Moonspell: Resenha e fotos do show em São Leopoldo

Resenha - Moonspell (Sociedade Orpheu, São Leopoldo, 27/09/2015)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Guilherme Dias
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.



















Os portugueses do Moonspell estiveram no Brasil promovendo a "Road to Extinction Tour 2015". No Rio Grande do Sul a apresentação ocorreu em São Leopoldo, na Sociedade Orpheu. No set, músicas de várias fases da longa carreira da banda.

Fotos: Liny Oliveira

A abertura do evento foi realizada pela Spleenful, de Porto Alegre. A banda de gothic/ dark metal possui Tiago Alano e Bia Giovanello nos vocais, Desmond Quevedo e Elias Mendes nas guitarras, Carlos Ricardo no baixo, Everton Soares nos teclados e Daniel Vilanova na bateria. No repertório canções do EP "Bittersweet", tais como: "Noir", "Absinthe Love Affairs" e "Winter Solstice Dream". O curto show ainda teve a participação de Aline Mallmann, que realizou uma dança tribal durante a música "Absinthe Love Affairs".

O Moonspell esteve pela segunda vez em solo gaúcho. Na primeira vez em 2012, realizaram um show na cidade de Estância Velha. Dessa vez a cidade de São Leopoldo foi a escolhida. O município está localizado na região metropolitana de Porto Alegre. A proximidade com a capital fez com que grande parte do público fosse de Porto Alegre mesmo.

A banda é formada por Fernando Ribeiro (vocal), Ricardo Amorim (guitarra), Pedro Paixão (teclados), Aires Pereira (baixo) e Mike Gaspar (bateria). A turnê é referente ao último álbum da banda, "Extinct". Dele as primeiras músicas da apresentação: "Breathe (Until We Are No More)" e "Extinct".

O público foi pequeno (aproximadamente 500 pessoas), mas a empolgação foi gigantesca. Todos os fãs cantaram e interagiram muito com o performático líder Fernando Ribeiro, que coreografou o tempo inteiro. O frontman convidou a plateia para uma viagem ao fim da terra em "Finisterra" ("Memorial", 2006) e disse que banda e público eram um só em "Opium" ("Irreligious", 1996).

Diferentemente das apresentações anteriores (Rock in Rio e Curitiba), Ribeiro disse que era muito bom ter proximidade com o público, como estava acontecendo na noite. Inclusive comentando que os momentos com os fãs de São Leopoldo foram os melhores da turnê.

A cultura portuguesa está muito presente nas canções da banda. Algumas das que são cantadas em português estiveram presentes no repertório, como "Em Nome do Medo", "Ataegina" e "Alma Mater" (apenas o refrão). A animada "Ataegina" (do primeiro disco, "Wolfheart" de 1995) possui teclados característicos da música folk, o que alegrou muito o público que estava na pista.

A música "An Erotic Alchemy" ("Wolfheart", 1995) foi uma surpresa, pois não estava no set-list e é pouco tocada pela banda ao vivo. Antes da banda tocar a última antes do bis, Fernando vestiu a camiseta do clube de futebol Aimoré, de São Leopoldo.

As últimas da noite foram "Everything Invaded" ("The Antidote", 2003) e a tradicional "Full Moon Madness" ("Irreligious"). A teatralidade combinada com a bela voz de Fernando, as luzes piscantes no ritmo das canções e o belo visual de palco enriqueceram bastante a apresentação. Após a última música a banda recebeu todos os fãs para fotos e autógrafos, mostrando que o carisma não está presente apenas nos palcos.

Set-list completo:

Breathe (Until We Are No More)
Extinct
Finisterra
Night Eternal
Opium
Awake!
The Last of Us
Raven Claws
Scorpion Flower
Em Nome do Medo
Vampiria
Mephisto
Ataegina
An Eurotic Alchemy
Alma Mater

Everything Invaded
Full Moon Madness

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 30 de setembro de 2015

464 acessosMoonspell: novo álbum conceitual sairá em novembro0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Moonspell"

MoonspellMoonspell
"Satã é apenas um grande símbolo para o Homem!"

Exportando metalExportando metal
Músicos brasileiros que atuam ou já atuaram em bandas gringas

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de Shows0 acessosTodas as matérias sobre "Moonspell"

Helter SkelterHelter Skelter
A música que Charles Manson "roubou" dos Beatles

MegadethMegadeth
Recadinho provocante da vocal do Huntress

Guns N RosesGuns N' Roses
De 1994 a 2008, a saga do álbum mais caro da história

5000 acessosBandas extremas: 10 álbuns que causaram surpresa5000 acessosIron Maiden: mulheres em uniforme de couro e com spikes5000 acessosMetallica e Lady Gaga: veja a performance conjunta no Grammy5000 acessosFotos: confira 10 das mais curiosas no mundo do Rock - Parte 15000 acessosKerrang!: os 100 melhores álbuns de Rock em lista da revista5000 acessosBabymetal: o que Slash, Ian Hill, Holt, Corey acham da banda?

Sobre Guilherme Dias

Sou Guilherme Figueiró Dias, de Porto Alegre, estudante de educação física, tenho 23 anos e sou fanático por música e futebol, especialmente hard rock e heavy metal. Preferências entre Helloween, Gamma Ray, Pink Cream 69, Bon Jovi, Hellacopters, Michael Kiske, entre outros. O que gosto realmente de fazer (além de torcer, cantar e pular pelo Grêmio na Geral) é curtir um bom show das bandas que eu adoro e tomar umas cervejas pra celebrar a vida.¨

Mais matérias de Guilherme Dias no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online