Avenged Sevenfold: show muito bem estruturado no Rock In Rio

Resenha - Avenged Sevenfold (Rock In Rio, Rio de Janeiro, 22/09/2013)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Marcelo Prudente, Fonte: Território da Música
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Ame ou odeie. Essa talvez seja a máxima relacionada aos americanos do Avenged Sevenfold, que vêm colecionando calorosos elogios do público mais jovem e certo descrédito do público, digamos, ortodoxo, com acusações de plágios e falta de originalidade.

Dr. Pheabes: por que é a única banda a estar no Lolla e no RIR?Eleição nos EUA: as primeiras reações da comunidade musical à vitória de Trump

O fato é que a banda vive um ótimo momento desde o lançamento do disco “Nightmare” (2010) e vem se mostrando competente a cada turnê, o que foi provado no último dia 22, no Rock in Rio.

Confesso, caro leitor, que não me entusiasmei com a confirmação da banda para o ‘line up’ do festival, com o agravante de ser o ‘open act’ da lenda viva, Iron Maiden. Mas o A7X provou o porquê de tanta adulação com um show muito bem estruturado e em conformidade com a dinâmica do público do headliner, ou seja, sem tantos excessos e ou exibicionismos de pseudo rock stars.

Foi com “Shepherd of Fire” que os americanos debutaram no Rock in Rio, sendo a primeira representante do novo álbum, “Hail to the King” (2013). E mesmo com toda produção soprando ventos a seu favor, a banda estava ciente que a noite seria de provar que tanta bajulação de mídia e de parte de público é fundamentada com boa música, fato comprovado com as pesadas “Critical Acclaim” e “Beast and the Harlot”. A mid-time homônima ao novo disco empolga com seu refrão grudento; “Buried Alive” começa melodiosa, mas logo cede espaço a agradáveis acentos de hard rock.

Com bom trabalho de guitarras de Synyster Gates e Zacky Vengeance - completa a banda Johnny Christ (baixo), M. Shadows (vocal), Arin Llejay (bateria) - “Nightmare” ganha fácil, fácil, a melhor recepção da apresentação dos americanos.

“This Means War” e “Requiem” trazem à mesa, mais uma vez, o novo disco, mas pouco colabora para o saldo positivo da noite, o que é inversamente proporcional às canções, “Afterlife”, “Bat Country” e “Unholy Confessions”, que têm boa receptividade e participação do público.

Com pouco mais de uma hora de apresentação, a banda americana mostrou que é mais do que um “rostinho bonito” nesse oceano coalhado de supostos rockstars. Tenho certeza que, mesmo após o interessante show, do último dia 22, a máxima do ame ou odeie ainda seja aplicada, mas para esse repórter que vos escreve o equilíbrio entre esse amor e ódio seja o ideal.

O A7X não mudará sua vida ou a história da música contemporânea, tampouco é execrável como muitos pintam. São apenas meninos se divertindo e fazendo a diversão de quem está por perto, ou seja, cumpre uma das maiores atribuições da primeira arte.

Foto: Divulgação Rock in Rio

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Outras resenhas de Avenged Sevenfold (Rock In Rio, Rio de Janeiro, 22/09/2013)

Avenged Sevenfold: show não agrada ao público do Rock in Rio

Rock in Rio
Mais uma atração no dia do The Who e Guns N' Roses

Dr. Pheabes: por que é a única banda a estar no Lolla e no RIR?Rock in Rio: mais atrações pro Sunset, homenagem a João DonatoLigado à Música: Rock in Rio 2017, Nirvana, Pearl Jam e New OrderTodas as matérias e notícias sobre "Rock In Rio"

Ozzy Osbourne
No Rock In Rio, má impressão sobre o Brasil

Rock In Rio
E se no festival só tocasse rock?

Rock In Rio 2017
Ausência do "Dia do Metal" é compreensível

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Rock In Rio"Todas as matérias sobre "Rock In Rio"Todas as matérias sobre "Avenged Sevenfold"

Eleição nos EUA
As primeiras reações da comunidade musical à vitória de Trump

AC/DC
A origem do nome da banda

YouTube
Heavy Metal é tema de comercial de shampoo anti-caspa

Sarcófago: Wagner fala da banda, radicalismo, Ghost e muito maisIndústria musical: sete coisas que um músico não quer ouvirFoo Fighters: Taylor Hawkins na noite paulistanaMetal Descabaçation: Max Cavalera fala de suas "primeiras vezes"Ozzy Osbourne: "Minha esposa não me empurra para o palco"Eddie Van Halen: falando sobre o solo de "Beat It"

Sobre Marcelo Prudente

Marcelo Prudente, 28 anos, nascido em Volta Redonda/Rio de Janeiro. É profissional da área de Comunicação, trabalha com Publicidade e Jornalismo. Começou a tomar gosto pela música quando criança por influência dos pais e tio. Louco pela carreira do velho madman, Ozzy Osbourne. Curte também Iron Maiden, Kiss, Rammstein, Rob Zombie, Alice Cooper, etc. E já perdeu a conta dos bons shows que já assistiu e dos ótimos discos que tem. Para mais informação: http://rockonstage.blogspot.com/. Long live to Rock n' Roll.

Mais matérias de Marcelo Prudente no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online