Resenha - Of Once And Future Kings - Order Of Nine

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Thiago Sarkis
Enviar Correções  

8


O Order Of Nine conseguiu uma proeza, um efeito quase inacreditável em toda a mídia especializada em metal (e nos incluímos aí, pois também fomos acometidos por esse tufão). Mesmo com uma mixagem bisonha que maltrata os vocais fantásticos, verdadeiramente soberbos de Michael DeGrena, a banda deixa o ouvinte salivando por mais trabalhos seus, principalmente se aqueles que a escutam forem fãs de Sanctuary, e especialmente Queensryche.

publicidade

Michael Chiccitt traz um trabalho magistral de guitarras. Um bom gosto em timbres e composições, que é, sem dúvida, de dar inveja a muito conjunto sagrado por aí. Não distante é a participação de Steve Rabinovich no baixo, e Mike Sirera na bateria.

"Of Once And Future Kings" se assemelha - guardadas as devidas proporções, compreendam ‘per favore’ - ao que fora realizado em "Operation: Mindcrime" (1988), clássico absoluto do Queensryche, porém sem tantos toques de progressivo, e como já foi dito, com uma produção fraca.

publicidade

A energia e o dinamismo das composições, e a potência das vocalizações de DeGrena, cujo gogó é nada menos que ABSURDO, nos remetem a toda hora a Geoff Tate e seus companheiros. Aliás, posso dizer que este último citado, na atualidade, já passados os anos e com a idade chegando, se orgulharia do vocalista do Order Of Nine, saudando e lembrando de seus melhores dias escutando o segundo disco desses americanos.

publicidade

Eles estão na cena há quatro anos, mais ou menos, todavia só agora tiveram real oportunidade através da Nightmare Records. Revelação poderosa preste a explodir, e que sem dúvida o fará, e nos felicitará com excelentes álbuns em futuro próximo.

Site Oficial – http://www.orderofnine.com

Formação:
Michael DeGrena (Vocais)
Michael Chiccitt (Guitarras – Violão)
Steve Rabinovich (Baixo)
Mike Sirera (Bateria – Percussão)

publicidade

Material cedido por:
Nightmare Records – http://www.nightmare-records.com
7751 Greenwood Drive, Saint Paul,
Minnesota (MN) – 55112 - USA
Email: [email protected]




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Cover: 15 bandas que são quase tão boas quanto o originalCover
15 bandas que são quase tão boas quanto o original

Iron Maiden: os álbuns da banda, do pior para o melhorIron Maiden
Os álbuns da banda, do pior para o melhor


Sobre Thiago Sarkis

Thiago Sarkis: Colaborador do Whiplash!, iniciou sua trajetória no Rock ainda novo, convivendo com a explosão da cena nacional. Partiu então para Van Halen, Metallica, Dire Straits, Megadeth. Começou a redigir no próprio Whiplash! e tornou-se, posteriormente, correspondente internacional das revistas RSJ (Índia - foto ao lado), Popular 1 (Espanha), Spark (República Tcheca), PainKiller (China), Rock Hard (Grécia), Rock Express (ex-Iugoslávia), entre outras. Teve seus textos veiculados em 35 países e, no Brasil, escreveu para Comando Rock, Disconnected, [] Zero, Roadie Crew, Valhalla.

Mais matérias de Thiago Sarkis no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin