Celso Blues Boy: resenha do show no Sesc Santo Amaro em SP

Resenha - Celso Blues Boy (Sesc Santo Amaro, São Paulo, 07/07/2012)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Fernando R. R. Júnior, Fonte: Rock On Stage
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Nota do editor: esta resenha foi publicada originalmente no mês de julho no Rock On Stage - www.rockonstage.org - e republicada aqui em homenagem ao músico, falecido na data de hoje, 6 de agosto de 2012.

5000 acessosEm 16/01/1993: o Nirvana fazia um show catastrófico no Brasil5000 acessosPaul Está Morto? O maior boato da história do rock.

Celso Blues Boy
Domingo, dia 07 de julho de 2012 no
Sesc Santo Amaro em São Paulo/SP

No mês em que comemoramos o aniversário do Rock, que o SESC nos brindou com belíssimos shows era chegada à hora de vermos novamente o grande guitarrista Celso Blues Boy lançando seu excelente novo CD Por Um Monte De Cerveja, sendo esse o primeiro registro desde o DVD Quem Foi Que Falou Que Acabou O Rock' N'Roll? de 2008, ou ainda último trabalho de inéditas de 1998, quando o músico gravou Nuvens Negras Choram, e lá estávamos prontos para conferir o novo show antes de tocar no Circo Voador no Rio de Janeiro/RJ que é a cidade natal do músico.

Assim como a apresentação de Blues & Soul Sessions, na noite anterior, um bom publicou compareceu ao Teatro do Sesc Santo Amaro e pontualmente, as luzes se apagam para a entrada da banda formada por Roberto Lly (baixo e produtor do novo disco, além de baixista do Herva Doce), Marcos Amorim (guitarra), Márcio Saraiva (bateria) e Jefferson Gonçalves (gaita) e lá estava um dos maiores guitarristas do Brasil (que anos atrás em um Canecão lotado teve a honra de tocar ao lado de B.B. King e receber do próprio para tocar na famosa guitarra Lucille) começa em perfeita sintonia já com Tempos Difíceis, um dos seus clássicos dos anos 80.

Devido à impossibilidade do dia em cantar, o responsável pelos vocais ficou a cargo do baterista Marcio, que na segunda música estava totalmente solto, confiante e nos brindava com a faixa titulo do novíssimo cd Por Um Monte De Cerveja, que soa muito bem ao vivo.

O clássico Marginal, claro, não ficou de fora e na música Onze Horas Celso pede a participação da galera no refrão e todo o público canta na parte "está chovendo", fazendo um belíssimo momento, bem intimista, que só gênios desse quilate sabem como nos entreter.

Como todo show do artista, Celso pede uma equalização melhor da guitarra para que o som saia o mais perfeito possível a todos ouvirem, e num momento de pausa sem o guitarrista no palco, tivemos um belo solo de gaita que contagiou a todos e serviu de intro para o clássico Damas Da Noite fazer mais uma vez o Sesc cantar alto, e quando chega à parte da canção que diz "eu quero taças erguidas" Celso levando sua sempre companheira cerveja nos oferecendo um brinde com a latinha e acaba terminando a música com um belo improviso de gaita e guitarra entre Celso e Jefferson, simplesmente fantástico.

Tivemos também algumas novas canções, pois não conhecia a mesma no seu repertório, que acredito que seu nome seja Casa da Luz Vermelha, que deixou todos atentos a música onde claramente era possível ver a admiração de seus fãs aqui em São Paulo e após um pequeno solo de guitarra, já tínhamos o riff de Sempre Brilhará, que foi extremamente aplaudida pelo sucesso que teve e segue atual até hoje sendo perfeitamente executada, após mais uma pausa para equalização do som e Amor Vazio termina a primeira parte da apresentação com Celso chamando a todos para o refrão Sentindo Calor... Morrendo de Frio. Ao sair Celso foi referenciado por um fã que subiu ao palco e o seu gesto simbolizou a todos da plateia numa homenagem incrível.

Depois de uma breve pausa, com todos no palco novamente, pela primeira vez ele troca sua Fender Stratocaster e executa de forma magistral o Hino Nacional Brasileiro para depois emendar com seu maior sucesso comercial, o outro hino Aumenta Que Isso Aí É Rock'n'Roll terminando uma apresentação emocionante, e como na última apresentação em São Paulo antes de deixar o palco, ele abraça efusivamente um a um de seus músicos e companheiros na jornada representado e muito bem o Blues e Rock nacional.

O show foi curto, porém, muito brilhante desse virtuose guitarrista brasileiro com a plateia o aplaudindo no final em pé como poucos no mundo merecem, e certamente Celso Blues Boy é um dos que verdadeiramente merece essa reverência. Em poucos shows eu vi uma plateia se emocionar tanto como ocorreu nesse, talvez só quem estivesse lá e sentiu como foi o show possa entender.

Parabéns e breve melhora ao Celso Blues Boy!!!!

Mais fotos no Rock On Stage:
http://www.rockonstage.org

Texto e Fotos: Marcos César de Almeida
Agradecimento ao SESC Santo Amaro
e a Juci Fernandes pelo credenciamento
Julho/2012

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 07 de agosto de 2012

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de Shows0 acessosTodas as matérias sobre "Celso Blues Boy"

NirvanaNirvana
Lendário show no Hollywood Rock completa 20 anos

Paul Está Morto?Paul Está Morto?
Um Beatle morreu em 1964? O maior boato da história do rock?

Keith RichardsKeith Richards
Colocando Justin Bieber em seu devido lugar

5000 acessosMTV: experts indicam as maiores bandas de Heavy Metal5000 acessosIron Maiden: a música "Wasting Love" é um Plágio?5000 acessosGuns N' Roses: A crítica de Portnoy ao trabalho de Matt Sorum5000 acessosAC/DC: o que a Rolling Stone achou da estreia da banda?5000 acessosFoo Fighters: Dave Grohl forjou a fratura na perna?5000 acessosHeavy Metal: os 10 melhores EPs de todos os tempos

Sobre Fernando R. R. Júnior

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online