Tradução - Ghost Of A Rose - Blackmore's Night

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Fernando P. Silva, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

[WAY TO MANDALAY]
(Candice Night)

I wandered down the pathway
Through the misty moor
Like I knew he did
A thousand times before
Voices seemed to echo
Come talk with me a while
Just around the corner
Just another mile

I had heard the stories
Her legend served her well
A mystics myth and fable
Truth or fairytale
A raggle taggle gypsy
With a toothless smile
Said "Sit with me my darling
let's talk a little while"

*And the road goes on
Seeming ever longer
On the way to Mandalay
And the road goes on
Forever will I wander
On the way to Mandalay

The mile went on forever
Minutes turned to days
Could I have been misguided
By the mystics ways?
The moment lasts forever
At least it does for me
Caught between what happened
And what could never be

[A CAMINHO DE MANDALAY]
(Candice Night)

Eu vaguei pela trilha
Através do pântano enevoado
Como eu sabia que ele o fizera
Milhares de vezes antes
As vozes pareciam ecoar
Venha conversar comigo um instante
Ali na esquina
Só mais uma milha

Eu tinha ouvido as histórias
A lenda dela a serviu bem
Mito e fábula místicos
Verdade ou conto de fadas
Um cigano maltrapilho (1)
Com um sorriso desdentado
Disse "Sente-se comigo, meu bem
Vamos conversar um pouquinho"

*E a estrada segue adiante
Parecendo cada vez mais longa
A caminho de Mandalay
E a estrada segue adiante
Para sempre irei vagar
A caminho de Mandalay

A milha seguiu para sempre
Minutos viraram dias
Será que eu fui desviada
Pelos caminhos místicos?
O momento dura eternamente
Pelo menos dura para mim
Presa entre o que aconteceu
E o que nunca poderia acontecer

* Mandalay é a segunda maior cidade da Birmânia. Localiza-se no centro do país, às margens do rio Irauádi. Tem cerca de 1.180 habitantes. Capital do país entre 1860 e 1885, foi anexada pelo Império Britânico e severamente destruída durante a Segunda Guerra Mundial.

(1) "Raggle taggle gypsy" é uma referência a uma antiga canção popular. A história é sobre uma dama, que um dia recebeu a visita de uns ciganos e deixou seu lar para ir embora com eles. Contaram então ao seu marido, o Lorde, que ela havia partido com o "cigano maltrapilho". Quando ele os encontrou, perguntou como ela o pôde deixar e seus confortos e bens. Ela respondeu, de forma romântica, que preferia o beijo dos lábios de um cigano.

[3 BLACK CROWS]
(Candice Night)

3 black crows were sitting on a fence
Watching the world pass them by
Laughing at humanity and it's pretense
Wondering where's next to fly

And they cackled in joy
And dove through the air
Like the winds of a hurricane
And they spread their wings
As if to declare
"Onward - let freedom ring"...

3 black crows are sitting in a tree
Looking down on mankind
Loving how it feels to be so free
Leaving us far behind...

[3 CORVOS NEGROS]
(Candice Night)

3 corvos negros estavam sentados numa cerca
Observando o mundo passar diante deles
Rindo da humanidade e é pretensão
Desejar saber onde está o próximo a voar

E eles cacarejaram de alegria
E voaram feitos pombos pelo ar
Como os ventos de um furacão
E eles abriram suas asas
Como se fossem declarar
"Adiante - deixe a liberdade soar"...

3 corvos negros estão sentados numa árvore
Olhando para baixo para a humanidade
Amando a sensação de ser tão livre
Deixando-nos bem longe para trás...

[DIAMONDS AND RUST]
(Joan Baez)

Well I'll be damned
Here comes your ghost again
But that's not unusual
It's just that the moon is full
And you happened to call
And here I sit
My hand on the telephone
Hearing a voice I'd known
A couple of light years ago
Heading straight for a fall

As I remember your eyes
Were bluer than robin's eggs
My poetry was lousy you said
Where are you calling from?
A booth in the Midwest
Ten years ago
I bought you some cufflinks
When you brought me something
We both know what memories can bring
They bring diamonds and rust

Well you burst on the scene
Already a legend
The unwashed phenomenon
The original vagabond
You strayed into my arms
And there you stayed
Temporarily lost at sea
The Madonna was yours for free
Yes the girl on the half-shell
Would keep you unharmed

