Jimi Hendrix: os dez riffs que abalaram o mundo

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Paulo Severo da Costa
Enviar correções  |  Comentários  | 

Dias atrás, em um desses momentos de alta indagação filosófica – ou seja, sem nada para fazer – estava pensando o seguinte: até onde eu sei, MOZART nunca vendeu uma música pelo ITunes, SHAKESPEARE nunca lançou um e-book pela Amazon, MONET nunca divulgou suas exposições pelo Facebook – viveram em uma época sem marketing, distribuição, internet, gravadores caseiros ou mesmo luz elétrica- e fizeram toda a diferença, mesmo tendo se passado séculos de suas humanas existências nesse planeta.

1275 acessosCharlie Brown Jr: ouça Chorão & Cia tocando Jimi Hendrix5000 acessosGuitarra: o riff mais popular de todos os tempos

O fato é que, apesar de vivermos em uma época efêmera - repleta de novidades de hoje, que se tornarão obsoletas na próxima quarta-feira - algumas obras e seus respectivos criadores ficarão vagando por aí eternamente. Quando usamos o termo “clássico” estamos tentando traduzir a idéia de atemporalidade e de transcendência: isso faz que com que PLATÃO ou os BEATLES permaneçam pairando no campo das idéias, intocáveis e etéreos.

Nessa nobre e rara categoria, JIMI HENDRIX fez de tudo e mais um pouco e cravou seu nome no Trono de Salomão do rock ´n roll. Alguns vieram antes, muitos depois, mas HENDRIX permanece como um divisor de águas, um monolito que referencia toda experiência estrambólica de JOE SATRIANI até o mais tosco guitarrista de garagem. Se o conhecimento de fundamentos fez de PELÉ o atleta do século, as mãos lisérgicas do mestre esculpiram um busto de bronze no campo dos riffs e solos de guitarra.

Apenas por um exercício de servidão e reverência, postei abaixo os dez riffs de HENDRIX que historicamente contribuíram nesse contexto, sem nenhum tipo de ordem de preferência. É válido lembrar que a partir de CLAPTON, RICHARDS e HENDRIX, os riffs tomaram o lugar de direito como fios condutores de canções, ou seja, se tornaram mais do que breves referenciais dentro de uma composição. Ainda, não me ocupei do teor das músicas abaixo, tampouco seus solos – apenas dessa partícula essencial que as alçou ao patamar de clássicos:

“Foxy Lady”: nada mais simples do que um riff alternando corda grave e “double stops”- cordas tocada juntas simultaneamente certo? Errado, se fosse fácil eu teria inventado. Destaque para microfonia no interlúdio da música que dá um tremendo clima de preparação para o riff.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

“Fire”: figurinha fácil em jam sessions, seu riff em oitavas paralelas veio na bagagem de HENDRIX no mesmo disco voador em que ele chegou a Terra.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

“Purple Haze”: o riff capital do rock n´ roll, sustentado no “acorde Hendrix”- mi com sétima a nona maior – que o guitarrista tomou emprestado do jazz e jamais devolveu.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

“The Wind Cries Mary”: riffs cromáticos - sem o intervalo de um tom inteiro - se tornaram comuns DEPOIS desse - mágico!

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

“Little Wing”: exemplo de “canção riff” e, a exemplo da intro de “Stairway To Heaven”, o sonho de todo iniciante na guitarra.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

“Castlle Made of Sand”: cru igual a sushi é feito em cima de uma penta menor, ao melhor estilo que FRUSCIANTE adotaria vinte anos depois.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

“Highway Chile”: feito em bends simultâneos em duas cordas, esse riff foi surrupiado e consta no espólio da NWOBHM.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

“Voodoo Child”: se alguém ainda não sabe, o wah-wah não teria um vigésimo da popularidade que tem se não fosse HENDRIX- simbolizado nesse riff que SLASH e ZAKK WYLDE emulam em metade das composições que fazem.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

“Crosstown Traffic”: gosta de RED HOT? Já ouviu esse riff? Escute e entenderás o que estou dizendo.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

“Burning of the Midnight Lamp”: psicodélico até a tampa, fez a alegria de todo mundo dessa praia, de GRATEFUL DEAD a JEFFERSON AIRPLANE.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 31 de julho de 2012
Post de 06 de agosto de 2012

Charlie Brown JrCharlie Brown Jr
Ouça Chorão & Cia tocando Jimi Hendrix

171 acessosJimi Hendrix: O Som da Guitarra no Are You Experienced Pt.4257 acessosJimi Hendrix: parque em sua homenagem em Seattle abre este sábado130 acessosJimi Hendrix: O Som da Guitarra no "Are You Experienced" Pt.30 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Jimi Hendrix"

Jimi HendrixJimi Hendrix
Em texto emocionante, músico revela a sua missão neste planeta

Violão ou GuitarraViolão ou Guitarra
5 músicas que te ajudam a fazer essa escolha

TúmulosTúmulos
Alguns dos jazigos mais famosos nos EUA

0 acessosTodas as matérias da seção Matérias0 acessosTodas as matérias sobre "Jimi Hendrix"

GuitarraGuitarra
Ouça o riff mais popular de todos os tempos

MetallicaMetallica
Gosto musical impediu que se tornassem um Maiden

CarnificinaCarnificina
Revista elege as letras mais repulsivas do Heavy Metal

5000 acessosMorreu Dormindo: as últimas horas de vida de Lemmy Kilmister5000 acessosA morte das grandes bandas: vá a todo show grande que puder5000 acessosMegadeth: a canção que Dave Mustaine menos gosta5000 acessosJack Black: "Nirvana foi a última grande banda do rock"5000 acessosMarty Friedman: voltar ao Megadeth seria um grande retrocesso5000 acessosHeavy Metal: site elege as dez melhores bandas do Brasil

Sobre Paulo Severo da Costa

Paulo Severo da Costa é ensaísta, professor universitário e doente por rock n´roll. Adora críticas, mas não dá a mínima pra elas. Email para contato: joaopsevero@bol.com.br.

Mais matérias de Paulo Severo da Costa no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online