Resenha - Ambiguity - Brainstorm

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Haggen Kennedy
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8


A primeira coisa que pensei quando recebi esse CD foi "os curitibanos voltaram com tudo!!", lembrando-me do Brainstorm brasileiro que conheci em seu disco-debute, de 1996.

Rock In Rio: Freddie Mercury desdenhou dos artistas brasileiros em 1985Regis Tadeu: Los Hermanos fez um tremendo mal ao rock brasileiro

Mas não era. Esse Brainstorm, provindo da Holanda, é que veio com tudo. A princípio, vale destacar a parte instrumental do grupo, que está bem coesa. Os riffs estão de matar, as composições são realmente bem metal, rápidas, pesadas e com boa dose daquele "sabemos o que estamos fazendo", que é essencial para qualquer banda. Andy Franck mostra um ótimo vocal, não exagerando em qualquer parte e mantendo uma boa linha harmônica em todas as músicas que formam esse disco. Além disso, as mensagens são passadas de uma forma bem legal - as letras são bem escritas, sem dúvida. Inclusive, eles se deram ao trabalho de disponibilizar um epítome ao início de cada uma.

Dentre as 11 faixas existentes no álbum, as melhores são "Beyond My Destiny" (verdadeiro hino), "Demonsion" e "Perception of Life". É de se destacar também o ótimo trabalho de produção feito por Dirk Schlächter (Gamma Ray), juntamente com a própria banda.

Em suma, é um bom disco. Se tiver uma graninha sobrando, pode apostar nesse aí.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Brainstorm"


Rock In Rio: Freddie Mercury desdenhou dos artistas brasileiros em 1985Rock In Rio
Freddie Mercury desdenhou dos artistas brasileiros em 1985

Regis Tadeu: Los Hermanos fez um tremendo mal ao rock brasileiroRegis Tadeu
Los Hermanos fez um tremendo mal ao rock brasileiro

Lemmy: tatuagens, política, strippers e atrizes pornôLemmy
Tatuagens, política, strippers e atrizes pornô

Mascotes de bandas: GigWise elege os 14 mais famososMascotes de bandas
GigWise elege os 14 mais famosos

Zakk Wylde e Dave Grohl: A treta por causa de canções para OzzyZakk Wylde e Dave Grohl
A treta por causa de canções para Ozzy

Immortal: achando que estava só, Abbath tentou registrar marcaImmortal
Achando que estava só, Abbath tentou registrar marca

Não culpe as gravadoras: você que é um tosco mesmo!Não culpe as gravadoras
Você que é um tosco mesmo!


Sobre Haggen Kennedy

Nascido ao fim dos anos 70 e adolescido em meio ao universo metálico, Haggen Heydrich Kennedy já trabalhou e atuou numa vultosa gama de atividades, como o jornalismo, o desenho, a informática, o design e o ensino, além de outros quefazeres. Atualmente vive em Atenas, Grécia, onde estuda História, Arqueologia e Grego Antigo na Universidade de Atenas. A constante nesse turbilhão de ofícios, todavia, sempre constituiu-se de dois fatores: as línguas (ainda hoje trabalha com tradução e interpretação) e a música - esse último elemento, definitivo alimento espiritual.

Mais matérias de Haggen Kennedy no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336