Matérias Mais Lidas

imagemPaul Di'Anno detona Regis Tadeu após vídeo em que critica seu encontro com Iron Maiden

imagem"A ingenuidade do fã do Iron Maiden é um negócio que beira o patético", diz Regis Tadeu

imagemA dura crítica de Angus Young a Led Zeppelin, Jeff Beck e Rolling Stones em 1977

imagemStjepan Juras retruca comentário de Regis Tadeu sobre reencontro de Di'Anno e Harris

imagemFãs protestam contra Claustrofobia após banda fazer versão de música do Pantera

imagemMichael Anthony diz que "Van Halen III" foi "a coisa mais louca que a banda já fez"

imagemComo foram os últimos meses de Renato Russo e a causa da sua morte

imagemNovo álbum do Krisiun será lançado em julho; veja capa e tracklist

imagemGeezer Butler, Heavy Metal e a clássica canção do Black Sabbath inspirada por Jesus

imagemComo era a problemática relação do Angra no "Aurora Consurgens", segundo produtor

imagemZakk Wylde relembra ídolo: "tão relevante quanto Bach, Beethoven e Mozart"

imagemBlind Guardian divulga vídeo oficial de "Blood Of The Elves"; veja aqui

imagemA banda de forró que uniu Nenhum de Nós, Legião, Titãs e Paralamas na mesma música

imagemA apaixonada opinião de Elton John sobre "Nothing Else Matters", clássico do Metallica

imagemMetallica libera vídeo da clássica "Fight Fire With Fire" ao vivo em Belo Horizonte


Resenha - Of Once And Future Kings - Order Of Nine

Por Thiago Sarkis
Em 20/10/02

Nota: 8

O Order Of Nine conseguiu uma proeza, um efeito quase inacreditável em toda a mídia especializada em metal (e nos incluímos aí, pois também fomos acometidos por esse tufão). Mesmo com uma mixagem bisonha que maltrata os vocais fantásticos, verdadeiramente soberbos de Michael DeGrena, a banda deixa o ouvinte salivando por mais trabalhos seus, principalmente se aqueles que a escutam forem fãs de Sanctuary, e especialmente Queensryche.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Michael Chiccitt traz um trabalho magistral de guitarras. Um bom gosto em timbres e composições, que é, sem dúvida, de dar inveja a muito conjunto sagrado por aí. Não distante é a participação de Steve Rabinovich no baixo, e Mike Sirera na bateria.

"Of Once And Future Kings" se assemelha - guardadas as devidas proporções, compreendam ‘per favore’ - ao que fora realizado em "Operation: Mindcrime" (1988), clássico absoluto do Queensryche, porém sem tantos toques de progressivo, e como já foi dito, com uma produção fraca.

A energia e o dinamismo das composições, e a potência das vocalizações de DeGrena, cujo gogó é nada menos que ABSURDO, nos remetem a toda hora a Geoff Tate e seus companheiros. Aliás, posso dizer que este último citado, na atualidade, já passados os anos e com a idade chegando, se orgulharia do vocalista do Order Of Nine, saudando e lembrando de seus melhores dias escutando o segundo disco desses americanos.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Eles estão na cena há quatro anos, mais ou menos, todavia só agora tiveram real oportunidade através da Nightmare Records. Revelação poderosa preste a explodir, e que sem dúvida o fará, e nos felicitará com excelentes álbuns em futuro próximo.

Site Oficial – http://www.orderofnine.com

Formação:
Michael DeGrena (Vocais)
Michael Chiccitt (Guitarras – Violão)
Steve Rabinovich (Baixo)
Mike Sirera (Bateria – Percussão)

Material cedido por:
Nightmare Records – http://www.nightmare-records.com
7751 Greenwood Drive, Saint Paul,
Minnesota (MN) – 55112 - USA
Email: [email protected]

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Axl Rose: "ele é um fracassado", diz mulher de Slash


Sobre Thiago Sarkis

Thiago Sarkis: Colaborador do Whiplash!, iniciou sua trajetória no Rock ainda novo, convivendo com a explosão da cena nacional. Partiu então para Van Halen, Metallica, Dire Straits, Megadeth. Começou a redigir no próprio Whiplash! e tornou-se, posteriormente, correspondente internacional das revistas RSJ (Índia - foto ao lado), Popular 1 (Espanha), Spark (República Tcheca), PainKiller (China), Rock Hard (Grécia), Rock Express (ex-Iugoslávia), entre outras. Teve seus textos veiculados em 35 países e, no Brasil, escreveu para Comando Rock, Disconnected, [] Zero, Roadie Crew, Valhalla.

Mais matérias de Thiago Sarkis.