Now I see you standing
With brown leaves falling around
And snow in your hair
Now you're smiling out the window
Of that crummy hotel
Over Washington Square
Our breath comes out white clouds
Mingles and hangs in the air
Speaking strictly for me
We both could have died then and there

Now you're telling me
You're not nostalgic
Then give me another word for it
You who are so good with words
And at keeping things vague
Because I need some
Of that vagueness now
It's all come back too clearly
Yes I loved you dearly
And if you're offering me
Diamonds and rust
I've already paid

[DIAMANTES E FERRUGEM]
(Joan Baez)

Bem, eu serei amaldiçoada
Lá vem o seu fantasma de novo
Mas isso não é raro
É que a lua está cheia
E aconteceu de você ligar
E cá estou eu sentada
Minha mão no telefone
Ouvindo uma voz que eu teria conhecido
Um par de anos-luz atrás
Conduzindo direto a uma cachoeira

Conforme me recordo dos seus olhos
Eles eram mais azuis esverdeados
Minha poesia era malfeita, você dizia
De onde você está ligando?
Uma cabine telefônica no Meio-oeste (1)
Dez anos atrás
Eu te comprei algumas abotoadeiras
Quando você me trouxe algo
Sabemos o que as recordações podem trazer
Elas trazem diamantes e ferrugem

Bom, você explodiu na cena
E já é uma lenda
O fenômeno não lavado
O vagabundo original
Você se perdeu em meus braços
E ali você ficou
Temporariamente perdido no mar
A madona era sua, de graça
Sim, a garota à meia-cobertura
Iria te manter seguro

Agora eu vejo você parado
Com folhas marrons caindo a sua volta
E a neve em seu cabelo
Agora você está sorrindo na janela
Daquele hotel de terceira
Na Washington Square
Nossas respirações formam nuvens brancas
Que se misturam e pairam no ar
Falando estritamente por mim
Nós poderíamos ter morrido depois e ali mesmo

Agora você está me dizendo
Que não é nostálgico
Então me dê outra palavra para isso
Você que é tão bom com as palavras
E em deixar as coisas vagas
Pois eu preciso de um pouco
Dessa incerteza agora
Está tudo voltando tão claramente
Sim, eu te amei carinhosamente
E se você está me oferecendo
Diamantes e ferrugem
Eu já paguei

(1) Midwest = Região dos Estados Unidos que abrange os estados de Dakota do Norte, Dakota do Sul, Illinois, Iowa, Kansas, Michigan, Minnesota, Missouri, Nebraska, Ohio e Wisconsin.

[CARTOUCHE]
(Candice Night)

If I share this with you
Never speak a word
They would never understand
If they ever heard
Gemini Capricorn
Rising in the east
Dancing through the witch wood
We began to sing

In between dark and light
In the underworld
Wrapped around your finger
Like a string of pearls
Smiling face, empty hand
7 golden rings
Dancing through the starlight
We began to sing

Ahh, still I hear the whisper
Cartouche...

Caramel colored leaves
Spiral in the air
Diving right into the ground
'Round the winding stair
Stories carved out of wood
Jester and the King
Dancing through the moonlight
We began to sing

Ahh still I hear the whisper
Cartouche...

Memories, black and white
Hide behind the glass
In the mirrors and the smoke
It's all fading fast
Written word, turn the card
Winter into spring
Dancing through the witchwood
We began to sing

Ahh I can hear the whisper
Cartouche...

[CÁRTULA]
(Candice Night)

Se eu compartilhar isso com você
Jamais diga uma palavra
Eles nunca iriam entender
Se algum dia eles escutarem
Gêmeos, Capricórnio
Erguendo-se a leste
Dançando pela floresta da bruxa
Nós começamos a cantar...

Entre a escuridão e a luz
No mundo subterrâneo
Enrolado em seus dedos
Como um cordão de pérolas
Rosto sorridente, mão vazia
7 anéis de ouro
Dançando pela luz das estrelas
Nós começamos a cantar...

Ah, eu ainda ouço o sussurro
Cártula

Folhas cor de caramelo
Espiral no ar
Mergulhando direto ao chão
Em volta da escada circular
Histórias esculpidas em madeira
O bobo da corte e o Rei
Dançando pelo luar
Nós começamos a cantar

Ah, eu ainda ouço o sussurro
Cártula...

