Resenha - Specials - Specials

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Marcelo Miurrause
Enviar Correções  


O Specials sempre foi uma referência para as diversas bandas de ska surgidas nos últimos 20 anos. Desde aquelas que tinham uma tendência mais para o reggae, numa batida mais cadenciada, como The Toasters e Bad Manners, até para outras que caíam para o punk, com um som mais rápido e de pegada mais forte, como o Operation Ivy, uma referência no lado do ska punk. Até bandas nacionais com Titãs e Paralamas já mostraram suas influências vindas dos ingleses do Specials.

publicidade

The Specials é um disco obrigatório na coleção de qualquer um que goste não apenas do ska da banda, mas do rock como um todo. Produzido por Elvis Costello, a banda mistura ritmos e arranjos, fazendo deste disco uma obra de arte do fim dos anos 70, gerando um clima que acabaria numa "disputa" entre o Madness e o Specials como melhor banda de ska inglesa.

publicidade

O álbum de estréia da banda já traz em sua primeira faixa a música que marcaria a carreira da banda: "Message to You Rudy" (que, no entanto, não é da banda, ao contrário do que a maioria pensa). Uniforme em termos de qualidade, todo o disco é de excelente qualidade, tanto nas letras, quanto nos arranjos das músicas. Há, além deste cover, mais duas músicas que adquiriram a "cara" da banda: "Monkey Man" e "Too Hot". A criatividade e genialidade da banda aparecem nas outras 11 canções.

publicidade

"Nite Klub", por exemplo, traz um clima de insatisfação com as noitadas ruins na cidade, mas mostra uma das melhores linhas de baixo de todos os tempos, realmente prendendo a atenção na batida e fazendo a gente querendo voltar o CD a todo instante.

"It Doesn’t Make It Alright" é um hino contra o racismo, que mostrava-se forte na Inglaterra naqueles tempos ("Just because you’re a black boy, just because you’re white, it doesn’t mean you got to hate him, it doesn’t mean you got to fight"). "Concrete Jungle" mostra um manifesto contra a crescente urbanização da cidade, do crescimento da violência, que deixava as noites mais perigosas e menos boêmias.

publicidade

Mas o Specials não se prendia apenas a temas que abalavam sua vida social e a noite inglesa. "Too Much Too Young" mostra a opinião da banda sobre a gravidez em adolescentes, num tom crítico; "(Dawning of A) New Era" (com uma linha de baixo que também mostra o swing nos arranjos típico da banda) mostra a mudança da rotina que os músicos tiveram de fazer em suas vidas; "Blank Expression" mostra a apatia que a banda queria evitar e sempre estava presente nos pubs londrinos. Enfim, num disco de batida e pegada fortes, o Specials tentava sempre fazer um retrato crítico (e conseguia) da sociedade, fazendo o diferenciar das demais bandas de ska daqueles tempos.

publicidade

Set list
01. A message to you Rudy
02. Do the dog
03. It’s Up To You
04. Nite Klub
05. Doesn’t Make It Alright
06. Concrete Jungle
07. (Dawning of A) New Era
08. Blank Expression
09. Stupid Marriage
10. Too Much Too Young
11. Gangsters
12. Little Bitch
13. You’re Wondering Now

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Silverchair: a história por trás da capa de Freak ShowSilverchair
A história por trás da capa de Freak Show

Anette Olzon: ex-vocal do Nightwish trabalha como enfermeira de segunda a sextaAnette Olzon
Ex-vocal do Nightwish trabalha como enfermeira de segunda a sexta


Sobre Marcelo Miurrause

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, enviando sua descrição e link de uma foto.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin