A Evolução do Peso

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por José Cláudio Carvalho Reis
Enviar correções  |  Ver Acessos

Do Rock'n'roll primário às pedradas do Black Metal, a trilha sonora da rebeldia evoluiu. Atualmente, muito se fala em bandas "de vanguarda" do Heavy Metal. Grupos como o Isis, numa tentativa de trazer algo novo ao estilo, acabam enfiando os pés pelas mãos. Isso pode ser interpretado como uma típica demonstração de conservadorismo headbanger. Longe disso, e eu explico.

Hetfield: egos, Mustaine, Load e homossexualidade no MetallicaEm cana: os rockstars em suas fotos mais constrangedoras

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Là pelos idos da década de 1970, havia uma efervescência musical viajandona, que elevou o Rock a um patamar até hoje insuperado (Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band é hours concours, certo?). Grupos do naipe de Black Sabbath, Queen, Deep Purple e do todo-poderoso Led Zeppelin - considerado por muitos a MELHOR formação da história do rock - não apenas levaram o estilo adiante, mas influenciaram, para o bem, ou para o mal, uma parte do que veio depois.

Dito isso, vamos ao outro lado da referida década: na Nova Iorque de "Taxi Driver", o Rock chafurdou a lixeira de uma geração sem rumo, indo parar nas garagens e, logo após, a um clube pouco recomendado: o CBGB's. Lá, os páreas suburbanos se misturavam a figurinhas como Andy Warhol, Mick Jagger e jornalistas musicais à procura de novidades. Dali surgiu o Punk. Vieram os New York Dolls, Ramones, Blondie...

Daí até Malcom McLaren forjar os Sex Pistols (antecipando "coisas" como os Backstreet Boys), foi um pulinho.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Aquela nova vertente se dividiu entre o Hardcore (agressivo e politizado) e o Pós-punk (de natureza gótica). Mas foi o primeiro - fundido ao Metal - que deu origem aos estilos extremos (Thrash, Death...). Depois disso, houve crossovers e reinvenções, que vão do odiado New Metal (rótulo controverso, que engloba porcarias como Linkin Park e maravilhas do porte do System Of A Down) ao Metal Sinfônico. Mas parece que a espontaneidade ficou por lá (em 1970, lembra?).

Atualmente há bandas muito boas, de todos os estilos. Mas veja, por exemplo, o caso do Mastodon. São músicos fodões, que fazem algo diferente. Só não conseguem ser espontâneos.

Pegue "a Night At The Opera" (do Queen), ou as viagens do Led, Purple e a magia negra do Sabbath. Tais bandas praticavam uma arte sem amarras; a música fluía e pronto. A balada "Hotel California" é assustadoramente sinistra e desprovida de peso!

Sendo eu fã de Slayer, Sepultura e recentemente, Lamb Of God, tais palavras soam suspeitas, vindas de meu teclado. Mas a pergunta que paira no ar é: algum dia a música pesada vai deixar de ser tão formulaica? Os grupos de Metal Melódico vão deixar de querer ser o Helloween ou o Iron Maiden? Os de Thrash deixariam de soar parecidos entre si? Aliás, alguma banda teria a coragem de misturar isso tudo e injetar novos elementos?




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Opiniões

Hetfield: egos, Mustaine, Load e homossexualidade no MetallicaHetfield
Egos, Mustaine, Load e homossexualidade no Metallica

Em cana: os rockstars em suas fotos mais constrangedorasEm cana
Os rockstars em suas fotos mais constrangedoras


Sobre José Cláudio Carvalho Reis

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, enviando sua descrição e link de uma foto.

Cli336x280 CliIL Cli336x280 CliInline