Megadeth: Super Collider tem um pouquinho de tudo

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Samuel Coutinho, Fonte: Metal da Ilha
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 28/04/13. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?


O baterista do MEGADETH, Shawn Drover, foi entrevistado em uma recente edição do Metal Mayhem, que vai ao ar pela emissora de rádio WVOX de New Rochelle, Nova York. Alguns trechos da conversa podem ser conferidos abaixo.
785 acessosHeavy Metal: os 10 melhores riffs dos anos noventa5000 acessosMötley Crüe: a ousada tattoo de modelo paulista em tributo à banda

Metal Mayhem: Shawn, a repercussão desde que a faixa "Super Collider" foi liberada, foi enorme. O que você acha sobre isso?

Shawn Drover: O material está um pouco mais acessível, como a faixa-título "Super Collider". Eu acho que tem um pouco para tudo, então eu acho que os fãs realmente irão apreciar este grande registro.

Metal Mayhem: Shawn, como vocês bem sabem, o Megadeth está sempre evoluindo. O que mais você pode nos dizer sobre a singularidade de "Super Collider"? Quero dizer, é um registro do Megadeth bem elogiado, e bem aguardado para junho. O que mais você gostaria de dizer sobre isso?

Shawn Drover: Você sabe, o álbum tem faixas de metal tradicional, que você conhece e ama no Megadeth e outras coisas, mas sempre falei isso, e como eu disse antes sempre houve voltas e mais voltas com algumas faixas na carreira do Megadeth e há definitivamente alguns pares neste disco também. Nada muito estranho ou qualquer coisa assim, mas tem algumas voltas e reviravoltas musicais, e eu gostava muito de fazer parte deste processo criativo. Sabe o que eu quero dizer? Para nós, não é divertido sempre nos repetir e tentar de novo - ou tentar duplicar algo que você fez no passado.

Shawn Drover: Porque não é original. Por mais que eu esteja preocupado, não vai ser original. Se dissermos que vamos tentar gravar, tipo, "Peace Sells… but Who's Buying? Part II", estaríamos tentando alcançar algo que já fizemos e teria que ser de uma maneira bem mais original, você sabe o que quero dizer?

Shawn Drover: Então, para mim, na minha opinião, é melhor apenas seguir em frente no que diz respeito ao passado, mas tento ser criativo com os 30 anos de nossa carreira. Quero dizer, quantas bandas poderiam até dizer que tiveram uma carreira de 30 anos, e muito menos uma que ainda tem vários fãs que estão alí pelos álbuns. Então, nós estamos em um lugar confortável agora - mas para nós, criativamente falando, tentamos não olhar muito para o passado, você sabe. Enquanto formos uma banda de metal, e é claro, sempre seremos, iremos compor as melhores músicas de metal que pudermos. Isso é muito bonito, o que fazemos. Não é exatamente como ciência espacial. Mas nós tentamos fazer o melhor.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 28 de abril de 2013

MegadethMegadeth
Dave Mustaine classifica os guitarristas da banda

785 acessosHeavy Metal: os 10 melhores riffs dos anos noventa477 acessosMarty Friedman: ouça "Miracle", single do novo álbum solo3397 acessosMetallica: e se James Hetfield cantasse no Megadeth?0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Megadeth"

À Flor da PeleÀ Flor da Pele
Mustaine vai às lágrimas vendo foto de Lemmy

MegatallicaMegatallica
Mashup do Iron Maiden com Judas Priest

Fotos de InfânciaFotos de Infância
Dave Mustaine, do Megadeth, muito antes da fama

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Megadeth"

Mötley CrüeMötley Crüe
A ousada tattoo de modelo paulista em tributo à banda

SlashSlash
Saul Hudson explica qual a origem de seu apelido

SabatonSabaton
Exército brasileiro retribuiu homenagem da banda sueca

5000 acessosPhotoshop: Luan Morrison, Ivete Osbourne, Axl Teló e mais5000 acessosHelter Skelter: a música que Charles Manson "roubou" dos Beatles5000 acessosBullet For My Valentine: vocal detonou Guns em turnê4966 acessosSlipknot: Clown está maravilhado com a persistência de Corey4667 acessosMegadeth: alguns fãs só querem ouvir as músicas mais pesadas5000 acessosIron Maiden: a história por trás da música "To Tame A Land"

Sobre Samuel Coutinho

Nascido no interior de SP no dia 15/12/1986, em uma cidade chamada Ilha Solteira, Samuel Coutinho se entregou ao heavy metal logo na adolescência. Seu forte sempre foi o heavy metal melódico, variando desde o prog-metal até ao power-metal.

Mais matérias de Samuel Coutinho no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online