Resenha - YTK - Tom Kopyto

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Thiago Sarkis
Enviar Correções  

8


Dream Theater, Symphony X e outras bandas de metal progressivo estão sendo de suma importância para a geração de guitarristas virtuosos que está surgindo. Com um som bem trabalhado, esses grupos conseguiram mostrar que é possível e necessário unir técnica a boas composições. E o resultado do que eles fizeram já pode ser observado em novos conjuntos e artistas de elevado nível técnico, mas que agora estão dando mais valor a harmonias, melodias e partes rítmicas bem trabalhadas. Uma boa amostra do que estou dizendo é o début do guitarrista norte-americano Tom Kopyto.

publicidade

"YTK" nos apresenta um guitarrista extremamente técnico, que tem como destaque palhetadas alternadas, precisas e rápidas. Uma técnica realmente espantosa, que para a alegria de todos é usada de maneira inteligente, em composições inspiradas, com variações rítmicas impressionantes e melodias bem compostas. Ao lado de tudo isso, aparecem riffs pesados ao extremo, coisa que não me lembro de ter ouvido em álbuns lançados nos últimos sete anos. Para falar a verdade, já ouvi muita coisa pesada em cds de guitarristas como Tom, mas riffs tão pesados como esses, eu só havia escutado em "Breakneck Speed", de Tony Fredianelli.

publicidade

O álbum é instrumental e contém oito faixas. Tudo foi feito por Tom Kopyto, incluindo aí a programação de bateria, que é o ponto mais baixo do cd. Não que tenha sido mal feita, de maneira alguma. Foi muito bem feita, mas fica realmente impossível ter a mesma pegada e peso de uma bateria tocada junto com a música, por um ser humano. A produção de "YTK" também não é lá essas coisas, mas é algo considerável se tratando de um primeiro trabalho, onde o cara teve que pensar e fazer tudo. E realmente dessa forma não é fácil deixar tudo 100%. Porém, o mais importante é que Tom se preocupou em tocar sua Ibanez 7 cordas com técnica, sem deixar de lado a qualidade das harmonias/melodias e partes rítmicas. Um cd que merece ser checado.

publicidade

Site Oficial - http://www.geocities.com/~kopyto




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Iron Maiden: As 5 músicas mais fracas da carreira da bandaIron Maiden
As 5 músicas mais fracas da carreira da banda

Rock: 25 fotos pra fazer você continuar acreditando na músicaRock
25 fotos pra fazer você continuar acreditando na música


Sobre Thiago Sarkis

Thiago Sarkis: Colaborador do Whiplash!, iniciou sua trajetória no Rock ainda novo, convivendo com a explosão da cena nacional. Partiu então para Van Halen, Metallica, Dire Straits, Megadeth. Começou a redigir no próprio Whiplash! e tornou-se, posteriormente, correspondente internacional das revistas RSJ (Índia - foto ao lado), Popular 1 (Espanha), Spark (República Tcheca), PainKiller (China), Rock Hard (Grécia), Rock Express (ex-Iugoslávia), entre outras. Teve seus textos veiculados em 35 países e, no Brasil, escreveu para Comando Rock, Disconnected, [] Zero, Roadie Crew, Valhalla.

Mais matérias de Thiago Sarkis no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin