Matérias Mais Lidas

Guns N' Roses: por que Izzy Stradlin saiu da banda, segundo Gilby ClarkeGuns N' Roses
Por que Izzy Stradlin saiu da banda, segundo Gilby Clarke

Ian Paice: Ritchie Blackmore apresentou pra ele o maior guitarrista de todos os temposIan Paice
Ritchie Blackmore apresentou pra ele o maior guitarrista de todos os tempos

Nervosa: Entrar para a banda foi a realização de um sonho, diz Diva SatanicaNervosa
"Entrar para a banda foi a realização de um sonho", diz Diva Satanica

Vocalistas: 12 velhinhos que ainda mandam muito bem ao vivoVocalistas
12 "velhinhos" que ainda mandam muito bem ao vivo

Steve Hackett: ele diz que compositor do século 19 inventou o heavy metalSteve Hackett
Ele diz que compositor do século 19 inventou o heavy metal

Jon Bon Jovi: fake news de Trump o impediu de comprar time de futebol americanoJon Bon Jovi
Fake news de Trump o impediu de comprar time de futebol americano

Guns N' Roses: Axl entendia que as coisas mudaram, mas Slash tinha virado um personagemGuns N' Roses
Axl entendia que as coisas mudaram, mas Slash tinha virado um personagem

Doug Aldrich: explicando as diferenças entre Dio, David Coverdale e Glenn HughesDoug Aldrich
Explicando as diferenças entre Dio, David Coverdale e Glenn Hughes

Van Halen: Alex conta como morte do pai o fez abandonar a bebidaVan Halen
Alex conta como morte do pai o fez abandonar a bebida

Ghost: veja climática versão de Sympathy for the Devil com Hellacopters para TVGhost
Veja climática versão de "Sympathy for the Devil" com Hellacopters para TV

Mike Terrana: Malmsteen foi uma das piores pessoas que conheci!Mike Terrana
"Malmsteen foi uma das piores pessoas que conheci!"

AC/DC: monge budista grava cover inusitado de Thunderstruck, com direito a meditaçãoAC/DC
Monge budista grava cover inusitado de "Thunderstruck", com direito a meditação

Bon Jovi: por que o mandaram tocar com Kiss e Judas Priest em vez de Bryan AdamsBon Jovi
Por que o mandaram tocar com Kiss e Judas Priest em vez de Bryan Adams

James Hetfield: dez das músicas favoritas do vocalistaJames Hetfield
Dez das músicas favoritas do vocalista

Robert Fripp: como ele conheceu a esposa Toyah Wilcox, que bomba nos vídeos viraisRobert Fripp
Como ele conheceu a esposa Toyah Wilcox, que bomba nos vídeos virais


Matérias Recomendadas

Black Sabbath: um Tony Iommi que você não conheciaBlack Sabbath
Um Tony Iommi que você não conhecia

Fotos de Infância: Arch EnemyFotos de Infância
Arch Enemy

Bateristas: os trinta mais ricos do mundoBateristas
Os trinta mais ricos do mundo

Batman: 10 razões pelas quais ele é Metal pra carambaBatman
10 razões pelas quais ele é Metal pra caramba

Filhos de Rockstars: qualquer coincidência é semelhançaFilhos de Rockstars
Qualquer coincidência é semelhança

Stamp
Tunecore

Suicidal Tendencies: Uma apresentação caótica, insana e divertida

Resenha - Suicidal Tendencies (Tropical Butantã, São Paulo, 29/04/2017)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Nelson de Souza Lima
Enviar Correções  