Memórias, preto e branco
Escondidas atrás do vidro
Nos espelhos e na fumaça
Tudo está se dissipando rápido
Palavra escrita, vire a carta
Inverno em primavera...
Dançando pela floresta da bruxa
Nós começamos a cantar...

Ah, eu consigo ouvir o sussurro
Cártula...

* Cártula = Moldura decorativa, arredondada ou elíptica, com o nome de um deus ou rei (Egiptologia).

[QUEEN FOR A DAY(Part 1)]
(Candice Night)

A featherbed to rest my head
On roses would I lay
A full moon would glow every night
And summer would be every day
We'd dance and sing all afternoon
And rain would wash troubles away
Every wish would be granted for me
If I could be Queen for a Day

The finest horse the color of night
The likes you never did see
Silver stars and firelight
And candles would burn just for me
We'd dance and sing all afternoon
And rain would wash troubles away
Every wish would be granted for me
If I could be Queen for a Day...

Ahh, oh but to be the golden one
Ahh, just for one moment in the sun...

And when the night grew cold and dark
And worries ran too deep
Angels would surround my bed
And carry me off to sleep
We'd dance and sing all afternoon
And rain would wash troubles away
Every wish would be granted for me
If I could be Queen for a Day...

[RAINHA POR UM DIA (Parte 1)]
(Candice Night)

Um colchão de penas para descansar minha cabeça
Sobre rosas eu me deitaria
Uma lua cheia brilharia todas as noites
E seria verão todos os dias
Dançaríamos e cantaríamos toda tarde
E a chuva levaria os problemas embora
Cada desejo seria concedido para mim
Se eu pudesse ser Rainha por um Dia

O mais belo cavalo, a cor da noite
Igual você nunca viu
Estrelas prateadas e a luz do fogo
E as velas queimariam apenas para mim
Dançaríamos e cantaríamos toda tarde
E a chuva levaria os problemas embora
Cada desejo seria concedido para mim
Se eu pudesse ser Rainha por um Dia

Ahh, oh mas para ser a rainha de ouro
Ahh, só por um momento ao sol...

E quando a noite se esfriou e escureceu
E as preocupações aumentaram
Os anjos cercariam minha cama
E me conduziriam ao sono
Dançaríamos e cantaríamos toda tarde
E a chuva levaria os problemas embora
Cada desejo seria concedido para mim
Se eu pudesse ser Rainha por um Dia

[QUEEN FOR A DAY (Part 2)]

(Instrumental)

[RAINHA POR UM DIA (Parte 2)]

(Instrumental)

[IVORY TOWER]
(Candice Night)

I stood upon the ivory tower
As far as I could see
The winds that grew
From out of the trees
Were calling out to me
Curtains blew in the ivory tower
Willows start to bend
The ravens flew to escape the fury
And the storm descends...

I followed fortune 'round the tower
Searching in vain for through the mists
Round the old stone tower
I only found rain
And though the cold, cold ivory tower
Was stony through and through
I laid and dreamed in a feather bed
My dream was of you...
My dream was of you...

*All time waiting
As the sun doth set in the haze
All time waiting
Every hour feels like a day...oh...

I feared not in the ivory tower
Imprisonment you'll find
Lies within your heart, your soul
Your spirit and your mind...
It lies within your heart, your soul
Your spirit and your mind...

[TORRE DE MARFIM]
(Candice Night)

Eu estive de guarda na torre de marfim
Até onde eu pude enxergar
Os ventos que cresciam
E vinham das árvores
Estavam me chamando
As cortinas sopraram na torre de marfim
Os salgueiros começam a se curvar
Os corvos voaram para fugir da fúria
E a tempestade desce...

Eu segui a sorte ao redor da torre
Procurando em vão através da névoa
Em volta da velha torre de pedra
Eu só encontrei chuva
E apesar da fria, fria torre de marfim
Ser cheia de pedras por toda sua extensão
Eu me deitei e sonhei num colchão de penas
Meu sonho era você...
Meu sonho era você...

*Todo o tempo esperando
Enquanto o sol se põe na névoa
Todo o tempo esperando
Cada hora prece um dia...oh...

Eu não tive medo na torre de marfim
A prisão que você encontrará
Repousa dentro de seu coração, sua alma
Seu espírito e sua mente...
Ela repousa dentro de seu coração, sua alma
Seu espírito e sua mente...

