Escândalo marca fim da lendária carreira de produtor musical

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Fonte: Terra Música
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 07/02/03. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

A carreira de 40 anos de produtor de Phil Spector corre o risco de ser esquecida com o suposto envolvimento dele com o assassinato de uma atriz chamada Lana Clarkson.

692 acessosGeorge Harrison: rara música dedicada a Ringo Starr é encontrada5000 acessosPete Townshend: "pênis de Mick Jagger é grande e delicioso"

Responsável por algumas das mudanças mais importantes do rock e do pop nos anos 60, Spector produziu faixas lendárias para os Beatles, Tina Turner, Sonny & Cher e muitos outros.

Ficou milionário aos 21 anos e lançou inúmeros grupos. Mas ele também sempre foi conhecido por ter um comportamento "perto do psicopático" e por carregar um arma. A morte de Clarkson há poucos dias na mansão dele, em Los Angeles, deve marcar o triste fim de uma lendária carreira na música.

Nascido no Bronx em 1940, Spector foi criado na Califórnia depois do suicídio de seu pai, aos 12 anos. Ele se envolveu com música na adolescência e, aos 20 anos, já tinha formado duas bandas diferentes e emplacado hits como “Spanish Harlem” e “Corinna, Corinna”. Em 1962, começou a formatar a técnica de sobreposição musical que ficaria conhecida como Wall of Sound (parede sonora). A lista de sucessos que se seguiram é imensa.

Em 1966, ele já havia criado vários inimigos na indústria, mas acabou se envolvendo com o casal mais problemático da música, Ike e Tina Turner. Ele convidou apenas a cantora para gravar sua mais ambiciosa produção, River Deep, Mountain High, que acabou gerando mais dores-de-cabeça do que dinheiro. A experiência detonou uma crise no produtor, que passou os anos seguintes recluso em sua mansão em Hollywood, onde abusava constantemente de sua mulher, Ronnie Spector, do grupo The Ronettes. Segundo ela, Spector ameaçou matá-la várias vezes.

Em 1969, ele foi convidado por John Lennon para finalizar o disco Let It Be, que foi concluído depois da separação do grupo. Ironicamente, o álbum vai ser agora relançado sem interferências de Spector, que adicionou orquestras e solos de guitarras à produção original, que ele considerou pobre. O relacionamento com os Beatles azedou depois que ele também interferiu em trabalhos-solos de Lennon (Spector co-produziu Imagine e teria soltado tiros dentro do estúdio) e George Harrison.

Em 1980, ele foi convidado para produzir o disco End of the Century dos Ramones – o que virou uma experiência traumática para a banda punk. De acordo com os músicos, o produtor era obcecado com seu revólver e não deixava ninguém deixar o estúdio por até dois dias. Segundo a lenda da indústria da música, Spector sempre estava armado. Quando foi homenageado pelo Rock and Roll Hall of Fame, em 1989, ele subiu ao palco com três seguranças que mantinham uma das mãos no bolso, com os dedos no gatilho.

Sua última tentativa de sucesso foi durante os anos 90, quando resolveu produzir Céline Dion – outro projeto traumático. Ele abandonou o trabalho no meio reclamando da interferência dos assessores da diva: "Você não diz a Shakespeare como escrever uma peça", disse ele. Nos últimos tempos, continuou recluso e, em sua primeira entrevista em 25 anos (concedida ao jornal inglês Daily Telegraph dias antes do assassinato), revelou que estava se medicando contra a esquizofrenia e que sofria de bipolaridade.

Spector encontrou com Clarkson, uma atriz que trabalhou em filmes B como Barbarian Queen, no clube House of Blues (espécie de Hard Rock Café associado a outro gênero). Os dois foram para a casa dele e, horas mais tarde, o motorista ouviu disparos. O corpo dela foi encontrado caído na mansão e Spector foi preso, sendo libertado depois do pagamento de uma fiança de US$ 1 milhão.

O julgamento promete: o produtor contratou os serviços de Robert Shapiro, que defendeu O.J. Simpson, e o trabalho de sujar a reputação de Clarkson já começou. Como resultado de um esquema de relações públicas similar ao realizado com Nicole Simpson, a atriz vem sendo retratada na imprensa americana como uma possível drogada que trabalhava em "um clube de blues da Sunset Boulevard". Seu corpo passou por testes de drogas e é bem possível que Shapiro consiga fazer da vítima a verdadeira vilã da história. Assim como fez com Simpson, pode ser que ele consiga absolver Spector. Mas a carreira do produtor está definitivamente encerrada. O sonho realmente acabou.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Paul McCartneyPaul McCartney
O dia em que ele deu um soco na cara de Eddie Vedder

692 acessosGeorge Harrison: rara música dedicada a Ringo Starr é encontrada721 acessosCanal NB: os Beatles e o baseado no castelo da rainha145 acessosAlta Fidelidade: Unboxing "Sgt Pepper's" 50 anos384 acessosCanal Nostalgia: como os Beatles mudaram a história da música567 acessosThe Beatles: 50 anos de uma revolução cultural0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Beatles"

The BeatlesThe Beatles
Let It Be não foi originalmente gravada pela banda?

ReligiãoReligião
Top 10 citações sobre Deus e o Diabo

The BeatlesThe Beatles
A história da música "Lucy in the sky with Diamonds"

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Beatles"0 acessosTodas as matérias sobre "Ramones"

Pete TownshendPete Townshend
"O pênis de Mick Jagger é grande e delicioso"

SlashSlash
Guitarrista enumera seus 10 riffs favoritos

Butcher BabiesButcher Babies
Conheça o Porn Metal de ex-coelhinhas da Playboy

5000 acessosMúsicas ruins: As 100 piores segundo o Aol Radio Blog5000 acessosMetal: Mapa revela os países com mais bandas do estilo5000 acessosMetalhammer: 10 ridículos anúncios no Heavy Metal5000 acessosBlack Sabbath: as 10 melhores músicas da carreira da banda5000 acessosNirvana: Um cover acústico e furioso de "Smells Like Teen Spirit"5000 acessosTop 5 Pantera: About.com elege os cinco melhores álbuns da banda

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.


Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online