Esse f.d.p. desse crítico de rock

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Paulo Severo da Costa
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

“Andy Secher da Hit Parader
Circus Magazine,
Mick Wall da Kerrang
Bob Guccione Jr. da Spin,
Você ficou puto porque sei pai come mais
B***** do que você?
F****-se
Chupe meu maldito p***”

Trecho de “Get In The Ring” do GUNS AND ROSES- “Use Your Illusion II”

5000 acessosSeparados no nascimento: Phil Lynott e Tiririca5000 acessosSaúde: mais de 60% dos músicos sofrem de problemas mentais

Em uma de suas entrevistas para a Guitar Player, STEVE VAI, quando questionado pela enésima vez sobre a vocação para o instrumento – e lógico - qual seu conselho para os aspirantes a guitarristas profissionais – disse, de forma sintética: “Se o sujeito tiver de optar pela música ou outra coisa, opte pela outra coisa – quem nasce com a música não tem escolha”.

Ah isso é verdade! Fãs de rock não escolhem – são escolhidos. Brigam com a família por causa de barulho, reprovam na escola, terminam com a namorada que só escuta música sertaneja, tocam guitarra até tarde mesmo depois de casados, ficam velhos e – como eu - continuam escrevendo sobre o assunto.

A verdade é que, mais do que paixões, todo mundo tem as suas razões - seja para brigar por causa de um time, seja para analisar uma capa de disco antigo por horas. E, mais do que isso: expressar suas opiniões, sobre qual assunto for, doa a quem doer.

LESTER BANGS, um dos maiores resenhistas de rock n´roll da história, dizia que o crítico de rock tem uma vida de merda: não ganha dinheiro, não ganha fama e ainda leva porrada a torto e a direita. Esse masoquista, esse infeliz, esse f.d.p. desse crítico que insiste em compartilhar com o mundo a sua mísera e ridícula opinião, esse, esse......

Mas afinal, porque, apesar de tudo isso a crítica ainda sobrevive? Porque as pessoas ainda escutam e lêem isso todo dia? Eu acho que não há segredo na resposta: no fundo, somos um bando de solitários, aprendemos a ser escanteados porque pensamos diferente, somos contestadores e, afinal, compartilhamos da mesma paixão. Não nos repelimos; nos atraímos o tempo inteiro - vivemos em torno de discutir qual foi a primeira banda de heavy, qual a melhor banda de “porn-gothic-gore” do ano, qual foi a groupie que mais deu para o pessoal do AEROSMITH - ainda que nunca se chegue a conclusão nenhuma.

Vamos fazer o seguinte, críticos ou não: se formos brigar, vamos brigar entre nós. Não vamos dar moral para quem escuta sertanejo universitário. Vamos ser os nossos próprios f.d.p.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Opiniões

Separados no nascimentoSeparados no nascimento
A bizarra semelhança de Phil Lynott e Tiririca

SaúdeSaúde
Mais de 60% dos músicos sofrem de problemas mentais

CensuraCensura
53 nomes que você não pode dizer em uma rádio

5000 acessosMTV: experts indicam as maiores bandas de Heavy Metal5000 acessosHeavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 19905000 acessosGuns N' Roses: Axl Rose expulsa pessoa do show em Curitiba5000 acessosBon Jovi: Richie fala do ultimato de Jon que o tirou da banda5000 acessosKerrang: os melhores singles já lançados5000 acessosAfro-Americanos: 10 nomes que estão destruindo no metal

Sobre Paulo Severo da Costa

Paulo Severo da Costa é ensaísta, professor universitário e doente por rock n´roll. Adora críticas, mas não dá a mínima pra elas. Email para contato: joaopsevero@bol.com.br.

Mais matérias de Paulo Severo da Costa no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online