Angra e Detonator: Apresentação em dose dupla em Porto Alegre

Resenha - Angra e Detonator (Bar Opinião, Porto Alegre, 14/06/2015)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Guilherme Dias
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


























O Angra esteve presente em Porto Alegre mais uma vez, numa fria noite de domingo. O clima gelado não abalou em nada a qualidade da banda e do público, que foram sensacionais durante todo o evento. O show marcou o lançamento do novo álbum da banda, “Secret Garden”, lançado este ano.

Fotos: Liny Oliveira - facebook/photoslinyoliveira

A abertura ficou por conta da ótima performance de Detonator. Bom, na verdade Detonator subiu ao palco dizendo que o Angra abriria o seu show. Ele resolveu antecipar seu show pois teria que pegar um voo para o Japão as 21h30, evitando possíveis atrasos. As 20 horas e 15 minutos o vocalista, humorista e dono do palco deu play no seu toca disco e iniciou a apresentação com “Metal is the Law” e “Evil Papagali”, do famoso Massacration.

O frontman disse que tocaria uma música do Helloween, e avisou de cara que não queria saber nem de Michael Kiske e nem de Andi Deris, e cantou uma música com Kai Hansen nos vocais originais. A escolhida foi “Ride the Sky” que surpreendeu positivamente o público que cantou junto durante toda a música.

No ano de 2014, foi lançado “Metal Folclore: The Zoeira Never Ends”, produzido por Detonador em sua versão séria, um dos melhores vocalistas da cena nacional, Bruno Sutter. Desse trabalho Detonator apresentou “Metaleiro” e “Saci” (segundo ele, o personagem mais fanfarrão do folclore brasileiro). Do EP “DetonaThor”, foi apresentada a faixa “Heavy Metal Fatality”, que teve o refrão ensaiado antes do “play” do playback instrumental.

O final ficou com “Metal Bucetation”, também do Massacration. Brincadeiras a parte, se viu uma ótima apresentação humorística que de fundo possui ótimas canções de heavy metal, o público demonstrou alegria e satisfação durante a apresentação, sendo um ponto muito positivo para o evento.

Meia hora depois foi o momento do Angra comandar tudo. Com seriedade a banda que atualmente tem Fabio Lione (vocal), Rafael Bittencourt e Kiko Loureiro (guitarras), Felipe Andreoli (baixo) e Bruno Valverde (bateria) agitou bastante o público.

O show começou com “Newborn Me”, música que abre o novo trabalho “Secret Garden”. Esse novo álbum foi o objetivo maior do show. A banda passou por Porto Alegre no ano passado e em 2013 com shows diferentes, já com Fabio Lione nos vocais. Da fase de Edu Falaschi, “Acid Rain” (Rebirth, 2000) e “Spread Your Fire” (Temple of Shadows, 2004) vieram na sequencia e agradaram muito, principalmente “Acid Rain”, que teve uma bela participação dos fãs.

Fabio Lione resolveu conversar um pouco com a galera, dessa vez com um português muito melhor do que nas últimas apresentações da banda na capital gaúcha. Informou a todos que tocariam músicas novas e antigas. Das Antigas “Lisbon” e “Holy Land”, já das novas “Perfect Symmetry” e “Storm of Emotions”.

O tradicional solo de bateria esteve presente após Rafael Bittencourt apresentar Bruno Valverde. Para alegria de muitos foi um solo simples e objetivo, sem muita enrolação.

Após o solo apenas Rafael voltou para o palco. Alguns fãs gritaram bastante pra ele e fizeram muitos elogios. Humildemente o guitarrista pegou um violão e disse que os fãs estavam muito excitados, que deveriam se acalmar (em bom humor, é claro). Dedicou a música para quem ouviu o “Secret Garden” inteiramente.

Perguntou quem ouviu o cd e a resposta foi óbvia, 99% das pessoas no local disseram que escutaram o novo trabalho da banda, a exceção estava nos funcionários do estabelecimento, que talvez não se importem muito com a banda. A canção acústica foi “Silent Call”, que fecha o novo álbum.

Logo depois do momento de Rafael foi a vez de Fabio Lione, que interagiu bastante com o público. Dividiu a pista em direita e esquerda para cantarem alto e ainda reservou um momento operístico, fazendo um show a parte. Com toda a banda no palco novamente, tocaram mais das antigas: “Nothing To Say” (“Holy Land, 1996), Waiting Silence e Angels and Demons (“Temple of Shadows”, 2004) e das novas: Black Hearted Soul (Secret Garden).

O final foi anunciado quando a intro de “Rebirth” foi tocada, emocionando os mais fanáticos. “Carry On” em um medley com “Nova Era” encerraram a apresentação de vez, nessas últimas com participação especial de Bruno Sutter que deixou de lado o seu lado Detonator e dividiu os vocais com Fabio Lione.

Ótimo desempenho de todos os músicos em um show que não foi mais do mesmo. Quem esteve presente nos últimos shows da banda em Porto Alegre sabe disso. Quando retornarem para essa cidade, com certeza vai ser com história nova pra tocar.

Set-list completo:
Newborn Me
Acid Rain
Spread your Fire
Lisbon
Perfect Symmetry
Storm of Emotions
Angels Cry
Final Light
Holy Land
Silent Cold
Nothing to Say
Waiting Silence
Angels and Demons
Black Hearted Soul
Rebirth
Carry On/ Nova Era

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

AngraAngra
O peso de substituir Kiko Loureiro

475 acessosAngra Fest: Fabio Lione e Pompeu convidam fãs para o festival3548 acessosNando Moura: a trolagem do Megadeth e o Top 5 do Kiko Loureiro3679 acessosAngra: "É o melhor baixista com quem eu já trabalhei, um MONSTRO!"5000 acessosKiko Loureiro: "minha resposta para o Nando Moura"4440 acessosNando Moura: Kiko Loureiro, Megadeth e bondade0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Angra"

Rafael BittencourtRafael Bittencourt
"Eu gostaria de reunir todos os ex-membros do Angra no palco"

AngraAngra
Anjo da capa de "Rebirth" aparece em outras duas?

Para entenderPara entender
O que é power metal?

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de Shows0 acessosTodas as matérias sobre "Angra"0 acessosTodas as matérias sobre "Detonator"0 acessosTodas as matérias sobre "Massacration"


20 Filmes Mais Punk20 Filmes Mais Punk
"Rock N Roll High School" em primeiro

Bruce DickinsonBruce Dickinson
A esposa o traiu com Nikki Sixx, baixista do Motley Crue?

PolêmicaPolêmica
As músicas mais controversas da história do Rock

5000 acessosDi'Anno: "Harris é como Hitler e o Maiden é entediante!"5000 acessosIron Maiden: quinze canções que definem a banda5000 acessosSimone Simons: "Rammstein me faz querer mexer a bunda"2314 acessosSeus problemas acabaram: Zumbido no ouvido? Beba mais café!4765 acessosPhil Anselmo: Habilidade vocal ainda em dia? O vocalista responde5000 acessosGuns N' Roses: como crianças reagem ao ouvir a banda?

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 20 de junho de 2015


Sobre Guilherme Dias

Fanático por heavy metal e hard rock desde os 12 anos de idade. Coleciona CDs e LPs, principalmente do Helloween e seus derivados. Colabora com o site desde 2013. Nasceu em Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul.

Mais matérias de Guilherme Dias no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online