Finalmente assisti um show do Suicidal Tendencies. Os californianos fizeram uma apresentação irada no Tropical Butantã no último sábado depois de tocarem no Rio de Janeiro e em Recife. A banda do gente boa Mike Muir encerrou a passagem pelo Brasil na casa de espetáculos da zona oeste paulistana com um caminhão de hits. Vieram divulgar o novo disco "World Gone Mad" e trazendo nas baquetas o extraordinário Dave Lombardo. Completam o grupo os guitarristas Dean Pleasants e Jeff Pogan e o baixista Ra Diaz. Acompanhado da fotógrafa Letícia Nunes Lima (confiram os cliques) cheguei bem cedo ao Tropical, pois gosto de entrar no clima acompanhando a chegada dos fãs. O ST é uma banda que já passou dos 35 anos de estrada, contando apenas com Mike Muir da formação original, aglutinando vários públicos devido à mistura insana de Thrash Metal, Hardcore, Punk, Rap e Funk. Em outras palavras a galera era composta de headbanguers, fãs de Hip-hop e thrashers. Os visuais mais variados: bermudas, bonés, bandanas, camisas de flanela, garotas com cabelos descoloridos e coloridos, tatuados e fãs de idades variadas. Vi numa roda um tiozinho que agitava feito um garoto de quinze anos. É o poder da sonoridade do ST que atravessou décadas com discurso engajado nas letras de Muir e som insano de riffs matadores, baixo "eslapado" e bateria endiabrada.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Antes de iniciar os trabalhos pausa pra dar uma olhada na lojinha que trazia artigos do Dead Fish, banda de abertura, e cds do ST. Uma porção de batatas fritas, refrigerante, água e vamos pros shows. Exatamente às 19h29 o Dead Fish iniciou sua apresentação. Os capixabas liderados pelo vocalista Rodrigo tratou de esquentar o público que ainda era tímido. Ladeado por Ric (guitarra), Ayland (baixo) e Marcão (bateria) mandaram bem vários hits da carreira que já passou dos 20 anos. O Hardcore da banda é contundente e serviu de aquecimento pro Suicidal. Mandaram uma "bela homenagem" à Rede Globo. SQN. Os fãs curtiram numa roda animada, incluindo uma garota que numa prancha de windsurf, foi alçada nos braços do público e "surfou" de boa. Uma prancha de windsurf no show? Essa nunca tinha visto.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Depois de 45 minutos o Dead Fish encerrou sua boa apresentação. Agora era esperar pelo Suicidal. O público foi ficando melhor e eu diria que no final foi muito bom. Terminado o show dos capixabas entram roadies e técnicos pra mudar o palco. Trocaram as bateras e o instrumento de Dave Lombardo é de respeito, afinal o ex-integrante do Slayer é referência no Trhash e som pesado. Os músicos entraram pra afinar instrumentos e equalizar seus pedais. Pleasants e Diaz acenavam pra galera que retribuía empolgada.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Lombardo também foi bastante ovacionado. O cara é simpático pra caramba. Ajustes feitos a banda entrou às 21h04 e os primeiros acordes de "You Can't Bring me Down" serviram de start pra uma roda gigante e gritos de ST, ST, ST. Olhei pro lado e o tiozinho mencionado lá em cima já estava no pique. Mike Muir é um figuraça agita de um lado pro outro, não para e interage com a galera todo o show. "You Can't Bring me Down" é um dos maiores clássicos da banda mostrando que o show ia ser matador. E foi. Uma sequência avassaladora com "I Shot Reagan" e "Clap Like Ozzy" que tá no novo disco "World Gone Mad". A música é uma homenagem/tiração de sarro pro Mad Man e seu jeito peculiar de bater palmas. Porrada na cachola.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Mike Muir sabe como conduzir o público. Agradeceu os fãs e sempre mandando um discurso consciente pedia pra todos erguerem os punhos. Detonaram "Freedumb", "Trip At The Brain" e "Get Your Fight On!", do novo álbum.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Muir falava pro público aplaudir Dave Lombardo que respondia com batidas e viradas insanas de batera. Monstro. "War Inside My Head", outro clássico do grupo agitou ainda mais a roda que ficava mais insana a cada música. Rápida, precisa, insana, refrão grudento. Sonzeira. Em seguida mais uma saraivada: "Subliminal", "Send Me Your Money" e "Possessed to Skate". O baixista Ra Diaz, como bom latino, falou em portunhol com os fãs, perguntando quantas músicas mais queriam. A galera queria várias.

Então veio um dos momentos mais insanos do show. Muir convidou as garotas pra subirem ao palco. Não foram duas ou três, mas umas quarenta invadiram o palco. Todas devidamente acomodadas os caras mandaram "I Saw Your Mommy", puta música divertida. Caos no palco e na plateia. Garotas pulando, agitando os cabelos, correndo no palco, uma no ombro da outra. Loucura. Cantavam o refrão com a banda. Diversão pura. Até um cara tentou subir no palco e se juntar à mulherada. Mas foi contido só com o olhar ameaçador de Dean Pleasants. Vacilão. Quando as meninas desceram, cumprimentando a banda, uma delas tratou de pedir uma baqueta pra Dave Lombardo, que a presentou. Que sorte dela.

Outra leva de sonzeiras: "Cyco Vision", "How will I Laugh Tomorrow" e "Pledge Your Allegiance" que encerrou o show. Os caras deixaram o palco e voltaram pouco depois pra tocar a nova "Living For Life". Depois aquela tradicional saudação aos fãs. Palhetas jogadas e Mike Muir que foi pra galera, cumprimentando a galera e tirando selfies. Um dos melhores shows que vi. Valeu Suicidal. Vocês sempre me deixam pra cima.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Set List
You Can't Bring Me Down
I Shot Reagan
Clap Like Ozzy
Freedumb
Trip at the Brain
Get Your Fight On!
War Inside My Head
Subliminal
Send Me Your Money
Possessed to Skate
I Saw Your Mommy
Cyco Vision
How Will I Laugh Tomorrow
Pledge Your Allegiance
Living For Life

Fotos: Letícia Nunes Lima

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Comente: Esteve no show? Como foi?


Dead Daisies
Como consegui viver de Rock e Heavy Metal
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal


Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Dave Lombardo: ele não se aposenta nem por todo o dinheiro do mundoDave Lombardo
Ele não se aposenta nem por todo o dinheiro do mundo


Dave Lombardo: Ele considera álcool e nicotina, e não maconha, as portas para as drogasDave Lombardo
Ele considera álcool e nicotina, e não maconha, as portas para as drogas

Riffs parecidos: ZZ Top, Motorhead, Slayer, Metallica, A7X e outrosRiffs parecidos
ZZ Top, Motorhead, Slayer, Metallica, A7X e outros


Floor Jansen: Eu não sou uma puta arroganteFloor Jansen
"Eu não sou uma puta arrogante"

Slayer: Não sei improvisar, diz Kerry KingSlayer
"Não sei improvisar", diz Kerry King


Sobre Nelson de Souza Lima

Jornalista, repórter, resenhista, colunista musical. Assim é Nelson de Souza Lima. Mas acima de tudo um amante do rock, classic, hard e metal. Entre minhas entrevistas estão as feitas com Angra, André Mattos, Royal Hunt, Blind Guardian, entre muitas outras. Além disso sou baixista da banda de Classic Rock e metal The Green Pigs.

Mais matérias de Nelson de Souza Lima no Whiplash.Net.