[NUR EINE MINUTE]

(Instrumental)

[NEM UM MINUTO]

(Instrumental)

[GHOST OF A ROSE]
(Candice Night)

"Inspired by Jacqueline Dupre and Elgar"

The valley green was so serene
In the middle ran a stream so blue
A maiden faire
In despair
Once had met her true love there
And she told him: She would say...

Chorus:
Promise me when you see
A white rose you'll think of me
I love you so, never let go
I will be your ghost of a rose..."

Her eyes believed in mysteries
She would lay amongst the leaves of amber
Her spirit wild, heart of a child
Yet gentle still, quiet and mild
And he loved her
When she would say...

(Chorus)

When all was done
She turned to run
And danced into the setting sun
As he watched her
And ever more
He thought he saw a glimpse of her
Upon the moors forever
He'd hear her say...

[FANTASMA DE UMA ROSA]
(Candice Night)

"Inspirado em Jacqueline Dupre e Elgar"

O vale verde era tão sereno
No meio corria uma correnteza tão azul
Uma donzela formosa
Em desespero
Uma vez encontrou seu amor verdadeiro lá
E ela disse a ele... Ela diria...

Refrão:
"Prometa-me que quando vires
Uma rosa branca, pensarás em mim
Eu te amo tanto, jamais vá embora
Eu serei seu fantasma de uma rosa..."

Os olhos dela acreditavam em mistérios
Ela deitaria entre as folhas amarelo-âmbar
Seu espírito selvagem, coração de uma criança
Ainda assim gentil, quieto e brando
E ele a amava
Quando ela dizia...

(Refrão)

Quando tudo estava feito
Ela se virou para correr
E dançou ao sol poente
Enquanto ele a observava
E mais ainda
Ele pensou ter visto um vislumbre dela
Sobre os charcos eternamente
Ele a ouviria dizer...

[MR PEAGRAM'S MORRIS AND SWORD]

"Performed on a Fylde mandolin"

(Instrumental)

[SR. PEAGRAM MORRIS E A ESPADA]

"Tocada em um bandolim Fylde"

(Instrumental)

[LORELEY]
(Candice Night)

Merrily we sailed along
Though the waves were plenty strong
Down the twisting river Rhine
Following the song
Legend's faded storyline
Tried to warn us all
Oh, they called her Loreley
Careful or you'll fall...

Oh, the stories we were told
Quite a vision to behold
Mysteries of the seas
In her eyes of gold
Laying on the silver stone
Such a lonely sight
Barnacles become a throne
My poor Loreley...

Chorus:
And the winds would cry
And many men would die
And all the waves would bow down
To the Loreley...

You will not believe your eyes
How a voice could hypnotize
Promises are only lies
From Loreley
In a shade of mossy green
Seashell in her hand
She was born the river queen
Ne'er to grace the land...

Oh the song of Loreley
Charms the moon right from the sky
She will get inside your mind
Loveley Loreley
When she cries: Be with me
Until the end of time
You know you will ever be
With your Loreley

[LORELEY]
(Candice Night)

Alegremente navegamos juntos
Apesar de as ondas serem muito fortes
Descemos o sinuoso rio Reno
Seguindo a canção
A história desaparecida de uma lenda
Tentou alertar a todos nós
Oh, eles a chamavam de Loreley
Tome cuidado ou você cairá...

Oh, as histórias que nos contaram
Uma bela visão a contemplar
Mistérios dos mares
Nos olhos de ouro dela
Deitada na pedra prateada
Que visão tão solitária
Barnacles se tornou um trono
Minha pobre Loreley...

Refrão:
E os ventos chorariam
E muitos homens morreriam
E todas as ondas se curvariam
Para a Loreley

Você não vai acreditar em seus olhos
Como uma voz poderia hipnotizar
Promessas são apenas mentiras
Da Loreley
Numa sombra de verde musgo
Uma concha do mar na mão dela
Ela nasceu como a rainha do rio
Jamais para agraciar a terra

Oh, a música de Loreley
Encanta a lua diretamente do céu
Ela vai entrar em sua cabeça
Adorável Loreley
Quando ela chora: "Fique comigo
Até fim dos tempos"
Você sabe que você jamais ficará
Com sua Loreley

