Resenha - Contagious Groove - Jaye Foucher

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Thiago Sarkis
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9


Jaye Foucher é mais uma mulher colocando o seu nome no universo da guitarra, que principalmente no "planeta shredder" é bem fechado e reservado para o "Clube do Bolinha". Porém, parece que não vai ficar assim fechado por muito mais tempo, pois mulheres como Jennifer Batten, Great Kat e Jaye Foucher vêm invadindo o "clube" e mostrando que têm talento de sobra para figurar entre os grandes nomes do estilo.

Kiss x Secos & Molhados: o fim da polêmicaWatchMojo: os 10 guitarristas mais subestimados de todos os tempos

O nome do álbum é de fato bem apropriado para o que se pode ouvir neste segundo trabalho de Jaye. Músicas bem legais em um hard rock instrumental intenso, cheio de riffs realmente contagiantes e trechos com excelentes variações nos tempos.

A técnica de Jaye Foucher é bem completa. Ela faz tudo dentro de suas limitações, sem exageros e com muita competência. Dessa forma, deixa seus solos sempre muito limpos e agradáveis de se ouvir. As melodias mostradas pela moça são criativas e com certeza vão chamar a atenção de qualquer fã de Joe Satriani, Nuno Bettencourt e outros guitarristas que fizeram história no rock instrumental.

A preocupação com os detalhes foi fundamental para o belo resultado obtido. O título do álbum, das músicas, enfim... tudo o que ronda o cd é muito bem feito. A seqüência das músicas foi, definitivamente, feita com capricho e atenção máxima e tornou impossível qualquer distração com outras coisas no decorrer das 10 faixas presentes.

É notório que existem coisas a serem aprimoradas. E acredito que serão, pois Jaye passa a impressão de dar bastante importância aos detalhes e de se importar em agradar ao máximo o ouvinte, sem fazer experimentos imbecis. Pode até ser que eu pague a língua e ela comece a fazer experimentos em seus próximos trabalhos, mas, pelo menos em "Contagious Groove" ela fez algo bem sólido e não usou nossos ouvidos como laboratório. Tem um futuro promissor e um trabalho que merece ser checado.

Site Oficial: "http://www.jayefoucher.com

Formação
Jaye Foucher (Guitarras & Teclados)
John Vittori (Baixo)
Matt Scurfield (Bateria)



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Jaye Foucher"


Kiss x Secos & Molhados: o fim da polêmicaKiss x Secos & Molhados
O fim da polêmica

WatchMojo: os 10 guitarristas mais subestimados de todos os temposWatchMojo
Os 10 guitarristas mais subestimados de todos os tempos


Sobre Thiago Sarkis

Thiago Sarkis: Colaborador do Whiplash!, iniciou sua trajetória no Rock ainda novo, convivendo com a explosão da cena nacional. Partiu então para Van Halen, Metallica, Dire Straits, Megadeth. Começou a redigir no próprio Whiplash! e tornou-se, posteriormente, correspondente internacional das revistas RSJ (Índia - foto ao lado), Popular 1 (Espanha), Spark (República Tcheca), PainKiller (China), Rock Hard (Grécia), Rock Express (ex-Iugoslávia), entre outras. Teve seus textos veiculados em 35 países e, no Brasil, escreveu para Comando Rock, Disconnected, [] Zero, Roadie Crew, Valhalla.

Mais matérias de Thiago Sarkis no Whiplash.Net.