Appetite For Destruction: leia resenha britânica de 1987

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Nacho Belgrande, Fonte: Site do LoKaos Rock Show
Enviar Correções  

No verão do hemisfério norte de 1987, o jornalista britânico DAVE LING resenhou o então recém-lançado ‘Appetite For Destruction’ para a edição inglesa da revista METAL HAMMER, e pelo jeito, não ficou lá muito impressionado com o LP.

Guns N' Roses: banda informa cancelamento de shows pela América Latina

Curiosidades: As histórias por trás de 11 capas clássicas

O temido quinteto de Los Angeles lança seu álbum de estréia. Com uma pitada de Hanoi (Rocks), um pouco de (Johnny) Thunders e uma porção de Aerosmith, o que o Guns N’ Roses está trazendo tem muito pouco a ver com os anos 80. Tudo começa com a magnífica ‘Welcome to the Jungle’, sintetizando toda a zona e sordidez do catálogo inteiro do Aerosmith em quatros pulsantes minutos. As guitarras gritam por atenção e W. Axl Rose cospe as letras com mais do que apenas uma semelhança com Steven Tyler.

‘Jungle’ é um bom começo mas exceto por ‘Paradise City’ (com certeza o filho bastardo de ‘Train Kept a Rollin’), não há muito com o que aumentar os níveis de excitação. A partir de ‘It’s So Easy’, as coisas ficam extremamente previsíveis.

As letras do GN’R se satisfazem perpetuando a temática essencial do fora-da-lei do rock n’ roll (‘Out Ta Get Me’), cachaçada (‘Night Train’) e muitas mulheres. Há um verso realmente clássico em ‘Mr. Brownstone’ que diz ‘I Get Up around seven/I get out of bed around nine’, que resume muito bem a postura da banda em relação à vida.

Duas ótimas faixas e algumas idéias decentes não constituem um grande disco. Se o GN’R fala sério sobre trazer o blues pros anos 80, então eles precisam esquecer os anos 70. O que eles estão fazendo aqui não é diferente de ‘Rocks’ ou ‘Draw The Line’ e honestamente, nem tão bom quanto.

Comente: Qual a sua opinião sobre o primeiro álbum do Guns N' Roses?



Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Guns N' Roses: banda informa cancelamento de shows pela América LatinaGuns N' Roses
Banda informa cancelamento de shows pela América Latina

Lollapalooza Brasil: festival é adiado para setembro de 2021; leia comunicado oficialLollapalooza Brasil
Festival é adiado para setembro de 2021; leia comunicado oficial

Lollapalooza Brasil: festival deve ser adiado para 2021, diz presidente da T4FLollapalooza Brasil
Festival deve ser adiado para 2021, diz presidente da T4F

Guns N' Roses: Buckethead foi orientado por Josh Freese a não entrar para a bandaGuns N' Roses
Buckethead foi orientado por Josh Freese a não entrar para a banda

Rodrigo Flausino: em vídeo, bandas com líderes ditadoresRodrigo Flausino
Em vídeo, bandas com líderes ditadores

Slash: quando Ximbinha entrevistou o guitarrista no Altas HorasSlash
Quando Ximbinha "entrevistou" o guitarrista no "Altas Horas"

Chadwick Boseman: Mick Jagger, Slash e outros músicos lamentam morte do atorChadwick Boseman
Mick Jagger, Slash e outros músicos lamentam morte do ator

Guns N' Roses: vídeo pro-shot traz Coma, This I Love e mais em shows de 2016Guns N' Roses
Vídeo pro-shot traz "Coma", "This I Love" e mais em shows de 2016

Guns N' Roses: quando fãs piraram com música desconhecida abrindo Rock in Rio 1991Guns N' Roses
Quando fãs piraram com música desconhecida abrindo Rock in Rio 1991

Guns N' Roses: a importância de Izzy Stradlin nas composições, segundo Matt SorumGuns N' Roses
A importância de Izzy Stradlin nas composições, segundo Matt Sorum


AC/DC: vídeos do show de despedida de Axl Rose e Cliff WilliamsAC/DC
Vídeos do show de despedida de Axl Rose e Cliff Williams

Kiss: Slash, do GN'R, tentou entrar na banda em 1982, diz PaulKiss
Slash, do GN'R, tentou entrar na banda em 1982, diz Paul


Curiosidades: As histórias por trás de 11 capas clássicasCuriosidades
As histórias por trás de 11 capas clássicas

Tom Grosset: O mais rápido baterista do mundo segundo o GuinnessTom Grosset
O mais rápido baterista do mundo segundo o Guinness


Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin