UFO: Apresentação dos monstros do Hard Rock nos EUA

Resenha - UFO (Ridglea Theater, Fort Worth, EUA, 09/07/2008)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por José Carlos de Lima (Prog Brasil)
Enviar correções  |  Ver Acessos

O UFO era mais um grupo que não tinha a menor esperança em ver ao vivo, mas o sonho foi finalmente realizado, após 30 anos de espera. E foi por sorte que soube que estariam fazendo uma mini turnê americana, e o melhor ainda, praticamente ao lado de minha casa! Turnê essa que se iniciou exatamente em Fort Worth, Texas, no dia 9 de julho passado, e que terminou alguns dias depois em Oklahoma.

UFO: Kirk Hammett sobe ao palco com a bandaHumor: os roqueiros mais chatos das redes sociais

(Foto chamada: alanejohnson006)

Apesar do cartaz do teatro anunciar que se apresentariam todos os membros originais, isso não foi verdade. É sabido que Michael Schenker já não faz mais parte da banda desde 2002, sendo Vinnie Moore o guitarrista da banda desde então. Pete Way, baixista e um dos membros fundadores da banda, infelizmente não conseguiu visto de entrada para os EUA, o que obrigou a banda a contar com Jeff Kollman (banda Cosmosquad e guitarrista do album Mogg/Way) a preencher sua vaga. Parece que o baixo usado por ele é o original de Pete Way.

Restaram então Phil Mogg (vocais), Paul Raymond (guitarras, teclados) e Andy Parker (bateria) para fazer a alegria dos poucos mais de 150/200 pessoas presentes ao teatro (um antigo cinema construido no começo dos anos 50). Fã do estilo vocal de Phil Mogg, confesso que tomei um susto ao vê-lo entrando no palco. Apesar de acompanhar a carreira da banda desde o album "Obsession", não vinha acompanhando a parte "visual" da banda desde há muito tempo, e sua aparência frágil, bem acabada digamos assim (e juro que tive a impressão do mesmo ter um dente faltando na sua arcada superior), me assustou um pouco. Realmente os anos de estrada e de exageros devem ter contribuido para seu estado físico. Mas em compensação continua cantando com o mesmo feeling de antes. Conhecido por ter um estilo mais comedido de cantar, sem precisar abusar de gritos ou notas mais altas, seu vocal é uma das marcas registradas da banda. Um vocalista injustiçado tal o seu valor para o Rock & Roll.

Abrindo o concerto com "Mother Mary", "Long Gone" e uma de seu último album "Monkey Puzzle", essas serviram como aquecimento para o que viria a seguir: "Too Hot To Handle", "Only You Can Rock Me", "This Kids", "Lights Out"! Até então Vinnie Moore ainda não tinha me conquistado, o que aconteceu em "Ain't No Baby", não por acaso a música do UFO a qual mais aprecio. Sua interpretação nessa canção foi bem fiel à original, incluindo aquele solo cortante criado pelo mestre Schenker. Haja coração! Ainda levaram "Love To Love", mais uma de algum álbum mais recente e "Rock Bottom", aonde Vinnie levou um solo com mais de cinco minutos (tal como é levada em "Strangers in The Night"), com direito a um medley com SANTANA e até uma certa presepada como tocar guitarra com ela nas costas, etc. Não importava muito, já que a platéia já estava ganha. Retornam para o bis com "Doctor, Doctor" e para finalizar, "Shoot Shoot".

De resto, só a reclamar de alguns detalhes: um sujeito grande e bobo que ficou a minha frente o tempo inteiro (aliás me senti um anão tal a quantidade de gigantes com mais de dois metros ao meu redor), colado ao palco, que passou o show inteiro querendo tocar a guitarra de Paul Raymond e que ao final do show, quando o músico veio à beira do palco para o tradicional aperto de mãos com os fãs, puxou-o para baixo, o
que quase provocou a queda do mesmo, que obviamente se retirou imediatamente dali. Infelizmente, idiotas abundam, cada vez mais.

E nota baixa também para o estande de mercadorias: só tinham para vender camisas da turnê e mais algumas fotos autografadas do Vinnie Moore. Nenhum CD!!! E o pior é que o segundo lote de CDs remasterizados da banda ("Lights Out", "Obsession" e "Strangers in The Night") tinha sido lançada nos Estados Unidos exatamente no dia anterior.

Mas nada disso tirou o brilho da apresentação desse monstros do hard rock, mais um show que ficará na minha lembrança para sempre.

Para finalizar, neste link tem alguns videos caseiros deste referido concerto.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Ufo"


UFO: Kirk Hammett sobe ao palco com a bandaUFO
Kirk Hammett sobe ao palco com a banda

Michael Schenker Fest: projeto do lendário guitarrista lança o álbum Revelation

Motorhead: morre o guitarrista original, Larry WallisMotorhead
Morre o guitarrista original, Larry Wallis

Michael Schenker: UFO e Scorpions tentam enganar as pessoasMichael Schenker
"UFO e Scorpions tentam enganar as pessoas"

Sexo é Proibido: capas censuradas por conteúdo eróticoSexo é Proibido
Capas censuradas por conteúdo erótico

Dave Mustaine: os dez álbuns que mudaram a sua vidaDave Mustaine
Os dez álbuns que mudaram a sua vida


Humor: os roqueiros mais chatos das redes sociaisHumor
Os roqueiros mais chatos das redes sociais

Led Zeppelin: a origem do anjo símbolo da bandaLed Zeppelin
A origem do anjo símbolo da banda

Slayer: Tom Araya revela seus ídolos do baixoSlayer
Tom Araya revela seus ídolos do baixo

Guns N' Roses x Nirvana: o que ocorreu em 1992?Guns N' Roses x Nirvana
O que ocorreu em 1992?

Slayer: Kerry King explica como se deve balançar a cabeçaSlayer
Kerry King explica como se deve balançar a cabeça

Kiko Loureiro: o encontro com DJ Ashba na PolôniaKiko Loureiro
O encontro com DJ Ashba na Polônia

Loudwire: Os 20 melhores álbuns de Rock de 2014Loudwire
Os 20 melhores álbuns de Rock de 2014


Sobre José Carlos de Lima (Prog Brasil)

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

adGoo336|adClio336