* Loreley é uma das lendas mais conhecidas do folclore popular alemão. Diz a lenda que num penhasco à margem direita do rio Reno, situado entre as cidades de Sankt Goarshausen e Kaub, morava Loreley, uma sereia de beleza incomparável e longos cabelos dourados. Nas noites de lua cheia, Loreley entoava um irresistível canto que fazia os navegantes esquecerem o leme, num enlevo fatal, que conduzia seus barcos contra as rochas existentes naquele perigoso trecho do rio. O mito da Loreley surgiu em 1801, quando Clemens Brentano, tido como o "pai" da beldade loira, relatou pela primeira vez sua história durante uma viagem pelo Reno.

[WHERE ARE WE GOING FROM HERE]
(Candice Night)

On a long road
Miles to go
It's winding and cold
And it's covered with snow
But I ask you
What we all want to know
Where are we going from here?

Lines on my face
Lines on my hand
Lead to a future I don't understand
Some things don't go as they're planned
Where are we going from here?

Chorus:
Tracing the trails through the mirrors of time
Spinning in circles with riddles in rhyme
We lose our way trying to find
Searching to find
Our way home...

As the day dies
With tears in our eyes
There's too few hellos
And too many goodbyes
Silence answers our cries
Where are we going from here?

We're all on this road
With miles to go
Braving new pathways into the unknown
But who can you ask
When no one really knows
Where we are going from here...

[DAQUI PARA ONDE IREMOS?]
(Candice Night)

Em uma longa estrada
Milhas a percorrer
Ela é sinuosa e fria
E está coberta de neve
Mas eu lhe pergunto
O que todos nós queremos saber
Daqui para onde iremos?

As linhas em meu rosto
As linhas em minha mão
Conduzem a um futuro que eu não entendo
Algumas coisas não saem conforme planejado
Daqui para onde iremos?

Refrão:
Seguindo a trilha através dos espelhos do tempo
Girando em círculos com enigmas em rima
Perdemos nosso caminho tentando encontrar
Buscando encontrar
Nosso caminho para casa...

Enquanto o dia morre
Com lágrimas em nossos olhos
Há muito pouco "olá"
E muito "adeus"
O silêncio responde nossos choros
Daqui para onde iremos?

Estamos todos nesta estrada
Com milhas a percorrer
Desbravando novas trilhas no desconhecido
Mas a quem você pode recorrer?
Quando ninguém realmente sabe
Daqui para onde estamos indo...

[RAINBOW BLUES]
(Ian Anderson)

Rain wasn't made of water
And the snow didn't have a place in the sun
So we slipped behind a rainbow
And lay there until we had done

Oh, the rain wasn't made of water
And the snow didn't have a place in the sun
So we slipped behind a rainbow
And lay there until we had done

Through northern lights on back streets
I told the coachman, "Just drive me on
It's the same old destination
But a different world to sing upon."
So he threw back his head and he counted
I jumped out about five to nine
And I waved at the stage door-keeper
Said, "Mister, get me to the stage on time."

The rain wasn't made of water
And the snow didn't have a place in the sun
So we slipped behind a rainbow
And lay there until we had done

I packed my ammunition
Inside the crowd was shouting "Encore"
But I had a most funny feeling
It wasn't me they were shouting for.
So when the tall dark lady smiled at me
I said, "Oh, baby let us go for a ride."
And we came upon two drinks or four
And popped them oh so neatly inside

Oh, but the rain wasn't made of water
And the snow didn't have a place in the sun
So we slipped behind a rainbow
And lay there until we had done

Let me pack you deep in my suitcase
Oh, there's sure to be room for two
Or you can drive me to the airplane
But don't let me catch those rainbow blues

Oh, the rain wasn't made of water
And the snow didn't have a place in the sun
So we slipped behind a rainbow
And lay there until we had done

[BLUES DO ARCO-ÍRIS]
(Ian Anderson)

A chuva não foi feita de água
E a neve não tinha um lugar ao sol
Então nós deslizamos por detrás do arco-íris
E deitamos lá até terminarmos

Oh, a chuva não foi feita de água
E a neve não tinha um lugar ao sol
Então nós deslizamos por detrás do arco-íris
E deitamos lá até terminarmos

