[an error occurred while processing this directive]

Matérias Mais Lidas


Summer Breeze 2024

Resenha - Crucible - Halford

Por Rafael Carnovale
Postado em 18 de julho de 2002

Nota: 10

O(a) Deus(a) do metal realmente resolveu jogar pesado desta vez. É, meus caros, Rob Halford não está de brincadeira. Após um cd matador, "Ressurrection", e de um ao vivo igualmente poderoso, o mesmo retorna com seu segundo cd solo após sua "volta" ao metal. "Crucible" é antes de tudo um cd de heavy metal pesado. Agressivo como o Judas jamais foi, intenso e forte como o Fight nunca conseguiu ser. É claro que jamais poderemos comparar os cd’s solo de Rob ao que ele fez no Judas Priest, mas que estamos diante do melhor cd solo do distinto, isso é inegável. Parece que o inssosso Two, que marcou a maior mancada da carreira de Rob, aliado ao fato do mesmo assumir sua homossexualidade, lhe abriu os horizontes e o fez voltar ao estilo que o consagrou e do qual nunca deveria ter saído: O heavy metal.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 1

Contribuem para tal fato o gogó do senhor que está em plena forma, como a faixa de abertura, "Crucible", com seu andamento cadenciado e uma mudança de ritmo massacrante no meio da música pode mostrar. Rob também estabilizou um line-up muito bom e entrosado, que lhe permite produzir pedradas como "One Will" (lembra muito o Fight) e "Beatrayal" (quem não associar a introdução de bateria a uma música clássica do Judas realmente nunca ouviu heavy metal), com um show vocal à parte do Sr Halford. Aliás, como o cara está cantando. Nem no "Ressurrection" Rob atingiu tons tão altos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 2

O cd segue com uma mescla de Judas Priest fase "Painkiller" e Fight, sendo extremamente agressivo e cativante. Músicas como "Handing Out Bullets", "Wrath of God" e "Weaving Sorrow" impressionam pela velocidade, pelos riffs de guitarra e perfeita integração entre baixo e bateria. É speed metal de primeira, quase um thrash. Rob não economizou no peso desta vez, dando um show nos vocais, colocando em cada música a entonação certa, sem exageros, e exagerando quando necessário, como na "Handing out Bullets", aonde os backings de Mike Chlasciack, extremamente guturais, se contrapõem ao vocal afinadíssimo de Rob, criando um resultado extraordinário.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 3

Já para quem gosta de sons mais cadenciados, Rob nos presenteia com pérolas como "Hearts of Darkness" (com os riffs cavalgantes que lembram o bom Iron Maiden), a pesadona "Heretic", aonde o batera Bobby Jarzombek mostra todo seu potencial e a mais pesada de todas, "Golgotha", que deixa todo o peso do cd "Jugulator" do Judas no chinelo, além do fato de Rob dosar muito bem o vocal nessa música, aproveitando seu lado mais "melódico".

Destaques? Todas as faixas, mas como curiosidade vale conferir as baladas "Crystal" (uma baladona pesada, muito legal, será perfeita ao vivo), e "Trail of Tears" (outra baladona pesada, aonde a banda deixa vazar todo seu lado melódico).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 4

Em resumo: um cd matador, que mostra que Rob ainda tem lenha pra queimar e que merece o título de Deus(a) do metal. Long Live to the King (Queen).

Só por curiosidade, a versão japonesa do cd, que é a que está sendo criticada, vem com duas faixas a mais: a cadenciada e rockeira "Rock the World Forever" (com um clima pra cima, contagiante, pena que estas faixas não são tocadas ao vivo) e a baladinha melosa "In the Morning", com dois minutos de duração. Uma versão do cd,lançada na Europa, vem com outras duas faixas, o que dificulta demais o fã que quer ter todo o material. Tomara que a versão nacional traga algo que compense esse fato.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 5

Obs: a brincadeira sobre o lado feminino do cara não é para ser levada a sério.O que vale é a música, que está perfeita!! ;)

Formação:

Rob Halford – Vocais
Pat Lachman – Guitarras
Mike Chlasciak – Guitarras
Bobby Jarzombek – Bateria
Ray Riendeau – Baixo

Lançado pela Metal-Is (Sanctuary) Records.
Lançamento Japonês pela Victor Inc.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 6

Outras resenhas de Crucible - Halford

Resenha - Crucible - Halford

Resenha - Crucible - Halford

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Stamp

Sentença de Morte: Death Metal para quem curte Death Metal bem executado

Triumph Of Death, projeto de Tom Warrior, resgata ao vivo parte do passado do Hellhammer

Spiritual Cramp acerta a fórmula, mas álbum satura em 26 minutos

Estreia do Superbloom traz de volta o grunge protagonista dos anos 1990

Stratosphere Project: O eco estrondoso da Via-Láctea fundindo-se nas dimensões ocultas

Perc3ption: A arte em situações extremas

"Here Comes The Rain", último registro do Magnum com Tony Clarkin, é mais um bom registro

Resenha - Death Magnetic - Metallica


publicidadeAdriano Lourenço Barbosa | Airton Lopes | Alexandre Faria Abelleira | Alexandre Sampaio | André Frederico | Ary César Coelho Luz Silva | Assuires Vieira da Silva Junior | Bergrock Ferreira | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Alexandre da Silva Neto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cláudia Falci | Danilo Melo | Dymm Productions and Management | Efrem Maranhao Filho | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Fabio Henrique Lopes Collet e Silva | Filipe Matzembacker | Flávio dos Santos Cardoso | Frederico Holanda | Gabriel Fenili | George Morcerf | Henrique Haag Ribacki | Jesse Alves da Silva | João Alexandre Dantas | João Orlando Arantes Santana | Jorge Alexandre Nogueira Santos | José Patrick de Souza | Juvenal G. Junior | Leonardo Felipe Amorim | Luan Lima | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Marcus Vieira | Maurício Gioachini | Mauricio Nuno Santos | Odair de Abreu Lima | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Ricardo Cunha | Richard Malheiros | Sergio Luis Anaga | Silvia Gomes de Lima | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Victor Adriel | Victor Jose Camara | Vinicius Valter de Lemos | Walter Armellei Junior | Williams Ricardo Almeida de Oliveira | Yria Freitas Tandel |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?
Mais matérias de Rafael Carnovale.

 
 
 
 

RECEBA NOVIDADES SOBRE
ROCK E HEAVY METAL
NO WHATSAPP
ANUNCIAR NESTE SITE COM
MAIS DE 4 MILHÕES DE
VIEWS POR MÊS