Suffocation e Atheist: Uma noite de técnica e brutalidade

Resenha - Suffocation e Atheist (Backstage Studio Hall, São Paulo, 20/06/2019)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Alexandre Veronesi
Enviar correções  |  Ver Acessos

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Quem disse que agressividade e refinamento não podem caminhar lado a lado? A noite de 20/06/19, feriado de Corpus Christi, provou ao público paulistano que isso é perfeitamente possível, afinal, pudemos prestigiar a apresentação conjunta de duas das maiores referências quando o assunto é apuro técnico dentro do Metal extremo: SUFFOCATION e ATHEIST (esta debutando em palcos brasileiros).

Anette Olzon: "Eu fui demitida exatamente como Tarja também foi"VH1: 100 melhores músicas de hard rock de todos os tempos

O local selecionado foi o Backstage Studio Hall, pequeno e aconchegante espaço de eventos localizado na Zona Leste da capital, que conta com uma ótima estrutura de som, e mostrou ser uma escolha certeira, considerando o porte deste show.

Estreando sua nova formação, o ATHEIST, oriundo de Sarasota, na Flórida, subiu ao palco por volta das 19h15. A casa estava cheia e a expectativa era alta, pois como já citado no início do texto, seria a primeira vez da banda no Brasil. Kelly Shaefer (vocal), Chris Martin (guitarra), Daniel Martinez (guitarra), Sean Martinez (baixo) e Joey Muha (bateria) deram início ao espetáculo com "On They Slay", do debut álbum "Piece Of Time", de 1990. Na sequência, vieram "Second To Sun" e "Your Life's Retribution", presentes, respectivamente, em "Jupiter" (2010) e "Unquestionable Presence" (1991). O repertório mesclou canções dos 4 discos do grupo de forma bastante homogênea, agradando em cheio à audiência, que a este ponto já se encontrava em estado de êxtase. Brincando com os fãs brasileiros, o carismático Shaefer anuncia "Samba Briza", um jazz/samba inspirado no gênero musical tupiniquim, precedendo "Air", ambas presentes em "Elements" (1993). A atuação seguiu com "Unquestionable Presence", "An Incarnation's Dream" e "Water", mantendo a agressividade e técnica no mais alto nível. Adentrando a reta final, tivemos a clássica "I Deny", seguida por "Faux King Christ", e o encerramento apoteótico com a obrigatória "Piece Of Time", totalizando 1 hora de 'aula' de como se executar um som extremo, e ao mesmo tempo, intrincado. Foi um daqueles shows de dar nó no cérebro!

Troca de palco realizada rapidamente, e o SUFFOCATION, velho conhecido do público brasileiro, iniciou sua performance passados poucos minutos das 20h30. A banda, formada em Long Island, New York, consiste atualmente em Ricky Myers (vocal), Terrance Hobbs (guitarra), Charlie Errigo (guitarra), Derek Boyer (baixo) e Eric Morotti (bateria). A atuação teve início com uma trinca matadora de sons dos anos 90: "Thrones Of Blood", "Jesus Wept" e "Funeral Inception". A seguir, vieram as mais recentes "Clarity Through Deprivation" ("...Of The Dark Light", 2017) e "Cataclysmic Purification" ("Blood Oath", 2009), muito bem recebidas. Mesmo tendo sofrido diversas alterações em seu line-up durante os últimos anos, o grupo se mantém entrosado e visceral, mostrando grande poder de fogo ao vivo. E como é de velharia que o povo gosta, o quinteto executou na sequência "Breeding The Spawn", "Effigy Of The Forgotten" e "Pierced From Within", sem tempo para respirar. A nova "Return To The Abyss" deu lugar à "Liege Of Inveracity", e logo após, a primeira composição da história da banda, "Catatonia". "Infecting The Crypts" foi a responsável por encerrar o set regular. Após uma pequena pausa, Myers, que possui alguns trejeitos muito similares aos do antigo vocalista Frank Mullen, pergunta ao público se queriam mais, e o que gostariam de ouvir. Então veio "Abomination Reborn", ovacionada, e para fechar esta noite de muito peso e bom gosto, "Entrails Of You".

Por fim, gostaria de agradecer e parabenizar a Darkdimensions Produtora, pela realização deste memorável evento, de forma 100% profissisonal e exemplar.

SETLISTS

SUFFOCATION

1. Thrones Of Blood
2. Jesus Wept
3. Funeral Inception
4. Clarity Through Deprivation
5. Cataclysmic Purification
6. Breeding The Spawn
7. Effigy Of The Forgotten
8. Pierced From Within
9. Return To The Abyss
10. Liege Of Inveracity
11. Catatonia
12. Infecting The Crypts
13. Abomination Reborn
14. Entrails Of You

ATHEIST

1. On They Slay
2. Second To Sun
3. Your Life's Retribution
4. Samba Briza
5. Air
6. Unquestionable Presence
7. Live And Live Again
8. An Incarnation's Dream
9. Water
10. I Deny
11. Faux King Christ
12. Piece Of Time




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Suffocation"Todas as matérias sobre "Atheist"


Loudwire: os dez melhores álbuns de metal de 1995Loudwire
Os dez melhores álbuns de metal de 1995

Comerciais: os onze mais divertidos envolvendo Rock e MetalComerciais
Os onze mais divertidos envolvendo Rock e Metal


Anette Olzon: Eu fui demitida exatamente como Tarja também foiAnette Olzon
"Eu fui demitida exatamente como Tarja também foi"

VH1: 100 melhores músicas de hard rock de todos os temposVH1
100 melhores músicas de hard rock de todos os tempos

Kiss: fã paga US$50 mil por um fiasco de show em casaKiss
Fã paga US$50 mil por um fiasco de show em casa

Metallica, Guns, Slipknot, Kiss: tombos, erros e fatos engraçadosBruce Dickinson: "O Iron Maiden é melhor que o Metallica"Débil Metal: quando os fãs assustam os ídolosDilma: aulas de motocicleta ao som de U2, AC/DC e Sabbath

Sobre Alexandre Veronesi

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

adGoo336|adClio336