Angra e Detonator: Apresentação em dose dupla em Porto Alegre

Resenha - Angra e Detonator (Bar Opinião, Porto Alegre, 14/06/2015)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Guilherme Dias
Enviar correções  |  Ver Acessos

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


























O Angra esteve presente em Porto Alegre mais uma vez, numa fria noite de domingo. O clima gelado não abalou em nada a qualidade da banda e do público, que foram sensacionais durante todo o evento. O show marcou o lançamento do novo álbum da banda, "Secret Garden", lançado este ano.

Fotos: Liny Oliveira - facebook/photoslinyoliveira

A abertura ficou por conta da ótima performance de Detonator. Bom, na verdade Detonator subiu ao palco dizendo que o Angra abriria o seu show. Ele resolveu antecipar seu show pois teria que pegar um voo para o Japão as 21h30, evitando possíveis atrasos. As 20 horas e 15 minutos o vocalista, humorista e dono do palco deu play no seu toca disco e iniciou a apresentação com "Metal is the Law" e "Evil Papagali", do famoso Massacration.

O frontman disse que tocaria uma música do Helloween, e avisou de cara que não queria saber nem de Michael Kiske e nem de Andi Deris, e cantou uma música com Kai Hansen nos vocais originais. A escolhida foi "Ride the Sky" que surpreendeu positivamente o público que cantou junto durante toda a música.

No ano de 2014, foi lançado "Metal Folclore: The Zoeira Never Ends", produzido por Detonador em sua versão séria, um dos melhores vocalistas da cena nacional, Bruno Sutter. Desse trabalho Detonator apresentou "Metaleiro" e "Saci" (segundo ele, o personagem mais fanfarrão do folclore brasileiro). Do EP "DetonaThor", foi apresentada a faixa "Heavy Metal Fatality", que teve o refrão ensaiado antes do "play" do playback instrumental.

O final ficou com "Metal Bucetation", também do Massacration. Brincadeiras a parte, se viu uma ótima apresentação humorística que de fundo possui ótimas canções de heavy metal, o público demonstrou alegria e satisfação durante a apresentação, sendo um ponto muito positivo para o evento.

Meia hora depois foi o momento do Angra comandar tudo. Com seriedade a banda que atualmente tem Fabio Lione (vocal), Rafael Bittencourt e Kiko Loureiro (guitarras), Felipe Andreoli (baixo) e Bruno Valverde (bateria) agitou bastante o público.

O show começou com "Newborn Me", música que abre o novo trabalho "Secret Garden". Esse novo álbum foi o objetivo maior do show. A banda passou por Porto Alegre no ano passado e em 2013 com shows diferentes, já com Fabio Lione nos vocais. Da fase de Edu Falaschi, "Acid Rain" (Rebirth, 2000) e "Spread Your Fire" (Temple of Shadows, 2004) vieram na sequencia e agradaram muito, principalmente "Acid Rain", que teve uma bela participação dos fãs.

Fabio Lione resolveu conversar um pouco com a galera, dessa vez com um português muito melhor do que nas últimas apresentações da banda na capital gaúcha. Informou a todos que tocariam músicas novas e antigas. Das Antigas "Lisbon" e "Holy Land", já das novas "Perfect Symmetry" e "Storm of Emotions".

O tradicional solo de bateria esteve presente após Rafael Bittencourt apresentar Bruno Valverde. Para alegria de muitos foi um solo simples e objetivo, sem muita enrolação.

Após o solo apenas Rafael voltou para o palco. Alguns fãs gritaram bastante pra ele e fizeram muitos elogios. Humildemente o guitarrista pegou um violão e disse que os fãs estavam muito excitados, que deveriam se acalmar (em bom humor, é claro). Dedicou a música para quem ouviu o "Secret Garden" inteiramente.

