Resenha - Brilliant Pools Of Darkness - Chiaroscuro

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Thiago Sarkis
Enviar Correções  

Site Oficial - http://www.chiaroscuro.net/

Ian Dorsch (Vocais, Teclados)
Richard Chambliss (Guitarras de 6 e 7 cordas)
Clif Chambliss (Baixo)
Aaron Ellsworth (Bateria acústica e eletrônica)

A impossibilidade de se prever o que pode aparecer em cada música é uma das coisas mais sensacionais deste debute do Chiaroscuro.

publicidade

Você ouve a primeira faixa e pensa que tem idéia de como as outras nove faixas vão soar. Aí é que se engana. As músicas são extremamente diferentes, em todos os sentidos. Cada uma tem um estilo único e algumas chegam a unir tudo o que eles fazem e tocam. E o 'tudo que eles fazem e tocam' é muita coisa, mais do que se pode imaginar. A banda, liderada por Ian Dorsch, passa por quase todos os estilos de metal. De gothic/doom a progressivo e thrash. Mais impressionante ainda. Eles vão além do metal. Acrescentam pop/new age e até neo-clássico/fusion.

publicidade

O instrumental é ótimo. Ian Dorsch é um excelente vocalista e de sobra, ainda dá um show nos teclados. Richard Chambliss é um espetáculo. Tem uma técnica muito avançada e une isso a melodias inspiradas, bem compostas, repletas de frases criativas.

São 10 faixas e mais de 61 minutos de composições, no MÍNIMO, surpreendentes. Grande destaque para, "Caliban's Dance" e "Luminescence", que são duas das melhores músicas que ouvi nos últimos tempos.

publicidade

Nota? Fácil. Um 10 com sobra.




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Heaven & Hell: mistérios e autocensura na capa de álbumHeaven & Hell
Mistérios e autocensura na capa de álbum

Kiss: Perguntas, respostas e curiosidades diversasKiss
Perguntas, respostas e curiosidades diversas


Sobre Thiago Sarkis

Thiago Sarkis: Colaborador do Whiplash!, iniciou sua trajetória no Rock ainda novo, convivendo com a explosão da cena nacional. Partiu então para Van Halen, Metallica, Dire Straits, Megadeth. Começou a redigir no próprio Whiplash! e tornou-se, posteriormente, correspondente internacional das revistas RSJ (Índia - foto ao lado), Popular 1 (Espanha), Spark (República Tcheca), PainKiller (China), Rock Hard (Grécia), Rock Express (ex-Iugoslávia), entre outras. Teve seus textos veiculados em 35 países e, no Brasil, escreveu para Comando Rock, Disconnected, [] Zero, Roadie Crew, Valhalla.

Mais matérias de Thiago Sarkis no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin