Matérias Mais Lidas


Stamp

Biquíni Cavadão: Deu Biquíni de novo na edição 2003 do Ceará Music

Resenha - Biquíni Cavadão (Ceará Music, Fortaleza, 10/10/2003)

Por Taís Bleicher
Postado em 10 de outubro de 2003

Deu Biquíni de novo no Ceará Music 2003. Em outra ocasião, tivemos a oportunidade de comentar que por dois anos consecutivos do festival Ceará Music, que ocorre em Fortaleza, a banda Biquíni Cavadão ocupou lugar de destaque. Em 2001, o grupo, que há 11 anos não vinha à cidade, apresentou-se com o show de seu CD "80". A energia que Bruno Gouveia, em palco, passava ao público, os hinos do rock nacional que embalaram a década de oitenta somados aos grandes sucessos da banda fizeram com que a aprovação, tanto por parte da platéia como da organização do evento, fosse total.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 1

Tanto foi que o Biquíni Cavadão foi a primeira grande atração confirmada para o Ceará Music 2002. Antes disso, a banda passaria pela cidade apresentando o mesmo show – "80" – , numa barraca de praia, junto a outras grandes bandas de renome nacional, e contando, novamente, com grande receptividade.

Em 2002, havia uma grande expectativa para a apresentação do grupo. Além da boa impressão que deixaram na cidade, neste ano eles gravariam um videoclipe ao vivo, durante o Ceará Music. Novamente com o show "80", foi a última atração nacional do festival. Devido à desorganização do evento, a banda começou a tocar quando o dia amanhecia. Problema algum. O público fez questão de ficar até o final, com ânimo de se estranhar para quem já estava há tantas horas pulando, dançando, gritando. Segundo Bruno Gouveia, o vocalista do grupo, "o show que nós demos no Ceará Music no ano passado [2002] encabeça a lista dos cinco shows inesquecíveis da minha vida", e eu completo: não só para ele, mas também para grande parte dos que estavam ali.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 2

Se o Biquíni Cavadão fechou com chave de ouro o Ceará Music 2002, este ano causou um certo estranhamento a programação, uma vez que tocaria no segundo dia do evento, como a primeira banda de grande porte (no palco Brasílis, antes do Biquíni, apresentar-se-ia a banda local Jumenta Parida). Tudo bem. Afinal a ordem dos shows acabou se invertendo e tocaram, em seguida à Jumenta Parida, no mesmo palco, Los Hermanos e Charlie Brown Jr.. Independente de horários e atrasos, foi notável a dedicação do Biquíni em passar ao público o afeto que aquele festival parecia possuir na história da banda. Para demonstrar isso, fizeram um pequeno vídeo-clipe dirigido pelo guitarrista Carlos Coelho, mostrando como foi para eles gravar o clipe de "Toda Forma de Poder". Este vídeo-clipe foi apresentado ao público do Ceará Music antes da banda entrar no palco. Depois, Bruno surgiu trazendo consigo a bandeira do estado do Ceará. Desnecessário dizer que tanto uma coisa como outra deixaram, nas palavras do próprio Bruno, "a galera ensandecida".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 3

Após a "entrada triunfal", pasmem, o que se seguiu foi a apresentação do show... "80"! Pela quarta vez trazendo à Fortaleza o mesmíssimo show, no espaço de três anos, quase nada havia de novo naquela apresentação. Se a preocupação de Bruno era fazer algo parecido ao que se viu em 2002, o fato é que infelizmente a banda conseguiu. O que o público percebeu foi que tudo o que parecia emoção no palco e que o contagiava, toda a "performance", era, afinal, "performance" mesmo.

Explico. A receita de se fazer uma performance biquiniana, do show "80", é mais ou menos assim: a banda inicia cantando covers presentes no CD de mesmo nome, mesclando-os com velhos sucessos de autoria do próprio grupo. De repente, chega a hora da canção "Zé Ninguém", que contém os seguintes dizeres:

"Eu sou do povo, eu sou um Zé Ninguém
Aqui embaixo, as leis são diferentes"

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 4

Neste momento, Bruno se joga na platéia. Andando por entre o público (e sendo despedaçado por ele), por alguns instantes o cantor não é visto, todos o procuram. Entre exclamações a respeito da sua coragem (ou insanidade), finalmente ele consegue retornar ao palco.

