RIAA: demissão de pessoas ligadas ao combate à pirataria

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Diego Camara, Fonte: Remixtures
Enviar Correções  

Postado originalmente por Miguel Caetano no blog Remixtures:

Slash: por que ele usa óculos escuros o tempo todo?

Steven Tyler: vocalista admite que já queimou a rosca

A ameaça feita em novembro de 2007 pelo então novo patrão da EMI, Guy Hands, de cortar o financiamento à RIAA como consequência da ineficácia das suas ações contra o compartilhamento de arquivos já o deixava prever mas a recessão econômica global e o afundar das vendas dos discos obrigaram agora a Associação Discográfica da Indústria Norte-americana a reduzir "uma parte substancial do seu quadro de funcionários", como informa a CNET.

Segundo fontes confidenciais ligadas à indústria discográfica, as demissões e rescisões de contratos abrangeram 31 dos seus 104 funcionários, ou seja, cerca de 30%. A notícia foi também corroborada pela Digital Music News que refere que os cortes abrangem várias unidades regionais de combate à pirataria.

A representante da RIAA, Cara Duckworth, escusou-se a confirmar o número tendo apenas adiantado como justificativa para as demissões uma desculpa algo esfarrapada: "Como pode imaginar, a comunidade musical não está imune ao impacto destes tempos econômicos mais difíceis."

Mas será que a porcentagem de funcionários tornados "redundantes" foi de apenas 30% ou terá sido algo ainda mais elevado? A julgar pelas declarações de uma fonte confidencial contactada pelo Hypebot, os cortes parecem ter mais representado uma verdadeira hecatombe do que outra coisa:

Tratam-se de cerca de 90 a 100 ou mais pessoais espalhadas pelos Estados Unidos e escritórios globais - anti-pirataria, ações coordenadas com a IFPI e BPI - confiem em mim, é um autêntico banho de sangue…

A ser verdade este relato, trata-se de fato de um marco simbólico na luta dos compartilhadores. Tenho a certeza que eles não têm nada de pessoal contra os funcionários da RIAA que se limitavam a recolher provas como endereços IP de compartilhadores, mas a verdade é que a crise de uma entidade responsável pelos piores temores de centenas de milhares de fãs de música nos Estados Unidos (e não só… - basta pensar no impacto que o encerramento de dezenas de serviços inovadores de música online teve no resto do globo) representa um momento histórico na guerra em favor da cultura livre.




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Slash: por que ele usa óculos escuros o tempo todo?Slash
Por que ele usa óculos escuros o tempo todo?

Steven Tyler: vocalista admite que já queimou a roscaSteven Tyler
Vocalista admite que já queimou a rosca


Sobre Diego Camara

Nascido em São Paulo em 1987, Diego Camara é jornalista, radialista e blogueiro. Seu amor pelo metal e rock começou há 6 anos. Um amante da nova geração, é um grande fã de Arjen Lucassen, Andre Matos e bandas como Nightwish, Hammerfall, Sonata Arctica, Edguy e Kamelot. Também não deixa de ter amor pelos clássicos, como Helloween, Gamma Ray e Iron Maiden e do Rock de bandas como Oasis, Queen e Kings of Leon. Atualmente seus textos podem ser lidos no blog OCrepusculo.com sobre assuntos diversos, além de planos para criação de um projeto totalmente voltado aos blogs de Rock e Metal.

Mais informações sobre Diego Camara

Mais matérias de Diego Camara no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin adWhipDin