Megadeth: Um batismo de fogo para Kiko e Chris

Resenha - Megadeth (Festival d'ete du Quebec, Quebec- Canada, 18/07/2015)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Eliseu Baldo
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Foi com grande surpresa e alegria que vi o anúncio do show do MEGADETH no Festival d'été de Québec.

1816 acessosSlayer: Para Bostaph tem que ser Big6 com Testament e Exodus5000 acessosQueen: 10 coisas que você não sabia sobre Brian May

Como o ingresso VIP dava acesso a área exclusiva na frente do palco para todo o festival, eu que havia comprado apenas pra ver os Stones, fui agraciado com o show da minha banda predileta.

Além disso, estava curiosíssimo para saber como KIKO LOUREIRO se encaixaria na banda, e nada melhor como o primeiro show pra saber o que rola (Chris Adler automaticamente foi uma ótima escolha na minha opinião, resta saber se ele permanecerá como efetivo.).

Meu intuito não é defender ninguém nesse review, nem defender o MEGADETH - muito pelo contrário: apesar de fã, sou realista.

O MEGADETH tocou no palco Principal e maior do FEQ*, que continha um enorme telão HD no fundo do palco e ai está um destaque muito legal desse show: não só foi preparado uma entrada sonora/visual para o MEGADETH mas durante todo o show foi exibido clipes da música tocada(ex.: Skin of my teeth) e também no intercalo de muitas músicas foi exibido trechos de filmes famosos de forma bem humorada, que tinham relação com a música tocada ou com a banda (ex.: Wayne's world tem uma fala que menciona o MEGADETH).

E falando em bom humor, nunca vi um DAVE MUSTAINE tão bem humorado. Conversou demais com o público, fez piadas e agradeceu enormemente a presença de todos.

Agora sobre o show: A banda começou com Hangar 18 seguido de Wake up Dead ao meio de uma chuva fina e não decepcionou - Incendiou a galera que logo ignorou a chuva, e como o próprio DAVE MUSTAINE mencionou numa entrevista para o jornal local - "Um batismo de fogo para Kiko e Chris".

Já a banda estava muito coesa e afinada. Não sou músico mas acredito que Kiko e Adler mandaram muito bem e não percebi erros. Aliás Kiko parecia bem a vontade e empolgado, e todos da linha de frente se movimentando de esquerda a direita no palco.

As partes de Marty Friedman foram bem executadas e percebi que kiko também já impôs um pouco seu estilo, o que ficou bem evidente nos seus solos da "Tornado of souls", "Hangar 18" e "A Tout le Monde".

DAVE MUSTAINE, assim como já foi percebido por muitos fãs, sua voz "some", tanto que não se ouve quase nada em alguns trechos das músicas, principalmente nas mais antigas como "Holy wars", "In My darkest Hour".

Mas apesar disso, na guitarra ainda é o mesmo, e como mencionado antes, ele estava de muito bom humor, tanto que em determinado momento, ele desceu do palco e foi cumprimentar (high five) os fãs que estavam colados na grade e no "Catwalk" que foi retirado do show do Stones e virou uma espécie de divisa em T na frente do palco.

Enfim, com um setlist bem interessante e com um público muito grande (o dos Stones foi estimado 93000, acredito que o MEGADETH foi 50000), O MEGADETH está em forma e acredito que o próximo disco promete coisa muito boa.

SetList:

-intro(video)-Prince of Darkness
Hangar 18
Wake Up Dead
In My Darkest Hour
Skin o' My Teeth
Sweating Bullets
Tornado of Souls
Dawn Patrol
Poison Was the Cure
Kingmaker
Trust
A Tout Le Monde
She-Wolf
Symphony of Destruction
Peace Sells

Encore:
Cold Sweat (Thin Lizzy cover)
Holy Wars... The Punishment Due

* Sobre o festival, é importante ressaltar que o FEQ não é um festival de rock/metal e sim um festival eclético e com grande reserva de espaço para artistas locais (Quebec- lingua francesa). Mesmo assim é um festival grande e importante, com palcos e shows em vários locais da cidade.

Links externos:
http://www.lapresse.ca/le-soleil/arts-et-spectacles/dossiers...

https://www.flickr.com/photos/infofestival/sets/

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

SlayeSlaye
Para Bostaph tem que ser Big6 com Testament e Exodus

148 acessosBlend Guitar: em vídeo, Top 10 Heavy Metal Bands1071 acessosDave Mustaine: Alice Cooper ajudou a tirá-lo das drogas0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Megadeth"

MetalMetal
Dez álbuns provam que 1986 foi o ano do Thrash

Kiko LoureiroKiko Loureiro
"O Megadeth percebe o que trago da experiência do Angra"

MegadethMegadeth
"Eu amo você não importa o quão babaca você seja"

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 27 de julho de 2015
Post de 31 de julho de 2015

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de Shows0 acessosTodas as matérias sobre "Megadeth"

QueenQueen
10 coisas que você não sabia sobre Brian May

Cinco contra um?Cinco contra um?
Roqueiros comentam como a revista Playboy os marcou

ExodusExodus
"Ninguém é maior que o Maiden na América do Sul!"

5000 acessosIron Maiden: Eddie lutando contra a corrupção5000 acessosRafael Bittencourt: "O que vou ensinar para este menino?"5000 acessosRolling Stone: as melhores músicas com mais de sete minutos5000 acessosIron Maiden: Nicko McBrain comenta como foi parar de beber5000 acessosGuns N' Roses: DJ Ashba só conheceu Axl Rose em seu 1° show5000 acessosHirax: por que temos poucos afro-americanos no Metal?

Sobre Eliseu Baldo

Eliseu Folego Baldo é Webdesigner. Teve contato com o rock desde cedo, mas sem despertar muito interesse, ouvindo rock dos anos 80. Sua vida mudou ao ouvir Rainbow por volta de 93 e o Heavy Metal o matou em 96 ao ouvir Helloween. Rainbow, Motorhead, Megadeth e VirginSteele são as bandas preferidas, mas ouve e ama tudo do Rock´n´Roll.

Mais matérias de Eliseu Baldo no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online