Em seguida vem "Chove, Chuva", que também tem a sua própria performance. Ao cantá-la, Bruno diverte-se jogando copinhos de água na platéia, e sempre, sempre mesmo, encerra derramando um copo de água sobre si.

A seguir, em "No Mundo da Lua", chama alguém da platéia para dividir o palco. Este Desconhecido, usualmente, entre berros e com voz esdrúxula, leva a multidão ao completo delírio.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 5

Finalmente, alguns truques básicos de animação de público. Antes de "Vento, Ventania", treina os pulos do pessoal, para dar o clima de animação que a música permite. Em outros momentos, passa intermináveis minutos entoando vogais para que a platéia repita em coro.

A coisa é mais ou menos assim. Às vezes muda a música em que se faz uma performance, mas a receita mesmo é essa.

Mesmo assim, o Biquíni, mais uma vez foi o grande causador de comentários. Isto porque a banda, que retornaria imediatamente para o Rio de Janeiro, foi convidada, durante o evento, pelos organizadores do festival, a novamente fechá-lo. Circulavam boatos pela cidade, a notícia corria nas rádio e, na internet, o próprio Bruno já anunciava o novo show (novo?) através do seu Blog pessoal. Palavras dele sobre o show de domingo: "Novamente, o 'making of', e como se estivesse tudo acontecendo de novo, o público ali estava na maior festa, aceso como se fossemos a primeira atração do primeiro dia".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 6

Resultado: segunda-feira, dia treze de outubro, quem ia para o trabalho logo de manhã cedinho passando pela avenida Leste-Oeste ainda via o movimento das pessoas saindo do hotel Marina Park. A noite foi longa, e pelo rosto dos que lá estavam, foi também boa. Não se pode dizer de forma alguma que as pessoas não gostaram. Mas o fato é que depois de cinco shows praticamente iguais em três anos, a frase de Coelho sobre as pretensões para 2004 – "Vamos fazer tudo de novo!" – soa tal qual uma ameaça.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - WHIP
Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal
Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Summer Breeze 2024

Alter Bridge: show prova que podem carregar a bandeira do Rock


publicidadeAdriano Lourenço Barbosa | Airton Lopes | Alexandre Faria Abelleira | Alexandre Sampaio | André Frederico | Ary César Coelho Luz Silva | Assuires Vieira da Silva Junior | Bergrock Ferreira | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Alexandre da Silva Neto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cláudia Falci | Danilo Melo | Dymm Productions and Management | Efrem Maranhao Filho | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Fabio Henrique Lopes Collet e Silva | Filipe Matzembacker | Flávio dos Santos Cardoso | Frederico Holanda | Gabriel Fenili | George Morcerf | Henrique Haag Ribacki | Jesse Alves da Silva | João Alexandre Dantas | João Orlando Arantes Santana | Jorge Alexandre Nogueira Santos | José Patrick de Souza | Juvenal G. Junior | Leonardo Felipe Amorim | Luan Lima | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Marcus Vieira | Maurício Gioachini | Mauricio Nuno Santos | Odair de Abreu Lima | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Ricardo Cunha | Richard Malheiros | Sergio Luis Anaga | Silvia Gomes de Lima | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Victor Adriel | Victor Jose Camara | Vinicius Valter de Lemos | Walter Armellei Junior | Williams Ricardo Almeida de Oliveira | Yria Freitas Tandel |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Taís Bleicher

Colaborador sem descrição cadastrada.
Mais matérias de Taís Bleicher.

 
 
 
 

RECEBA NOVIDADES SOBRE
ROCK E HEAVY METAL
NO WHATSAPP
ANUNCIAR NESTE SITE COM
MAIS DE 4 MILHÕES DE
VIEWS POR MÊS