Angra: o que pode dar certo, com Fabio Lione nos vocais?

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Samuel Coutinho, Fonte: Metal da Ilha
Enviar correções  |  Ver Acessos

Seguindo o polêmico artigo anterior, sobre o erro do ANGRA em ter escolhido Fabio Lione para assumir os vocais do grupo, desta vez vamos analisar o que poderia dar certo, em ter o músico italiano à frente da banda. Na matéria anterior, críticas de todo o tipo foram descarregadas através dos comentários. Muito bem vindas, é claro, mas respeito é bom e todo mundo gosta. Na nota em questão, eu citei alguns vocalistas que poderiam entrar para a banda. Como toda opinião é individual, eu tive a minha, e sim, não me arrependo de ter citado cantores como Kai Hansen e Tobias Sammet. Fabio Lione também é um músico que possui duas bandas e nem por isso deixou de aceitar o convite do Angra.

Slipknot: Corey Taylor explica porque o mundo pop não suporta o Heavy MetalRob Halford: Uma resposta educada a comentários de Dickinson

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Matéria anterior:

Angra: banda errou na escolha de Fabio Lione?Angra
Banda errou na escolha de Fabio Lione?

Fabio é um dos maiores vocalistas da atualidade, sem sombra de dúvida. O convite para assumir os vocais do Angra foi uma surpresa, que nem todos esperavam. Na turnê especial dos 20 anos do álbum "Angels Cry", a banda não se intimidou e gravou o DVD de aniversário para deixar marcado a data comemorativa. Apesar da minha opinião, eu respeito o momento que a banda está passando, mas deixando tudo o que aconteceu até agora lado, acredito que pode dar certo. Pelo amor do Deus Metal, não estou contradizendo o artigo anterior, só quero dar a minha mais sincera opinião de como poderá soar o Angra com Fabio nos vocais. Chega de músicas antigas que não se encaixam em sua voz, vamos falar de coisa nova. Músicas inéditas.

Infelizmente, para todo vocalista é muito difícil substituir cantores renomados e que deixam uma responsabilidade bruta para o integrante que está chegando. Neste caso, foi isso que Fabio deveria ter levando em conta ao aceitar o convite. Mas isso tudo passou, agora a banda irá começar do zero. Independente de quanto tempo Fabio ficará na banda, teremos um álbum de inéditas, isso que importa. Andre Matos e Edu Falaschi tiveram épocas consagradas em suas fases na banda, agora Fabio Lione também poderá ter essa chance.

Algo que Fabio poderá acrescentar muito ao som do Angra, é mais agressividade. Particularmente as linhas vocais de Fabio sempre possuíram aquele feeling rasgado, deixando as músicas mais pesadas. A regressão que o Angra teve no álbum "Aqua" poderá ser compensada no novo álbum. Mesmo com a minha opinião feita no artigo anterior, confesso que quero ver como ficará Lione como vocalista de estúdio, junto ao som característico da banda. Resta saber que tipo de sonoridade o Angra terá agora.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Talvez o que pode deixar Lione mais tranquilo é o fato dele ter passado por bandas que também possuíam músicas rápidas, assim como foi no LABYRINTH. Músicas rápidas combinam perfeitamente com seu vocal, quando compatíveis. Sua agressividade deixa as músicas mais pesadas e isso soa muito bem, através de seu timbre agressivo e melódico ao mesmo tempo. Uma coisa que deveriam dar importância em estúdio, para não ter vexame ao vivo, é o excesso de agudos. Em estúdio, Fabio consegue atingir notas bem altas, mas a cobrança vem ao vivo. Com isso, para evitar constrangimento, as músicas poderiam ser feitas em tons menores.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Na música acima, "Dreamland", podemos conferir uma outra característica típica do vocalista, que particularmente eu gosto muito, que são as dobradinhas no vocal - quando um vocalista grava a mesma frase fazendo um backing vocal de sua própria voz - um recurso que ele usou muito no ATHENA. Isso poderá ser bem utilizado em estúdio. Por ter uma voz bem melódica, as baladas serão muito bem executadas, coisa que qualquer vocalista faz, mas Fabio é mestre nisso. Ele consegue usar sua voz melódica em músicas mais agitadas. Há princípio, o Angra deveria ter mantido as músicas que mais se encaixavam com o vocal de Lione desde o começo. Quando viram que não ia ter jeito, por cauda dos shows de aniversário do "Angels Cry", jogaram todo o repertório em cima do coitado.

