Lista: Álbuns de estreia arrasadores que são clássicos até hoje - Parte I

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Mateus Ribeiro, Fonte: Mateus Ribeiro
Enviar correções  |  Ver Acessos

O tempo é um dos fatores que determina se uma banda ou artista é uma realidade ou apenas "fogo de palha". Um bom disco de estreia pode facilitar muito esse caminho, já que com uma boa apresentação, a caminhada pelo árduo caminho rumo ao sucesso fica um pouco mais leve.

Lista: Álbuns de estreia arrasadores que são clássicos até hoje - Parte IILista
Álbuns de estreia arrasadores que são clássicos até hoje - Parte II

Desde que o rock and roll e o heavy metal se tornaram fenômenos de popularidade, inúmeras bandas e artistas se tornaram ícones dos movimentos, lançando clássicos memoráveis que passaram no teste do tempo. Muitas dessas carreiras foram iniciadas com discos de estreia que chegaram com tudo, ajudando a pavimentar o caminho de verdadeiras lendas da música pesada. Confira alguns destes álbuns de estreia arrasadores.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Black Sabbath" - Black Sabbath: vai ser difícil alguém bater o título de álbum de estreia mais marcante da historia do heavy metal. Somente a faixa de abertura, que leva o nome da banda e faz até o mais cascudo headbanger tremer na base, já vale o disco.
Isso para não falar na capa, bela e assombrosa na mesma proporção.

O heavy metal nascia naquele dia 13 de fevereiro de 1970, embalado por temas como "Black Sabbath", "N.I.B." e "The Wizard".

"Kill 'Em All" - Metallica: o ano era 1983 e quatro rapazes tomaram o mundo de assalto com uma música rápida, agressiva, pesada e repleta de ódio, que até então, era algo inédito e assustador. O Metallica ajudou a criar e popularizar o thrash metal com o formidável "Kill 'Em All", um dos discos mais cultuados da historia da música.

As inesquecíveis "The Four Horsemen", "Hit The Lights", "Seek & Destroy", "Whiplash", "Jump in the Fire", "Metal Militia" e "(Anesthesia) Pulling Teeth" ajudaram o Metallica a se tornar a maior banda de sua geração, além de um dos maiores nomes da historia da música (pesada ou não).

Por mais que atualmente, a banda faça um som que passe bem longe do thrash metal, o estilo musical deu seus primeiros passos graças ao excelente debut dos quatro cavaleiros.

"Show No Mercy" - Slayer: o primeiro disco do Slayer é uma afronta aos bons costumes, a começar pela sua capa, que traz um assustador Minotauro segurando uma espada. Some isso ao som violento, pesado e ofensivo apresentado. Se não está de bom tamanho, observe os títulos das músicas: "Evil Has No Boundaries" ("O Mal Não Tem Fronteiras"), "The Antichrist" ("O Anticristo"), "Die By The Sword" ("Morra Pela Espada") ou "Black Magic" (Magia Negra").

O Slayer inseriu doses de morte, crueldade e ocultismo no thrash metal, transformando o estilo em uma desgraça maior do que já era.

"Angels Cry" - Angra: o metal nacional ia muito bem, por conta de nomes como Sepultura, Viper, Dorsal Atlântica e Korzus, bandas surgidas nos anos 1980. Até que em 1993, o Angra apareceu com o excelente "Angels Cry", disco que mostrava todo o talento do grupo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A mistura de power metal, elementos sinfônicos e pitadas de música brasileira encantou todos que ouviram o debut da banda, "Angels Cry", disco que ficou conhecido por conta de "Carry On", "Time", "Never Understand" e a maravilhosa versão para "Wuthering Heights", esta última, que mostrava todo o talento do saudoso Andre Matos.

Até hoje, continua sendo considerado um dos melhores álbuns da história do heavy metal nacional.

"Blizzard Of Ozz" - Ozzy Osbourne: depois de ser demitido do Black Sabbath, Ozzy estava passando por um momento muito ruim em sua carreira. O Madman não desistiu, montou sua própria banda e decidiu seguir em frente.

Em 1980, Ozzy lança "Blizzard Of Ozz", e mostra ao mundo que tinha muita lenha para queimar. Além de clássicos como "Mr. Crowley", "Goodbye To Romance", "Crazy Train", "I Don't Know" e "Revelation (Mother Earth)", o primeiro disco de Ozzy mostrou ao mundo todo o talento do guitarrista Randy Rhoads, que viria a falecer em 1982.
Um clássico, fundamental em qualquer coleção.

"Holy Diver" - Dio: Dio, que foi o substituto de Ozzy, também saiu do Black Sabbath após lançar dois discos (os excelentes "Heaven And Hell" e "Mob Rules"). Em 1983, o pequeno gênio lançou o primeiro disco com sua banda, intitulado "Holy Diver".

Do início ao fim, o álbum é uma aula de como se fazer heavy metal. Além dos sucessos "Rainbow In The Dark" e "Holy Diver", o disco também nos brindou com as maravilhosas "Caught In The Middle", "Don't Talk To Strangers", "Invisible" e "Stand Up And Shout".

Ronnie James Dio mais uma vez provou que era (ainda é, até hoje) uma das maiores vozes do metal.

https://open.spotify.com/album/1QJmLRcuIMMjZ49elafR3K

"Seven Churches" - Possessed: lançado em outubro de 1985, "Seven Churches", primeiro álbum do Possessed, é considerado por muitos como a criação pioneira do gênero mais extremo da música, o death metal.

