Matérias Mais Lidas

imagemMarcello Pompeu, em busca de emprego, pede ajuda a seguidores

imagemRegis Tadeu explica porque o vinil e o Spotify vão despencar e o CD vai bombar

imagemDavid Gilmour surpreende ao responder se o Pink Floyd pode voltar a fazer shows

imagemGene Simmons faz passagem de som antes de show do Kiss com roupa inusitada

imagemBill Hudson comenta sobre falta de público de Angra e outras bandas nos EUA

imagemMax Cavalera e o conselho dado por Ozzy Osbourne: "ambos nos sentimos traídos"

imagemPaul McCartney lista os cinco músicos que formariam sua banda dos sonhos

imagemJames Hetfield se emociona profundamente no show de BH e é amparado pelos amigos e fãs

imagemQuem Glenn Hughes considera digno de substituí-lo como "a voz do rock"

imagemMax Cavalera diz que Igor merece mais crédito entre os bateristas mundiais

imagemConheça a "melhor banda com as melhores músicas" para Robert Smith, do The Cure

imagemDez grandes músicas do Iron Maiden escritas pelo vocalista Bruce Dickinson

imagemMax Cavalera é criticado por ucranianos pelo apoio a Rússia em 2014

imagemBrian May revela o inesperado álbum do Queen que é o seu favorito

imagemMetallica em Belo Horizonte: Sorte de quem pôde ir


Resenha - Planetude - Sagga

Por Rafael Carnovale
Em 11/11/02

Nota: 10

Primeiro cd.... o peso da estréia... o sucesso que pode bater a porta ou passar batido. Toda banda deve ter passado por isso. O começo de uma saga. E o Sagga começa sua história com um cd fantástico. Confesso que fiquei um tanto ressabiado quando peguei este cd, pois o mesmo me vinha muito bem recomendado, e não foi por uma ou duas pessoas. Mas ao ouvir o petardo de estréia deste quinteto paulistano, tive que dar o braço a torcer: a banda estreou com tudo. Uma capa muito bem feita, produção de primeira (com o auxílio de Sascha Paeth) e músicas que compilam todos os elementos do bom heavy metal tradicional.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

O cd já nos brinda com uma abertura fantástica. A cativante "Breaking Frontiers", aonde a banda apresenta seu power metal influenciado por Helloween, Gamma Ray, mas com teclados bem colocados, refrões cativantes, e riffs de guitarras tipicamente "maidenianos". A faixa seguinte, "Searching for the Sun", começa com um show vocálico de Maurício Queiroz, que usa sua voz com maestria, dosando bem agudos e sons graves, desembocando numa faixa mais ligada ao power oitentista, cujo refrão teima em grudar em nossas cabeças.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

As guitarras dão o tom na faixa seguinte, "Fight for Survival", com boa inserção de teclados (como estes são bem utilizados!) e a participação de André Mattos (Shaman), num bom dueto com Maurício, numa faixa mais cadenciada, com uma excelente levada. Ritmos cadenciados que se repetem na épica "The Sign" (uma das melhores) na instrumental atmosférica "Planetude". A banda também usa bons elementos de hard rock, como na faixa "Incident", aonde a mescla de rock e metal soa muito agradável aos ouvidos, e na mais rockeira "Fly Away", com um bom trabalho de bateria de Gabriel Lobitsky. Mas o melhor fica para o final, as cativantes "Incident" e "NOVA", com um excelente uso dos teclados e mais uma vez pinçando elementos de hard rock. Para fechar o cd em grande estilo, a faixa que o quinteto havia gravado para o projeto "HAMLET", "Dagger of Words", que se diferencia pelo lado mais épico, mas ainda assim muito bem encaixada no cd.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

Uma banda entrosadíssima, um excelente cd... mais uma vez temos o surgimento de um nome em potencial para o heavy nacional. Parabéns ao Sagga.

Site: www.saggaonline.com

Line Up:
Mauricio Queiroz – Vocais
Anderson Carlo – Guitarras
Gustavo Duarte – Baixo
Gabriel Lobitsky – Bateria
Jose Cardillo – Teclados

Louder Music – www.louder-music.com

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale.