Resenha - Symphony Goes On - Liar Symphony

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rodrigo Simas
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 6


"The Symphony Goes On" é o mais novo trabalho da banda paulista Liar Symphony. O CD é bastante homogêneo, sem maiores mudanças e diferenças entre as músicas, resultando muitas vezes em uma audição difícil, pois soa bastante repetitivo.

Metallica: sobre o que fala "For Whom The Bell Tolls"Bandas: Audiófilos elegem as maiores da história do rock

Todos os integrantes da banda desempenham bem suas funções na parte instrumental, mas ainda falta uma maior busca de originalidade e personalidade nas composições, pois o que ouvimos é um heavy/power metal, com toques melódicos (me lembrou em vários momentos a banda Helstar na fase "Nosferatu", "Distant Thunder"), que não se destaca dentro das mil bandas que assolam o mercado hoje em dia, apesar das músicas apresentarem qualidades indiscutíveis, apresentando um trabalho de guitarras bem legal, com bons solos e muitos riffs excelentes (a primeira faixa "A Flying Device" já vale a audição).

O vocalista Villo Nolasco, apesar de ter uma boa voz, poderia desenvolver linhas vocais com mais criatividade e feeling, pois elas se parecem muito.

Destaques para a já citada "A Flying Device" e a mais cadenciada "Morbid Future" (ótima!). A gravação e a produção do CD são muito boas, e se percebe mais uma vez como é possível gravar um CD com qualidade e profissionalismo no Brasil.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Liar Symphony"


Covers: blog elege o Top 5 feitos por bandas brasileiras de Rock/MetalCovers
Blog elege o Top 5 feitos por bandas brasileiras de Rock/Metal


Metallica: sobre o que fala For Whom The Bell TollsMetallica
Sobre o que fala "For Whom The Bell Tolls"

Bandas: Audiófilos elegem as maiores da história do rockBandas
Audiófilos elegem as maiores da história do rock

Loudwire: as 10 melhores músicas do NirvanaLoudwire
As 10 melhores músicas do Nirvana

Metallica: sobre o que fala For Whom The Bell TollsMetallica
Sobre o que fala "For Whom The Bell Tolls"

Bandas: Audiófilos elegem as maiores da história do rockBandas
Audiófilos elegem as maiores da história do rock

Guns N' Roses: Axl se declarou à ex em gravação, mas se arrependeuGuns N' Roses
Axl se declarou à ex em gravação, mas se arrependeu

AC/DC: as músicas do Back in Black, da pior para a melhorAC/DC
As músicas do "Back in Black", da pior para a melhor


Sobre Rodrigo Simas

Designer, carioca e tricolor. Começou a ouvir música aos 11 anos, com Iron Maiden, Metallica e Rush. Tem como hobby quase profissional, a música. Além de produzir shows e eventos, trabalhou por 5 anos em loja especializada em Heavy Metal, e já escreveu para alguns sites e revistas de música. Hoje escuta de tudo um pouco, e cada vez mais descobre que existem apenas dois tipos de música: a boa e a ruim, independente do estilo. Bandas e artistas favoritos: Dave Matthews Band, Peter Gabriel, Rush, Iron Maiden, Led Zeppelin, Ben Harper, Radiohead, System of a Down... e a lista continua...

Mais informações sobre Rodrigo Simas

Mais matérias de Rodrigo Simas no Whiplash.Net.