Através da aurora boreal nas ruas de trás
Eu disse para o cocheiro: "Leve-me adiante
É o velho destino de sempre
Mas um mundo diferente para cantarmos"
Então ele virou sua cabeça para trás e contou
Eu desci por volta de cinco para as nove
E acenei para o porteiro do teatro
Disse: "Senhor, leve-me ao palco a tempo"

A chuva não foi feita de água
E a neve não tinha um lugar ao sol
Então nós deslizamos por detrás do arco-íris
E deitamos lá até terminarmos

Eu carreguei minha munição
Em meio à multidão gritando "bis"
Mas eu tinha um sentimento engraçado
Não era para mim que eles estavam gritando
Então quando a moça morena e alta sorriu pra mim
Eu disse "Oh, baby, vamos dar uma volta"
Então compartilhamos dois drinques ou quatro
E os tomamos tão elegantemente

Oh, mas a chuva não foi feita de água
E a neve não tinha um lugar ao sol
Então nós deslizamos por detrás do arco-íris
E deitamos lá até terminarmos

Deixe-me guardar você dentro da minha mala
Oh, com certeza tem um quarto para dois
Ou você pode me levar até o avião
Mas não me deixe pegar esse blues do arco íris

Oh, a chuva não foi feita de água
E a neve não tinha um lugar ao sol
Então nós deslizamos por detrás do arco-íris
E deitamos lá até terminarmos

[ALL FOR ONE]
(Candice Night)

We'll drink together
And when we drink we'll drink together
Not alone
We'll drink together
And when we drink we'll drink together
Not alone
All for one and one for all

We'll drink together
Yes when we drink we'll drink together
Not alone
All for one and one for all
We'll drink together
Yes when we drink we'll drink together
Not alone

We'll sing together
And when we sing we'll sing together
Not alone
We'll sing together
And when we sing we'll sing together
Not alone
All for one and one for all
We'll sing together
Yes when we sing we'll sing together
Not alone
All for one and one for all
We'll sing together
Yes when we sing we'll sing together
Not alone

We'll fight together
And when we fight we'll fight together
Not alone
We'll fight together
And when we fight we'll fight together
Not alone
All for one and one for all
We'll fight together
Yes when we fight we'll fight together
Not alone
All for one and one for all
We'll fight together
Yes when we fight we'll fight together
Not alone

We'll fall together
And when we fall we'll fall together, not alone!
We'll fall together
And when we fall we'll fall together, not alone!
All for one and one for all
We'll fall together
And when we fall we'll fall together, not alone!
All for one and one for all
We'll fall together
And when we fall we'll fall together, not alone!

[TODOS POR UM]
(Candice Night)

Beberemos juntos
E quando bebermos, beberemos juntos
Não sozinhos!
Beberemos juntos
E quando bebermos, beberemos juntos
Não sozinhos!
Todos por um, e um por todos!

Beberemos juntos
Sim, quando bebermos, beberemos juntos
Não sozinhos!
Todos por um, e um por todos!
Beberemos juntos
Sim, quando bebermos, beberemos juntos
Não sozinhos!

Cantaremos juntos
E quando cantarmos, cantaremos juntos
Não sozinhos!
Cantaremos juntos
E quando cantarmos, cantaremos juntos
Não sozinhos!
Todos por um, e um por todos!
Cantaremos juntos
Sim, quando cantarmos, cantaremos juntos
Não sozinhos!
Todos por um, e um por todos!
Cantaremos juntos
Sim, quando cantarmos, cantaremos juntos
Não sozinhos!

Lutaremos juntos
E quando lutarmos, lutaremos juntos
Não sozinhos!
Lutaremos juntos
E quando lutarmos, lutaremos juntos
Não sozinhos!
Todos por um, e um por todos!
Lutaremos juntos
Sim, quando lutarmos, lutaremos juntos
Não sozinhos!
Todos por um, e um por todos!
Lutaremos juntos
E quando lutarmos, lutaremos juntos
Não sozinhos!

Cairemos juntos
E quando cairmos, cairemos juntos, não sozinhos!
Cairemos juntos
E quando cairmos, cairemos juntos, não sozinhos!
Todos por um, e um por todos!
Cairemos juntos
E quando cairmos, cairemos juntos, não sozinhos!
Todos por um, e um por todos!
Cairemos juntos
E quando cairmos, cairemos juntos, não sozinhos!

