Resenha - Angra (Centro Cultural Zona Norte, São Paulo, 25/01/2002)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Carol Oliveira e Patrícia De Pierro
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Fotos por: Carolina Oliveira e Patrícia De Pierro


A cidade de São Paulo comemorou seus 448 anos com muito heavy metal. Através de uma iniciativa da prefeitura em parceria com a rádio Brasil 2000, o ANGRA se apresentou no centro cultural Zona norte com entrada franca.
1122 acessosAngra: discografia de volta ao Spotify5000 acessosMacabro: a maioria dos bons não morre aos 27

O show estava marcado para começar às 11 horas da manhã, mas a banda só chegou no local depois do meio-dia, a montagem do palco e afinação dos instrumentos levou cerca de uma hora e o show só foi começar por volta de 1h15 da tarde. Tanta espera, o sol forte e a falta de um caminhão pipa para refrescar a galera deixou alguns um tanto impacientes, principalmente quando os organizadores do evento pediram que fosse feito um minuto de silêncio pela paz, o que se seguiu durante esse minuto foi uma chuva de garrafas e xingamentos direcionados à apresentadora, que teve a difícil missão de acalmar a galera. A essa altura a prefeitura já tinha mandado o caminhão pipa e o banho gelado ajudou a refrescar os ânimos mais exaltados.


Depois da longa introdução “In Excelsis”, o Angra subiu ao palco detonando “Nova Era”, música do novo CD Rebirth que recebeu o disco de ouro por 100 mil cópias vendidas.

O set list foi praticamente o mesmo do novo CD, tocaram oito das dez músicas do álbum, entre elas “Acid Rain”, “Heroes Of Sand”, “Millenium Sun” e “Running Alone”, mas também não faltaram antigos sucessos como “Angels Cry”, “Make Believe” e “Nothing to Say”, que com a simpatia e competência de Edu Falaschi nos vocais, não deixou ninguém na saudade.


O ANGRA reservou para o bis o insuperável clássico “Carry On” que levou a galera ao delírio, e “The Number Of The Beast”, cover do Iron Maiden, essa última vem dividindo a opinião do público já que uma parte aprovou enquanto outra acredita que a banda não deveria encerrar a apresentação tocando um cover e sim uma composição própria.

No final do show, todos os músicos desceram do palco para cumprimentar a galera, foi uma demonstração de humildade e reconhecimento da lealdade e importância dos fãs para o contínuo sucesso da banda.


A Rebirth World Tour, seguirá pela Europa à partir do dia 20 de fevereiro. Parabéns à São Paulo por seus 448 anos e à Prefeitura de São Paulo pela iniciativa de promover um show como esse (e que esse seja o início de muitos...).

SET LIST

1- In Excelsis
2- Nova Era
3- Acid Rain
4- Angels Cry
5- Heroes Of Sand
6- Metal Icarus
7- Millenium Sun
8- Make Believe
9- Solo Batera/ Unholy Wars
10- Rebirth
11- Running Alone
12- Crossing
13- Nothing To Say

BIS
14- Unfinished Allegro
15- Carry On
16- The Number Of The Beast (Cover: Iron Maiden)

Mais fotos

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

AngraAngra
Veja Rafael "ensinando" Valverde a tocar bateria

1122 acessosAngra: discografia de volta ao Spotify1289 acessosAngra e Hangar: Fábio Laguna conta como entrou nas bandas2419 acessosAngra: "reunião" durante aniversário de Paulo Baron, veja vídeo639 acessosBruno Sa: comenta a morte de Paul O'Neill e relembra audição1075 acessosAquiles Priester: No lugar onde montou a sua primeira bateria0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Angra"

RhapsodyRhapsody
O Angra reabriu as portas do metal, diz Luca Turilli

Kiko LoureiroKiko Loureiro
Em vídeo, debulhando no solo de "Tornado of Souls"

Kiko LoureiroKiko Loureiro
Entrar no Megadeth não mudará nada no Metal Nacional

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de Shows0 acessosTodas as matérias sobre "Angra"

MacabroMacabro
A maioria dos bons não morre aos 27

AC/DCAC/DC
Como Angus responde a um copo de cerveja atirado?

W. Axl RoseW. Axl Rose
Antes do Hollywood Rose e do Guns houve o Rapidfire

5000 acessosAllman Brothers: baterista cometeu suicídio na frente da esposa5000 acessosMetallica: registro de encontro com uma fã muito especial5000 acessosNirvana: Kurt tentou se matar três vezes antes de conseguir5000 acessosDarkthrone: Fenriz fala sobre Sepultura, Sarcófago, Gal Costa e Caetano Veloso5000 acessosNapalm Death: o vídeo-clipe mais curto do mundo5000 acessosParamore: o que acontece quando você ouve uma música a 33rpm?

Sobre Carol Oliveira

Seu primeiro contato com o metal foi em 1993, quando, na época com 13 anos de idade, driblou a censura do Parque Antártica para assistir a apresentação do Metallica. Desde então gasta horas do seu dia e boa parte do seu salário vasculhando o que há de melhor entre os vários estilos musicais. Curte dos clássicos setentistas, passando pelo hard rock “farofa”, heavy metal e até mesmo indie e britpop. Formada em Radio e TV, já trabalhou em veículos como a Rádio Transamérica e o SBT, hoje é uma das sócias da MiG-18, a primeira agência de comunicação voltada pro mercado musical.

Mais matérias de Carol Oliveira no Whiplash.Net.

Sobre Patrícia De Pierro

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Mais matérias de Patrícia De Pierro no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online