O disco inteiro mistura temas polêmicos, com destaque para o satanismo. Além das temáticas líricas, a sonoridade rápida, pesada e suja se tornaram características utilizadas até hoje por bandas do estilo. Além de "Seven Churches", merecem destaque "The Exorcist", "Pentagram", "Holy Hell" e "Satan's Curse", músicas essenciais para qualquer "deathbanger" que se preze.

Outro fator muito interessante é a idade dos integrantes, que eram todos muito novos na época e já faziam barulho suficiente para chocar o mundo.

"Melissa" - Mercyful Fate: no ano de 1983, o cenário do metal estava muito agitado, com bandas e estilos surgindo por todos os cantos. Então, na improvável Dinamarca, surge uma das maiores bandas da história do metal europeu, o Mercyful Fate, capitaneado pelo icônico vocalista King Diamond.

O primeiro álbum, "Melissa", é um dos pilares do metal extremo, por apresentar letras baseadas no ocultismo, apesar da sonoridade mais voltada ao heavy metal britânico. O debut conta com músicas cultuadas por fãs de metal extremo até hoje, como "Evil", "Black Funeral", "Satan's Fall", "Curse Of The Pharaohs" e "Into The Coven".

Tanto "Melissa" quanto o álbum seguinte, o ótimo "Don't Break The Oath", são considerados lançamentos vitais do metal até hoje.

"Ramones" - Ramones: o mundo do rock and roll andava um pouco monótono e formal na década de 1970. Faltava um pouco de rebeldia e energia. Até que de repente, quatro cidadãos moradores de Nova York apareceram e com suas músicas simples, rápidas e grudentas, mudaram para sempre a história da música.

O Ramones apareceu como um míssil na cena musical e seu primeiro disco, lançado em 1976, é considerado por muitos como o pontapé inicial do punk rock. As 3 ou 4 notas de "Blitzkrieg Bop", "Beat On The Brat", "I Wanna Be Your Boyfriend", "Chain Saw" e "I Don't Wanna Walk Around With You" foram (e são) a trilha sonora de várias gerações até hoje.

O primeiro de muitos discos lançados pelo Ramones é um dos discos mais influentes e atemporais já lançados por algum artista. Se não conhece, aperte o play e se divirta.

"Facelift" - Alice In Chains: sempre que se fala de grunge, é praticamente automático que os nomes de Nirvana e Pearl Jam sejam lembrados. Porém, o Alice In Chains jamais pode ser esquecido.

O disco "Facelift", lançado em 1990, mostra todo o talento da banda, que conseguia fazer um som totalmente descompromissado, misturando peso melodia e MUITA competência. A capacidade de criação dos músicos envolvidos ajudou a escrever músicas emblemáticas como "We Die Young", "Sea Of Sorrow", "Man In The Box" e "Bleed The Freak".

O Alice In Chains continua na ativa, trinta anos depois. E "Facelift" continua sendo considerado um clássico.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção MatériasTodas as matérias sobre "Metallica"Todas as matérias sobre "Slayer"Todas as matérias sobre "Black Sabbath"


Kerrang: as 13 melhores estampas de camisetas de heavy metalKerrang
As 13 melhores estampas de camisetas de heavy metal

Alta Fidelidade: os novos (?!?) de Guns N' Roses e Metallica (com Carlos Maltz, vídeo)

Metallica: o setlist perfeito na opinião de Mark Tremonti, guitarrista do Alter BridgeMetallica
O setlist perfeito na opinião de Mark Tremonti, guitarrista do Alter Bridge

Metallica: Mais uma vez chocando, desagradando e jogando o passado no lixo (opinião)Metallica
Mais uma vez chocando, desagradando e jogando o passado no lixo (opinião)

Metallica: Tempos sem precedentes e cheios de desafios para todos, diz Lars UlrichMetallica
"Tempos sem precedentes e cheios de desafios para todos", diz Lars Ulrich

Metallica: veja show intimista do lançamento de Hardwired transmitido no YouTubeMetallica
Veja show intimista do lançamento de "Hardwired" transmitido no YouTube

Metallica: Músicas do Load e Reload entrariam num disco do Nickelback, diz LabonteMetallica
"Músicas do Load e Reload entrariam num disco do Nickelback", diz Labonte

Metallica e Ozzy Osbourne: Diante de perdas trágicas, restou mais evoluçãoMetallica e Ozzy Osbourne
Diante de perdas trágicas, restou mais evolução

Metallica: banda exibirá hoje, na íntegra, show de 2016 em LondresMetallica
Banda exibirá hoje, na íntegra, show de 2016 em Londres

Metallica: banda vai transmitir show de 2016 nesta segunda-feira (4 de maio)Metallica
Banda vai transmitir show de 2016 nesta segunda-feira (4 de maio)

Metallica: Banda cover foi cobrada em US$1 pelo logo mas não teve de pagarMetallica
Banda cover foi cobrada em US$1 pelo logo mas não teve de pagar

Metallica: Kirk Hammett cai no palco e é zoado por Lars UlrichMetallica
Kirk Hammett cai no palco e é zoado por Lars Ulrich


Satanismo: O que pensam os que acreditam que rock é coisa do demo?Satanismo
O que pensam os que acreditam que rock é coisa do demo?

Músicas Ruins: blog elege as piores de grandes bandas do Rock/MetalMúsicas Ruins
Blog elege as piores de grandes bandas do Rock/Metal


Sobre Mateus Ribeiro

Fanático por Ramones, In Flames e Soilwork. Limeirense com muito orgulho (e sotaque).

Mais matérias de Mateus Ribeiro no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280