[DANDELION WINE]
(Candice Night)

Where has the time gone
It seems to fly so fast
One moment you're having fun
The next it's come to pass
Days turning to yesteryear
Old friends find their own way
Until the moment you leave
I wish that you would stay

Chorus:
So here's to you
All our friends
Surely we will meet again
Don't stay away too long this time
We'll raise a glass, maybe two
And we'll be thinking of you
Until our paths cross again
Maybe next time

Let's laugh at the memories
And talk all afternoon
Let's remember the moments
That leave us all too soon
We'll smile at the pictures
Still lingering in our minds
When you're reminiscing
Then all you need is time

Tracing faded photographs
A scrapbooks lonely charm
Pressed flowers and dreams we had
Our fingerprint on time
The first moment we ever met
When your eyes met mine
I remember the summers
Of Dandelion Wine

[VINHO DENTE-DE-LEAO]
(Candice Night)

Onde o tempo foi parar?
Ele parece voar tão rápido
Um momento você está se divertindo
O próximo tende a passar
Os dias se transformam em anos passados
Velhos amigos encontram seus próprios caminhos
Até o momento de você partir
Gostaria que você ficasse

Refrão:
Então esta é para vocês
Todos os nossos amigos
Certamente iremos nos reencontrar
Não fiquem longe por muito tempo desta vez
Iremos brindar uma taça, talvez duas
E estaremos pensando em vocês
Até nossos caminhos se cruzarem novamente
Talvez da próxima vez

Vamos rir das lembranças
E conversar a tarde toda
Vamos relembrar os momentos
Que nos abandonaram cedo demais
Vamos sorrir das fotos
Que permanecem em nossas mentes
Quando você está relembrando
Tudo que você precisa é de tempo

Procurando as fotografias desbotadas
O charme solitário de um álbum de recortes
Flores prensadas e sonhos que tivemos
Nossa impressão digital no tempo
O primeiro momento que nos conhecemos
Quando seus olhos se depararam com os meus
Eu me lembro dos verões
Com Vinho Dente-de-leão *

* Dente-de-leão é o nome popular de várias espécies pertencentes ao gênero botânico Taraxacum. É uma planta medicinal herbácea conhecida no Brasil também pelos nomes populares: taraxaco, amor-de-homem, amargosa, alface-de-cão ou salada-de-toupeira. (Fonte: Wikipédia)




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Álbuns TraduzidosTodas as matérias sobre "Blackmores Night"


Blackmore: como ele criou o riff de Smoke On The Water?Blackmore
Como ele criou o riff de Smoke On The Water?

Ritchie Blackmore: odeia felicidade, diz que sorrir não é naturalRitchie Blackmore
Odeia felicidade, diz que sorrir não é natural

Blackmore's Night: Richie Blackmore explica influência renascentistaBlackmore's Night
Richie Blackmore explica influência renascentista


Max Cavalera: triste ver uma banda tão importante virar uma merdaMax Cavalera
Triste ver uma banda tão importante virar uma merda

Pink Floyd: o maior concerto de rock já produzidoPink Floyd
O maior concerto de rock já produzido

Legião Urbana: Eduardo e Mônica, uma análise psico-neuróticaLegião Urbana
Eduardo e Mônica, uma análise psico-neurótica

Lars Ulrich: jucando no camarim do Guns N' RosesLars Ulrich
Jucando no camarim do Guns N' Roses

AC/DC: a história do nome e a idéia do uniforme de AngusAC/DC
A história do nome e a idéia do uniforme de Angus

Black Metal: a avant garde do MetalBlack Metal
A avant garde do Metal

Motley Crue: O que faltou no filme The Dirt? (vídeo)Motley Crue
O que faltou no filme The Dirt? (vídeo)


Sobre Fernando P. Silva

Fernando Silva é membro do Whiplash! e responsável pela seção de traduções. Colaborando com o site há mais de 5 anos, é quem organiza e revisa todas as traduções que são publicadas nesta seção, contando também com o auxílio de amigos e colaboradores do site. Eclético, curte desde o blues e um bom rock n' roll até o melhor do hard e do heavy, sendo o Metallica (até a eternidade) sua banda preferida. Correções de material postado anteriormente, críticas ou sugestões para novas traduções podem ser feitas através do contato direto com o autor.

Mais matérias de Fernando P. Silva no Whiplash.Net.

adGooILQ