Perguntou quem ouviu o cd e a resposta foi óbvia, 99% das pessoas no local disseram que escutaram o novo trabalho da banda, a exceção estava nos funcionários do estabelecimento, que talvez não se importem muito com a banda. A canção acústica foi "Silent Call", que fecha o novo álbum.

Logo depois do momento de Rafael foi a vez de Fabio Lione, que interagiu bastante com o público. Dividiu a pista em direita e esquerda para cantarem alto e ainda reservou um momento operístico, fazendo um show a parte. Com toda a banda no palco novamente, tocaram mais das antigas: "Nothing To Say" ("Holy Land, 1996), Waiting Silence e Angels and Demons ("Temple of Shadows", 2004) e das novas: Black Hearted Soul (Secret Garden).

O final foi anunciado quando a intro de "Rebirth" foi tocada, emocionando os mais fanáticos. "Carry On" em um medley com "Nova Era" encerraram a apresentação de vez, nessas últimas com participação especial de Bruno Sutter que deixou de lado o seu lado Detonator e dividiu os vocais com Fabio Lione.

Ótimo desempenho de todos os músicos em um show que não foi mais do mesmo. Quem esteve presente nos últimos shows da banda em Porto Alegre sabe disso. Quando retornarem para essa cidade, com certeza vai ser com história nova pra tocar.

Set-list completo:
Newborn Me
Acid Rain
Spread your Fire
Lisbon
Perfect Symmetry
Storm of Emotions
Angels Cry
Final Light
Holy Land
Silent Cold
Nothing to Say
Waiting Silence
Angels and Demons
Black Hearted Soul
Rebirth
Carry On/ Nova Era



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Angra"Todas as matérias sobre "Detonator"Todas as matérias sobre "Massacration"


Luis Mariutti: os bastidores do reencontro com Edu Falaschi e Alex Holzwarth

Kiko LoureiroKiko Loureiro
Trabalhando em novo disco solo

Rhapsody: Fabio Lione em entrevista exclusiva ao Brasil

Luis MariuttiLuis Mariutti
Comentando a participação do Angra no Programa do Jô

Rafael BittencourtRafael Bittencourt
Novos planos do Angra e do Bittencourt Project

Kiko LoureiroKiko Loureiro
História das Antigas #5 Macumba na Cachoeira

Luis MariuttiLuis Mariutti
Reagindo à participação do Angra no TV mulher

AngraAngra
Banda se recolhe para compor novo álbum

Angra: Banda encerra a turnê Magic Mirror em SP neste domingoDallton Santos: Confira o novo single/videoclipe de "Aliens"

Luis MariuttiLuis Mariutti
"Se eu sou o melhor eu não sei, mas os meus fãs são"

Kiko LoureiroKiko Loureiro
Histórias das Antigas #4 Metal na Amazônia

Esfera do Rock: Andre Matos se foi. E agora?Resenha - Omni - AngraBrasil: O crescimento do Dia do Rock e o nascimento do Dia do Metal

Musos do Rock e Heavy MetalMusos do Rock e Heavy Metal
Agora é a vez das garotas!

CoincidênciasCoincidências
Imagens usadas por grandes bandas em outras capas?

AngraAngra
Confira história completa do disco Temple of Shadows


SatanismoSatanismo
O que pensam os que acreditam que rock é coisa do demo?

CuriosidadeCuriosidade
Capas de álbuns com ilusões de ótica

Vanusa e Black SabbathVanusa e Black Sabbath
A notável coincidência nos riffs

Deep Purple: o riff de "Smoke on the Water" foi criado por Tom Jobim?Guns N' Roses: a história da saída de cada integranteO Metaleiro: 28 tipos diferentes de guitarristasIzzy Stradlin: como tem sido a vida fora do Guns N' Roses

Sobre Guilherme Dias

Fanático por heavy metal e hard rock desde os 12 anos de idade. Coleciona CDs e LPs, principalmente do Helloween e seus derivados. Colabora com o site desde 2013. Nasceu em Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul.

Mais matérias de Guilherme Dias no Whiplash.Net.