Avernus Records / Silent Cry
http://www.silentcry.musicpage.com.br
email: avernusrecords@bol.com.br
Governador Valadares - MG




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Silent Cry"


Blog Sutil Como Uma Granada: Musas do rock/metal nacionalBlog Sutil Como Uma Granada
Musas do rock/metal nacional


Punk Rock: seja feio, beba muito, e nunca penteie o cabeloPunk Rock
Seja feio, beba muito, e nunca penteie o cabelo

Epica: foto original de Simone Simons nua em capa é revelada?Epica
Foto original de Simone Simons nua em capa é revelada?

Iron Maiden: as 20 melhores músicas da Era de OuroIron Maiden
As 20 melhores músicas da "Era de Ouro"

Cults: 10 álbuns influentes que fracassaram nas vendasCults
10 álbuns influentes que fracassaram nas vendas

Ozzy Osbourne: Fim do Guns foi a maior tragédia do rockOzzy Osbourne
Fim do Guns foi a maior tragédia do rock

Muse: o que faz do trio uma das maiores bandas da atualidade?Muse
O que faz do trio uma das maiores bandas da atualidade?

Metallica x Reverend: a oração que ambas bandas usaram em letraMetallica x Reverend
A oração que ambas bandas usaram em letra


Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336