RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemRoger Waters se defende, mas David Gilmour fica do lado da esposa e confirma tudo

imagemRodinha de mosh gigantesca em show do System of a Down viraliza e impressiona

imagemQuem ganhou e quem devia ter ganhado o Grammy de metal desde 1989, segundo Loudwire

imagemEm 1974, Raul Seixas explicava detalhes dos significados por trás da letra de "Gita"

imagemVeja o que esperar da turnê do Mayhem no Brasil

imagemMegadeth é processado por artista que criou capa do último disco da banda

imagemAs 20 melhores músicas do Nightwish, em lista da Metal Hammer

imagemQuando Roberto Carlos foi alfinetado por Raul Seixas, mas o Rei gostou do que ouviu

imagemBruce Dickinson explica como cuida de sua voz

imagemRússia pede para que Roger Waters fale com a ONU sobre a situação da Ucrânia

imagemDio sobre ocultismo: "Aprendi há muito tempo que não se mexe com espíritos"

imagemIron Maiden está atrás de George Michael e Cyndi Lauper em votação do Rock Hall Of Fame

imagemOpeth: Mikael Akerfeldt se interessa por Elis Regina em loja de disco de SP

imagemVocalista do Stryper afirma que Metallica é a banda de metal que ele menos gosta

imagemTommy Lee posta (mais um) nude em suas redes sociais


Stamp

Enterro, Castifas, Pagan: no Underground Cultural do RJ

Resenha - Enterro, Castifas, Pagan Throne (Underground Cultural, RJ, 23/12/2011)

Por Marcos Garcia
Postado em 01 de janeiro de 2012

O espaço Underground Cultural é mais um point no RJ, inserido no bairro da Lapa, e que tem aberto suas portas a eventos de Metal há algum tempo. E na noite infernalmente quente que antecede a véspera de Natal (pois estamos em pleno Verão carioca), o público carioca foi presenteado com mais um bom evento, sendo esta a noite do show de lançamento do CD ‘The Bell of Leprous’, da banda ENTERRO, e que ainda teve como convidadas as bandas CASTIFAS e PAGAN THRONE.

A primeira foi a banda de Viking/Pagan Black Metal carioca PAGAN THRONE, que apresentou sua nova formação, e desfilou várias músicas de seus lançamentos, especialmente do CD mais recente, ‘The Way to the Northern Gates’. Com entrosamento a contento, músicas fortes e bem trabalhadas, necessitando apenas de um pouco mais de movimentação no palco, em que pese o fato do palco do point ser um pouco reduzido e o som ter ficado um pouco embolado durante seu set. Mas sua música é forte, cheia de energia, melodiosa e agressiva nas medidas certas, logo, têm futuro. E apesar do nível musical dos integrantes da banda ser bem homogêneo, se destacam o vocal de Rodrigo Garm, que sabe variar bastante em seus timbres, e o baterista Alexandre Daemortiis, com boa pegada, seguro, mas sabendo variar os andamentos. Esperamos mais shows da banda, que com certeza, promete bastante.

Após algum tempo para poder tomar uma cerveja e aproveitar o churrasco oferecido pela casa (de muito bom gosto, por sinal), foi a vez dos veteranos carioca CASTIFAS subirem ao palco. Apesar do intenso calor e do som ter embolado um pouquinho durante sua apresentação (pois a guitarra de Deathcult sumia vez por outra), o quarteto adepto do Black Metal ‘Made in Norway’ dos anos 90, ou seja, sujo, soturno e não tão veloz assim, fez uma apresentação muito boa e segura, mostrando que a formação atual está bem entrosada. O repertório da banda tem músicas de seu CD ‘Journey to the Darkness Path’, e mais uma versão infernal para ‘Deathcrush’, do MAYHEM, que levou o público ao delírio. Destaque para o vocalista Hoertel, que sabe não só cantar bem, mas consegue ter domínio do público.

Fechando a noite, veio o quinteto ENTERRO, com seu Black Metal mais soturno, mórbido, ora rápido, ora mais cadenciado e opressivo, numa linha muito diferente das tendências atuais. A banda subiu ao palco e se mostrou à vontade no palco, embora o calor fosse intenso, desfilando um repertório baseado em músicas de seus dois CDs como ‘Nothing Divine’, ‘Earth and Worms’ e ‘Nunc Scio Tenebris Lux’, e mais alguns covers muito bem sacados para ‘Bleached Bones’ do MARDUK, e ‘Freezing Moon’, do MAYHEM, onde o vocalista Nihil (que subiu ao palco com barba e chapéu de Papai Noel, embora ficasse claro que era uma ironia) mostrou porque ele é um dos nomes fortes da cena Black Metal do Brasil, pois além do vocal diferenciado, tem boa postura e tem o público em suas mãos, logo, não seria nenhuma heresia dizer que o mesmo segue uma performance de palco semelhante a de Attila Csihar.

Mais uma boa noite, e espero que o espaço continue abrindo suas portas ao Metal, bem como a continuar com o excelente churrasco.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Def Leppard Motley Crue 2

Slayer: a trágica e não revelada história do fim de Jeff Hanneman

Slayer: a trágica e não revelada história do fim de Jeff Hanneman


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Marcos Garcia

Marcos Garcia é Mestrando em Geofísica na área de Clima Espacial, Bacharel e Licenciado em Física, professor, escritor e apreciador de todas as subdivisões de Metal, tendo sempre carinho pelas bandas mais jovens e desconhecidas do público, e acredita no Underground como forma de cultura e educação alternativas. Ainda possui seu próprio blog, o Metal Samsara, e encara a vida pela máxima de Buda "esqueça o passado, não pense no futuro, concentre-se apenas no presente".
Mais matérias de Marcos Garcia.