Matérias Mais Lidas

imagemPaul Di'Anno detona Regis Tadeu após vídeo em que critica seu encontro com Iron Maiden

imagem"A ingenuidade do fã do Iron Maiden é um negócio que beira o patético", diz Regis Tadeu

imagemA dura crítica de Angus Young a Led Zeppelin, Jeff Beck e Rolling Stones em 1977

imagemFãs protestam contra Claustrofobia após banda fazer versão de música do Pantera

imagemMorre Andy Fletcher, tecladista e membro fundador da banda Depeche Mode

imagemStjepan Juras retruca comentário de Regis Tadeu sobre reencontro de Di'Anno e Harris

imagemA banda de forró que uniu Nenhum de Nós, Legião, Titãs e Paralamas na mesma música

imagemA apaixonada opinião de Elton John sobre "Nothing Else Matters", clássico do Metallica

imagemJohn Bonham, Keith Moon ou Charlie Watts, quem era o melhor segundo Ginger Baker?

imagemZakk Wylde relembra ídolo: "tão relevante quanto Bach, Beethoven e Mozart"

imagemComo era a problemática relação do Angra no "Aurora Consurgens", segundo produtor

imagemEncontro entre Paul Di'Anno e Steve Harris resultou em "algo que será discutido"

imagemMorre Alan White, baterista do Yes e que gravou a clássica "Imagine", de John Lennon

imagemRegis Tadeu explica porque Ximbinha é um dos melhores guitarristas do Brasil

imagemProdutor de "Temple of Shadows" conta problemas que teve com voz de Edu Falaschi


Resenha - War To End All Wars - Yngwie J. Malmsteen

Por Thiago Sarkis
Em 10/04/01

Nota: 6

"War To End All Wars" mostra as duas faces de uma das figuras mais polêmicas da história do metal, o guitarrista sueco, Yngwie J. Malmsteen. De um lado, um músico talentoso, com composições ricas e que, por incrível que pareça, arrumou uma forma de desenvolver e evoluir ainda mais sua absurda técnica. Do outro, um cara de ego inflado, que agiu na vontade e na ânsia de fazer tudo e ser o centro das atenções, e acabou se dando mal, ao realizar uma produção horrorosa, abaixo da crítica.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

As músicas seguem a tradicional e famosa linha de Yngwie Malmsteen. Muito peso, em riffs bem construídos e solos rápidos. Nos vocais, mais um show de Mark Boals, que confirma sua posição entre os melhores vocalistas do metal, atualmente. Boas variações, com o agudo sensacional de sempre e os graves mais firmes, melhores do que nunca. Mats Olausson e John Macaluso são excelentes e, definitivamente, mereciam mais espaço. Infelizmente, há muito tempo, os teclados que costumavam acompanhar Malmsteen, não se fazem tão presentes e ficam escondidos em composições excessivamente direcionadas às guitarras.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Entre as melhores faixas, podemos destacar, facilmente, a paulada "Crucify", a típica levada hard rock de "Bad Reputation" e a belíssima balada "Miracle Of Life". As instrumentais, "Molto Arpeggiosa, "Preludium" e "Instrumental Institution", são espetaculares e dão ‘vazão’ ao virtuosismo do guitarrista sueco. Além disso, seguem a notória evolução de Malmsteen como compositor.

Na faixa bônus, entra em cena "Yngwie J. Marley". "Black Sheep Of The Family" não é uma versão para a famosa música do Rainbow. A composição é do próprio Yngwie e trata-se de um reggae dos mais esquisitos. Já imaginou a tradicional música jamaicana aliada aos solos rápidos de uma Fender, tocada por um sueco? Estranho, mas uma ótima escolha para uma bônus. É diferente e divertida e chama a atenção.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

A produção é terrível; esconde instrumentos, abafa o som e arregaça algumas partes dos vocais. Não dá pra entender como, com tantas limitações, Malmsteen teve a coragem de produzir este álbum sozinho. Aliás, também é de se questionar a sanidade do cara, ao colocar, na parte de trás do CD, uma imagem sua, simplesmente ridícula, com uma armadura e uma espada.

Os shows da turnê deste álbum têm tudo para detonar. Porém, mesmo com as boas composições presentes e o alto nível técnico de sempre, fica difícil ouvir "War To End All Wars" com grande prazer. A qualidade do som é péssima e incomoda.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

Site Oficial – http://www.yngwie.org

Yngwie J. Malmsteen (Guitarras, Baixo, Violão, Cítara, Gongo & Vocais)
Mark Boals (Vocais)
Mats Olausson (Teclados)
John Macaluso (Bateria)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp



Exodus: "Rick Rubin é uma verdadeira fraude", diz Gary Holt


Sobre Thiago Sarkis

Thiago Sarkis: Colaborador do Whiplash!, iniciou sua trajetória no Rock ainda novo, convivendo com a explosão da cena nacional. Partiu então para Van Halen, Metallica, Dire Straits, Megadeth. Começou a redigir no próprio Whiplash! e tornou-se, posteriormente, correspondente internacional das revistas RSJ (Índia - foto ao lado), Popular 1 (Espanha), Spark (República Tcheca), PainKiller (China), Rock Hard (Grécia), Rock Express (ex-Iugoslávia), entre outras. Teve seus textos veiculados em 35 países e, no Brasil, escreveu para Comando Rock, Disconnected, [] Zero, Roadie Crew, Valhalla.

Mais matérias de Thiago Sarkis.