Glenn Hughes: Um passeio na década de 1970 em Porto Alegre

Resenha - Glenn Hughes (Opinião, Porto Alegre, 28/04/2018)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Guilherme Dias
Enviar correções  |  Ver Acessos

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Fotos por: Liny Oliveira

A terceira visita de Glenn Hughes a Porto Alegre foi especial. Apenas 44 anos após sua estreia no Deep Purple (grupo britânico ao qual fez parte entre 1974 e 1976), o músico decidiu realizar a "Classic Deep Purple Live", uma turnê para revisitar o seu passado iluminado nas formações MK III e MK IV. O show aconteceu no caloroso sábado do dia 28 de abril. O local escolhido foi o bar Opinião.

O pano de fundo tinha o nome de Hughes com um desenho de chamas em fogo. No repertório músicas dos álbuns "Burn" e "Stormbringer" (ambos de 1974) e "Come Taste the Band" (1975), que não são mais tocadas ao vivo pelo Deep Purple e eventualmente tocadas por David Coverdale no Whitesnake, além de outros clássicos imortalizados no "California Jam" e "Made in Europe". Acompanhado por Soren Andersen (guitarra), Jay Bo Hansen (teclados) e Fer Escobedo (bateria), Glenn Hughes (voz e baixo), que está com cabelos longos novamente, foi o último a entrar no palco. As primeiras palavras dele para os gaúchos foram "te amo", antes do primeiro clássico da noite, "Stormbringer" (do álbum homônimo). Em seguida, "Might Just Take Your Life" e "Sail Away" ("Burn") foram capazes de transportar o público para a década de 1970.

"Olhe para mim, veja a minha felicidade, eu amo Porto Alegre, eu amo o Brasil. Nesse rosto eu mostro alegria, o que devemos ter nesse planeta" disse o personagem principal da noite, nitidamente emocionado, antes de emocionar os seus fãs com a intensa "Mistreated". "Como vocês estão? Eu consigo ver o olhar de todos vocês nesse local. Eu estou vendo "California Jam" agora, vocês querem voltar no tempo comigo?" disse Hughes ao introduzir "You Fool No One". Muito atenciosos, os fãs prestavam a atenção em cada detalhe do que era dito pelo seu mestre que continuou dizendo: "eu estou muito feliz, vocês não vieram ver Glenn Hughes, porque Glenn Hughes veio ver vocês", recebendo muitos aplausos. Do álbum "Come Taste the Banda" Hughes dedicou "This Time Around" para Jon Lord, "Gettin' Tighter" para Tommy Bolin e mencionou que compôs "You Keep On Moving" com David Coverdale.

Anterior à sua entrada no Purple, porém tocadas muitas vezes no período ao qual fez parte da banda, Hughes tocou as lendárias "Smoke on the Water" e "Highway Star" ("Machine Head", 1972) da MK II. Destaque também para um trecho de "Georgia on My Mind", onde Glenn cantou de uma maneira impecável. O fim da apresentação não poderia ser diferente, uma aula de rock and roll com "Burn", que para muitos é a melhor música do Deep Purple.

Uma noite nostálgica, que realmente levou os mais de mil espectadores para a década de 1970. O show teve 2 horas de duração com poucas músicas executadas, porém com arranjos de duração prolongada, como acontecia regularmente na época. Pôde-se ver muitos solos e improvisações de grande qualidade. Era impossível olhar para o palco e não pensar em Ritchie Blackmore, Jon Lord, Ian Paice e David Coverdale. Os músicos escolhidos por Hughes foram competentíssimos e fizeram um trabalho perfeito. Hughes é dono de uma voz surpreendente e teve uma performance sem defeitos. Aos 66 anos de idade continua tocando, cantando e interagindo com o público como se fosse um guri. Ele se despediu dizendo: "O rock and roll está vivo. Tomem cuidado, sejam livres, amem suas famílias, seus irmãos e seus amigos. O amor é a resposta. Vejo vocês no próximo ano".

Set-list:
Stormbringer
Might Just Take Your Life
Sail Away
Mistreated
You Fool No One
This Time Around
Gettin' Tighter
Smoke on the Water / Georgia on My Mind
You Keep on Moving

Highway Star
Burn




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Glenn Hughes"


Glenn Hughes: produtora no Brasil se manifesta sobre shows canceladosGlenn Hughes
Produtora no Brasil se manifesta sobre shows cancelados

The Dead Daisies: Glenn Hughes substitui John Corabi e Marco Mendoza na bandaDead Daisies: Kazagastão mostra novo single em primeira mão

Deep Purple: queriam Glenn Hughes na banda antes de Roger Glover sairDeep Purple
Queriam Glenn Hughes na banda antes de Roger Glover sair

Soren Andersen: guitarrista lança "Bird Feeder", com Glenn Hughes e Chad SmithEm 21/08/1951: nascia o genial baixista e vocalista Glen Hughes

Glenn Hughes: produtora de Porto Alegre se pronuncia sobre show canceladoGlenn Hughes
Produtora de Porto Alegre se pronuncia sobre show cancelado

Glenn Hughes: produtora do show no Rio se manifesta sobre show canceladoGlenn Hughes
Produtora do show no Rio se manifesta sobre show cancelado

Glenn Hughes: turnê inteira pelo Brasil, com 9 shows, é canceladaGlenn Hughes
Turnê inteira pelo Brasil, com 9 shows, é cancelada

Slash: ensinando namorada a tocar Slash
Ensinando namorada a tocar "Smoke on the Water", do Deep Purple

Glenn Hughes: em 1994, o ótimo ao vivo gravado no Japão

2016: Os 10 melhores discos de rock/metal do ano, por Igor Miranda2016
Os 10 melhores discos de rock/metal do ano, por Igor Miranda

Black Sabbath: os DEZ vocalistas que passaram pela bandaBlack Sabbath
Os DEZ vocalistas que passaram pela banda

Glenn Hughes: por que só agora ele faz turnê tocando Deep PurpleGlenn Hughes
Por que só agora ele faz turnê tocando Deep Purple


Fotos de Infância: Ozzy OsbourneFotos de Infância
Ozzy Osbourne

Backmasking: Existem mensagens ao inverso em discos de rock?Backmasking
Existem mensagens ao inverso em discos de rock?

Separados no nascimento: Lady Gaga e EddieSeparados no nascimento
Lady Gaga e Eddie

Max Cavalera: "Deveríamos ter demitido aqueles dois e mantido o nome"Doentio: Black Metal composto apenas com gritos de pacientes loucosFreddie Mercury: Sacha Baron Cohen explica sua saída do filmeOzzy Osbourne: drogas, pombos, morcegos, Black Sabbath e Sharon

Sobre Guilherme Dias

Fanático por heavy metal e hard rock desde os 12 anos de idade. Coleciona CDs e LPs, principalmente do Helloween e seus derivados. Colabora com o site desde 2013. Nasceu em Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul.

Mais matérias de Guilherme Dias no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336