Em 10/12/2010 | Resenha - Gilby Clarke (Manifesto Bar, São Paulo, 10/12/10)

WHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal!

Resenha - Gilby Clarke (Manifesto Bar, São Paulo, 10/12/10)


  | Comentários:

Para os amantes de GUNS N' ROSES, a data 10/12 significa muita coisa. Foi nesse mesmo dia e nesse mesmo mês que a banda veio a São Paulo no ano de 1992 para a mega turnê do Use Your Illusion no Anhembi. Logo, nada poderia ser mais coerente do que um show do GILBY CLARKE para matar (um pouco) a saudade dos fãs da banda que já não é mais a mesma.

O texto representa a opinião do autor, não do Whiplash.Net ou de seus editores.

Foi com essa trilha sonora de responsa que o Manifesto Bar comemorou seus 16 anos de vida. Em uma sexta-feira calorenta, a casa mais uma vez abriu suas portas - dessa vez decorada com balões, afinal uma festa tem que ter balões - para fãs do GUNS, curiosos em geral, amantes de boa música e frequentadores assíduos da casa. O Manifesto não estava totalmente cheio e, sejamos honestos, o público ainda estava um pouco frio quando, depois de anunciado, GILBY CLARKE desceu para o palco.

Mas não interessava. Ele e sua banda pareciam estar tocando para uma casa lotada. Bem na frente do palco muitos adolescentes, que, possivelmente, começaram a ouvir GUNS N' ROSES há pouco tempo, alucinados por estarem tão perto de um ídolo do rock.

A banda de GILBY CLARKE é simples: um baixista, um baterista e lógico, ele nas guitarras e vocais. E não precisa mais disso, afinal mesmo sendo um trio, conseguiram fazer um inferno musical, no melhor sentido da palavra. O público estava começando a se aquecer e respondia com gritos de YEAH quando GILBY perguntava se estávamos nos divertindo.

A partir de "Black" foi que todo mundo começou a realmente ficar animado. SEAN KELLY (baixista) se comunicou com a galera, agradecendo muito por estar tocando lá, pelo carinho e todas aquelas coisas clichês de shows, mas que a gente adora. Ele frisou também que essa era a segunda vez dele no Brasil. Em seguida, já emendaram com "Dead Flowers", clássico dos ROLLING STONES que o GUNS regravou no bootleg Booze de 1993. E foi a hora também de todos abraçarem os amigos e cantarem juntos o refrão pegajoso e feliz da música.

Antes de "1995" (do SLASH SNAKEPIT), GILBY apresentou seu baterista (cujo nome eu não me lembro agora e peço perdão por essa falha), que mandou ver no instrumento. Mas um dos melhores momentos da noite estava por vir, pois logo após ele tocou "It's so easy". Só a introdução do baixo foi o suficiente para deixar alguns 'gunners" arrepiados. Mas não parou por aí: "Knocking on heaven's door" também foi de arrepiar até os cabelos dos lugares mais sórdidos do corpo, com todo mundo cantando. Lógico que deve ter batido uma saudade do GUNS das antigas em muita gente ali.

"Cure me or kill me" manteve o público animado. Tão animado que em "Tijuana Jail" (que foi anunciada por GILBY como sendo teoricamente a última música) teve a participação inesperada de um cara que, simplesmente, brotou no palco já no finalzinho da música, tocou air guitar na frente de CLARKE durante dois segundos e depois desceu antes que o segurança o alcançasse. Rock n' roll é isso aí!

E como GILBY havia dito, realmente "Tijuana Jail" era teoricamente a última música. Antes de tocar mais uma, ele perguntou se queríamos mais e a resposta era clara. Fazendo outro cover dos STONES e relembrando os tempos áureos de GUNS N' ROSES, a banda tocou "Wild Horses". Impossível não se lembrar do dueto que ele e AXL costumavam fazer nas turnês. E, mais uma vez, os fãs da antiga banda de CLARKE ficaram com o coração apertado, sentindo saudade de um tempo que não vai voltar.

O encerramento do show não poderia ter sido melhor, com "Sweet child o' Mine". Mesmo com o ritmo da música bem mais lento que a original, alguns tons abaixo e GILBY errando algumas notinhas da clássica introdução... Nada disso não foi o suficiente para diminuir a emoção e a felicidade dos que estavam lá.

E foi exatamente nesse clima que o show acabou.

Definitvamente, 2010 foi o ano do hard rock por aqui.

Criado em 1996, Whiplash.Net é o mais completo site sobre Rock e Heavy Metal em português. Em março de 2013 o site teve 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas e 8.590.108 pageviews. Redatores, bandas e promotores podem colaborar pelo link ENVIAR MATERIAL no topo do site.


  | Comentários:

Todas as matérias da seção Resenhas de Shows
Todas as matérias sobre "Gilby Clarke"
Todas as matérias sobre "Guns N' Roses"

Motörhead: vídeo da jam de Ace of Spades com Slash noite passada
Guns N' Roses: detalhes do piano de Axl Rose
Guns N' Roses: Quem foi Rei jamais perderá a majestade
Slash: "Sweet Child" é a coisa mais gay que alguém poderia compor
Guns N' Roses: Filmagem em Full HD do show em Porto Alegre
Aerosmith: Joey Kramer afirma que Axl Rose mantém fãs "reféns"
Slash: "Problema dele", diz sobre retorno de Duff ao GN'R
Slash: vídeo com a participação do músico em show do Aerosmith
Aerosmith e Slash: veja Steven Tyler mandar Welcome To The Jungle
Guns N' Roses: Em Porto Alegre, um dos melhores shows da turnê
Guns N' Roses: veja alguns vídeos do show em Poa
Guns N' Roses: veja Duff mandando "Attitude" e "Raw Power"
Guns N' Roses: setlist, fotos e vídeos do primeiro show com Duff
Guns N' Roses: Axl recria momento memorável de 1992
Slash: A lição aprendida após espalhar que Paul Stanley era gay

Os comentários são postados usando scripts do FACEBOOK e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Pense antes de escrever; os outros usuários e colaboradores merecem respeito;
Não seja agressivo, não provoque e não responda provocações com outras provocações;
Seja gentil ao apontar erros e seja útil usando o link de ENVIO DE CORREÇÕES;
Lembre-se de também elogiar quando encontrar bom conteúdo. :-)

Trolls, chatos de qualquer tipo e usuários que quebram estas regras podem ser banidos sem aviso. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Ana Clara Salles Xavier

Ana Clara Salles, 24 anos, paulistana. Fã do Guns n' Roses, Black Label Society, Judas Priest, Led Zeppelin e Beatles, no seu acervo musical tem espaço também para bandas dos anos 80 como Sisters of Mercy e Depeche Mode. Afinal, como já disse uma vez Friedrich Nietzsche: "sem música, a vida seria um erro".

Mais matérias de Ana Clara Salles Xavier no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

QUEM SOMOS | ANUNCIAR | ENVIAR MATERIAL | FALE CONOSCO

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em março: 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas, 8.590.108 pageviews.


Principal

Resenhas

Seções e Colunas

Temas

Bandas mais acessadas

NOME
1Iron Maiden
2Guns N' Roses
3Metallica
4Black Sabbath
5Megadeth
6Ozzy Osbourne
7Kiss
8Led Zeppelin
9Slayer
10AC/DC
11Angra
12Sepultura
13Dream Theater
14Judas Priest
15Van Halen

Lista completa de bandas e artistas mais acessados na história do site

Matérias mais lidas