Rock Progressivo 80's: quem procura, acha!

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Rafael Vilela, Fonte: Blog Overdose Intuitiva
Enviar correções  |  Comentários  | 

Há quem diga que a década de 80 foi a mais inexpressiva do rock. Porém levemos em consideração que isso é muito relativo, pois, foi nessa década que surgiram bandas que hoje são ícones dessa cultura. Especialmente bandas de Heavy Metal como Metallica e Megadeath e também a New Wave of Britsh Heavy Metal, como maior expoente o Iron Maiden. Aqui no Brasil, depois de uma ditadura opressiva, roqueiros saíram das garagens com décadas de atraso e ganharam o mundo.

650 acessosRoger Waters: organização judaica acusa músico de ser antissemita5000 acessosEmos: 23 músicas que já estiveram na sua playlist

Mas muitos torcem o nariz pra essa época. Pessoas como eu, que tanto amam o rock dos anos 60 e 70 e viram algumas de suas bandas favoritas desaparecerem feito pó e as que restavam buscavam se adaptar àquilo que acontecia no mundo da música. Cada vez mais eletrônica, compactada e pasteurizada para serem digeridas pelos donos de rádios. Resumindo, o Rock Progressivo se esvaía. Quem via bandas de rock progressivo como Yes, Genesis ou Pink Floyd como deuses intocáveis anos atrás agora via como vendidas ao mainstreen. O Yes, que já sofria mudanças de integrantes drasticamente emplacou o hit Owner of A Lonely Heart, uma espécie de monumento ao apelo comercial do rock progressivo. O Genesis já não era o mesmo sem Peter Gabriel no comando e a década de 80 só piorou tudo. O Pink Floyd, mesmo tendo lançado The Wall no início da década, lança Momentary Lapse of Reason, recheada de elementos eletrônicos e sem as características que fizeram da banda o carro chefe do estilo.

Se as megabandas faziam feio nesses 10 anos, paralelamente surgiam outras que nos faz pensar que nem tudo estava perdido, especialmente mantendo as características do rock progressivo com seus instrumentais complexos, letras conceituais e músicas de longa duração. Se o Genesis não era o mesmo da década de 60/70, duas bandas podiam ser facilmente equiparadas a ele se analisarmos os vocais ao estilo Gabriel e instrumental de Hakett. IQ e Marillion se mostraram extremamente competentes ao criar um novo estilo, o Neo-Prog. Hoje é bastante difundido por nomes como The Flower Kings, Transatlantic e Spock’s Beard dentre outras bandas provenientes do norte europeu, conhecidos até pelos fãs mais antigos de rock progressivo.

Outro subgênero do progressivo que nasceu nessa década, embora tenha explodido no início de 90, foi o Metal Progressivo, tendo como carros chefes o Queensryche, que lançou o hit Silent Lucidity e Dream Theater com Pull me Under. Duas das mais comerciais de todo o gênero, constantemente exibidas na MTV. O estilo mescla metal com rock progressivo, como resultado uma música pesada, por vezes veloz e na maioria das vezes complexa.

É certo que a comparação de Rock Progressivo da década de 80 com 60, 70 e até 90 é pra se passar vergonha. Porém nada é imutável e artista que se preze não gosta de se prender a um estilo por 4 décadas ininterruptas. Mudanças são sempre válidas desde que eles saibam o que estão fazendo e o fazem pra suprir seus espíritos compositores inquietos. Há que saiba fazer sem perder sua essência, outros infelizmente não. Por sorte, ou coisa parecida, foi dessa década tão conturbada que se iniciou o que se tem de melhor das bandas em atividade atualmente em se tratando de uma espécie de novo rock progressivo (já não tão novo assim).

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

David GilmourDavid Gilmour
Trecho inédito do show histórico em Pompeia

650 acessosRoger Waters: organização judaica acusa músico de ser antissemita2656 acessosPink Floyd: Idosos reagem a músicas da banda111 acessosDoom Side of the Moon: versões para "Time" e "Money"0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Pink Floyd"

HungerHunger
Uma versão bem pesada de "Another Brick In The Wall"

GuitarristasGuitarristas
Os dez mais ricos do Reino Unido em 2017

Pink FloydPink Floyd
As 10 melhores escolhidas pela UCR

0 acessosTodas as matérias da seção Matérias0 acessosTodas as matérias sobre "Yes"0 acessosTodas as matérias sobre "Pink Floyd"0 acessosTodas as matérias sobre "Genesis"0 acessosTodas as matérias sobre "Marillion"0 acessosTodas as matérias sobre "Iq"

EmosEmos
23 músicas que já estiveram na sua playlist

HumorHumor
Como você chama alguém que sai com músicos? Baterista!

Anos 90Anos 90
Bandas de hard e metal que decepcionaram

5000 acessosDimebag Darrell: guitarra de Van Halen num caixão do Kiss5000 acessosDepressão: 10 músicas que devem ser evitadas5000 acessosGóticas: 10 grandes bandas do gênero na Inglaterra dos anos 805000 acessosDoc Martens: Rockstars mortos em propaganda de sapatos5000 acessosNightwish: "Encontros com fãs são luxo, não obrigação", diz Floor2784 acessosUltimate Classic Rock: Top 10 canções com "Devil"

Sobre Rafael Vilela

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online