Andreas Kisser: "Raphael Rabello, o violão do Brasil"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Emanuel Seagal, Fonte: Yahoo!
Enviar correções  |  Ver Acessos

Andreas Kisser, guitarrista do SEPULTURA, escreveu um novo texto em sua coluna no Yahoo!. Confira alguns trechos abaixo.

Cretin: transexual rompe barreiras no metal extremoHard Rock: As bandas do gênero que ficaram para trás

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Num país como o nosso, que produziu verdadeiros mestres do violão como Heitor Villa-Lobos, João Pernambuco, Garoto, Fabio Zanon, Baden Powell, Turibio Santos, Yamandu Costa, só pra citar alguns, ainda faz muita falta a presença e a música de Raphael Rabelo. Já faz 15 anos que ele se foi, morto aos 33 anos, jovem e já com uma carreira fantástica, deixando a sua marca na história do violão brasileiro.

Raphael nasceu em Petrópolis, no estado do Rio de Janeiro, de uma família musical. O pai e os irmãos eram músicos e seu irmão mais velho foi seu primeiro professor, desde cedo já demonstrava facilidade para tocar o instrumento. Influenciado por um de seus maiores mestres, Dino 7 Cordas, começou a tocar o violão de sete cordas e logo se tornou ums dos principais representantes do instrumento, pricipalmente tocando choro, um estilo que demanda muita técnica, virtuosismo e o poder de improvisar em qualquer situação, elementos que Raphael dominava como poucos.

Para ler a matéria na íntegra acesse o link abaixo.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Andreas Kisser"Todas as matérias sobre "Sepultura"


Ghost: capa de novo disco faz referências ao Sepultura, apontam fanpage e UOLGhost
Capa de novo disco faz referências ao Sepultura, apontam fanpage e UOL

Sepultura: Bozó, bola pra mim uma logo pro Sepultura...Sepultura
"Bozó, bola pra mim uma logo pro Sepultura..."


Cretin: transexual rompe barreiras no metal extremoCretin
Transexual rompe barreiras no metal extremo

Hard Rock: As bandas do gênero que ficaram para trásHard Rock
As bandas do gênero que ficaram para trás


Sobre Emanuel Seagal

Descobriu o metal com clássicos como Iron Maiden e Black Sabbath. Hoje em dia, entre outros gêneros musicais, e sem se limitar a rótulos, ouve principalmente doom, viking e folk metal. Sempre que possível está em busca de novas bandas que tenham algo a transmitir alem de clichês, e mesmo em meio a tantas novidades não dispensa pérolas como o bom e velho Candlemass. Acompanha o Whiplash! desde os primórdios, tendo iniciado sua vida de internauta no mesmo ano de criação do site (1996). Há algum tempo está envolvido com metal, seja trabalhando com eventos, bandas, gravadoras ou imprensa, na tentativa de contribuir de alguma forma para o crescimento desse que é um dos segmentos mais apaixonantes da música, o metal.

Mais informações sobre Emanuel Seagal

Mais matérias de Emanuel Seagal no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336