Outra vantagem de ter Lione como frontman do Angra, é a sua incomparável presença de palco. O cara tem praticamente o carisma no sobre-nome. Muito simpático e carinhoso com os fãs, essa parte lhe caiu muito bem. Sua presença de palco é de encher os olhos, nos velhos tempos de RHAPSODY, não tinha quem o segurava em cima do palco. Fabio também é um ótimo compositor, aparentemente ele participou das composições, ajudando nas idéias e tudo mais. Sua experiência será o diferencial neste novo trabalho, lembrando que ele escreveu todas as letras do álbum mais recente do Rhapsody Of Fire, "Dark Wings of Steel".

Talvez algo que tenha prejudicado muito, foi o fato do Angra exigir que Lione também cantasse o repertório mais "fodido" do Angra. Na minha opinião, eles não deveriam ter exigido isso dele, pois são timbres muito distintos. Poderiam, ao menos, terem escolhido apenas as músicas que mais se encaixaram com sua voz. Por isso que no artigo anterior, houve muita discordância. Fabio Lione é um vocalista que não precisa provar nada pra ninguém, só acho que ele foi muito injustiçado nas apresentações com o Angra. Deixei claro que este momento não foi o ideal para ele ingressar no grupo. Nada a ver com sua técnica vocal, mas todos já deve saber o que rola por trás das cortinas. Por isso o termo de que o Angra é "muito" para ele foi usado. Enfim!

Fabio Lione sempre foi um vocalista que me impressionou com suas performances, deverá fazer o mesmo no novo álbum do Angra. Foi exigido demais por ter que encarar o assombroso repertório dos álbuns clássicos da banda, mas espero muita coisa boa dele neste novo disco. Afinal, serão músicas inéditas. Apesar de não ter sido a escolha certa (pelo momento), Lione tem potencial e deixará isso à mostra no novo álbum. Recentemente estava ouvindo a música do mais novo álbum do Vision Divine, "Destination Set To Nowhere", e imaginei como seria uma música inédita do Angra com Lione nos vocais.

Com isso, Fabio Lione pode acrescentar muita coisa no Angra, não apenas em matéria de musicalidade. É um músico completo, com bastante experiência de estrada e conhecimento em composições. As músicas do Angra não ficarão aquela mesmice de sempre, com a ajuda também do novo baterista Bruno Valverde, o grupo ganhou mais gás para se aventurar em um ambiente mais técnico, que possa fazer com que Kiko e Rafael usem suas habilidades tanto quanto nunca.

(Nota do Redator: Quero deixar claro que críticas são muito bem vindas, estou sujeito a isso. Mas lembrem-se, sou um fã como qualquer um de vocês, e dei apenas a minha opinião. Assim como o próprio ex-vocalista do Angra, Edu Falaschi, pensou, jamais achei que Fabio Lione pudesse ser o vocalista do Angra. Mas já que ele foi escolhido... fazer o que!)




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção OpiniõesTodas as matérias sobre "Angra"Todas as matérias sobre "Rhapsody"Todas as matérias sobre "Fabio Lione"


Capas: confira 10 das mais belas do Rock/Metal NacionalCapas
Confira 10 das mais belas do Rock/Metal Nacional

Angra: vídeoclipe de Light of Transcendence retrata a conexão entre a luz e sombraAngra
Vídeoclipe de "Light of Transcendence" retrata a conexão entre a luz e sombra


Slipknot: Corey Taylor explica porque o mundo pop não suporta o Heavy MetalSlipknot
Corey Taylor explica porque o mundo pop não suporta o Heavy Metal

Rob Halford: Uma resposta educada a comentários de DickinsonRob Halford
Uma resposta educada a comentários de Dickinson


Sobre Samuel Coutinho

Nascido no interior de SP no dia 15/12/1986, em uma cidade chamada Ilha Solteira, Samuel Coutinho se entregou ao heavy metal logo na adolescência. Seu forte sempre foi o heavy metal melódico, variando desde o prog-metal até ao power-metal.

Mais matérias de Samuel Coutinho no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280 Cli336x280