Fuvest: véspera de vestibular é dia de Rock'n'Roll

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Roberta Forster
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Estudantes amantes do bom e velho rock’n’roll, é chegada a hora do temido e inominado vestibular que já eliminou, por seleção natural, vários candidatos ao longo da Setembrite; febre denominada que pode acometer os vestibulandos no mês de setembro e, na transição para outubro, transforma-se em Outubrite; ora, você já passou por essa fase, considere-se um vitorioso! Afinal, ao sobreviver aos surtos e pressões psicológicas impostas pela febre, você já se provou forte o suficiente para enfrentar as tropas de choque que o aguardam no fim da linha e sobreviver para contar a história.

5000 acessosHeavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 19895000 acessosSlayer: cronologia de Hanneman, da picada da aranha até a morte

Você está munido das armas que precisa, já está preparado, não é hora para estudar, afinal, você já estudou tudo o que tinha que estudar até aqui (se não o fez e tocou viola o ano todo, não vai ser às vésperas do vestibular que aprenderá tudo o que o seu concorrente aprendeu ao longo de um ano inteiro de preparo; se você conta com a sorte, saiba que nesse jogo a sorte só está ao lado de quem trabalhou para merecê-la). Portanto, nada de cadernos; você já estudou, já se dedicou, merece um descanso antes da tão esperada prova.

Hoje é dia de rock’n’roll: saia com os amigos. Se for para um bar, que seja para curtir a boa conversa e ouvir um bom rock, nada de encher a cara para fazer a prova de ressaca; evite arrumar dor de cabeça (nos dois sentidos!). Comida? Faça uma refeição leve, não se aventure naquela comida mexicana cheia de condimentos que poderão causar turbulências intestinais. Sushi? É uma delícia, mas é melhor deixar o peixe cru para a segunda feira. Recomendações de um professor de química (grande Nabil!): prefira açúcares e carboidratos – como um bom macarrão – nada de se empanturrar de feijoada para dormir e babar em cima da prova; prudência, guerreiros, prudência! Ela é essencial neste momento.

Faça hoje uma playlist para amanhã, construa o seu “the very Best of” de todos os tempos, carregue seu mp3 player, seu iPod, iPhone, celular, discman ou toca fitas (sem preconceito contra aqueles que ainda são do tempo da fita K7 associada a uma caneta bic). Saia cedo de casa, conheça o local de exame com antecedência e saiba que imprevistos acontecem: motoqueiros se jogam na frente dos carros e se quebram todo só para te atrapalhar; então previna-se e contabilize tudo isso! Afinal, não queremos que você, desesperado, se agarre ao portão fechado implorando por clemência e seja entrevistado pelo fantástico e responda a perguntas super inteligentes e criativas do tipo “Você perdeu a prova? Estava se preparando o ano inteiro? Como você se sente agora?”; não, definitivamente não queremos isso.

Após ter se precavido dos possíveis imprevistos, você então chegou ao local, encontrou alguns amigos ou acabou se enturmando com uma galera; a conversa estava boa, mas o assunto começou a se enveredar para o vestibular; fuja disso! Demonstre sua segurança e o quanto você está tranquilo, afinal, vai ser uma provinha ridícula! Pegue seu aparelho sonoro (seja lá qual ele for) que contém a playlist que você já preparou coloque os fones, goze do melhor do rock’n’roll, faça cara de paisagem e não pense em mais nada até que se abram os portões.

Lembre-se: “No pain no gain, The weak will fall, the stong remain!”; esse não é o fim da guerra, é apenas mais uma batalha; seja lá qual for o resultado que te espera agora, jamais desista dos seus sonhos e objetivos. Boa prova a todos!

Um agradecimento especial à querida professora de biologia Patrícia Teixeira Ribeiro Passos, do Curso e Colégio Objetivo, por toda a sua dedicação e discurso motivador às vésperas do dia do terror.

Referência da música: No Pain No Gain – Scorpions.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Opiniões

Heavy MetalHeavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados no ano de 1989

SlayerSlayer
Cronologia de Jeff, da picada da aranha até a morte

PoeiraPoeira
A fúria de Ian Anderson pra cima do Led Zeppelin

5000 acessosRobert Plant: "quase saí do Led quando meu filho morreu"5000 acessosMetromix: a lista dos vocalistas mais irritantes do rock5000 acessosGuitar World: revista elege os 50 guitarristas mais rápidos5000 acessosHeavy Metal: 10 vídeos involuntariamente engraçados5000 acessosMastodon: veja fotos do casamento de Brent Hinds com brasileira4003 acessosAxl Rose: vocalista critica policia de Utah por morte de cachorro

Sobre Roberta Forster

Sou paulista, apaixonada por rock'n'roll, fotografia e literatura, nascida nos maravilhosos anos 80, funcionária pública, graduada em Artes Visuais pela Universidade Belas Artes de São Paulo. Especializei-me em fotografia pela Escola Focus em 2008 e, atualmente, estudo Letras na Universidade de São Paulo - USP e atuo como fotógrafa de Rock e Heavy Metal para o Whiplash! quando Chronos permite. Prazer!

Mais matérias de Roberta Forster no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online