Black Sabbath: músicas de 13 foram feitas para shows

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Fernando Portelada, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 23/08/13. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Corbin Reiff do Seattle Weekly recentemente conduziu uma entrevista com o lendário guitarrista do BLACK SABBATH, Tony Iommi. Alguns trechos desta conversa estão disponíveis abaixo.

63 acessosPesta: vinil analisado pelos canais Poeira de Vinil e Rock Diver5000 acessosRock Brasileiro: uma lista das 10 maiores bandas

Seattle Weekly: Ozzy disse que muitas das músicas em "13" foram feitas de maneira para serem tocadas ao vivo. Você concorda com ele sobre este assunto?

Iommi: "Sim, absolutamente. Quando eu falei com o produtor Rick Rubin, nós falamos sobre os vocais de Ozzy e ele tentar cantar em um tom mais baixo que nos álbuns anteriores. Como em 'Black Sabbath', Ozzy cantou mais em seu alcance, cantou mais baixo, e é isso que queríamos ter de volta neste álbum, para fazermos ao vivo no palco."

Seattle Weekly: Em sua opinião, como estas músicas estão em comparação com alguns dos grandes clássicos e como você se sente trazendo algo novo ao set?

Iommi: "Elas estão cabendo muito bel com o material antigo e é realmente ótimo poder tocar estas músicas. Nós temos um grande catálogo de coisas antigas e meio que ficamos presos nisso, fazendo as mesmas coisas, e algumas delas Ozzy não pode cantar, porque são muito altas - 'Hole In The Sky' e coisas assim. Nós também estamos jogando algumas mais antigas lá fora, que não tocávamos desde 1970, então está sendo muito bom."

Seattle Weekly: Ano passado você foi diagnosticado com linfoma, que está sendo tratado com sucesso. Como você está segurando em relação à saúde, e que ajustes estão sendo feitas com seu bem estar em mente?

Iommi: "Ainda é cedo para dizer, mas estou bem até agora. Nossos primeiros dois shows foram bem difíceis, eu fiquei muito cansado. Claro, que estávamos tocando ao ar livre e com calor. Eu estava encharcado. Então está sendo um pulo no final para mim, mas sim, eu estou me segurando bem, espero. Nós temos de trabalhar a turnê ao redor do meu tratamento, porque eu não posso sair por aí indefinidamente agora. Eu tenho que fazer dois meses, ou sete semanas, e então voltar para a Inglaterra para o tratamento. Isto me derruba por uns 10 dias, mais ou menos. Então eu começo a me sentir melhor, e aí vamos para a próxima perna."

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Ozzy OsbourneOzzy Osbourne
Não pensou que viveria pra ver o fim dos álbuns

63 acessosPesta: vinil analisado pelos canais Poeira de Vinil e Rock Diver0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Black Sabbath"

Black SabbathBlack Sabbath
Veja vídeo com making of da capa de "13"

Pop ObscuroPop Obscuro
Doors, Black Sabbath, Alice Cooper e mais

Ozzy OsbourneOzzy Osbourne
Black Sabbath não teve culpa em volta ao vício

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Black Sabbath"

Rock BrasileiroRock Brasileiro
Uma lista das 10 maiores bandas

Guns N RosesGuns N' Roses
Algumas curiosidades sobre o vocalista Axl Rose

Death MetalDeath Metal
As 10 melhores bandas de acordo com a AOL

5000 acessosMetallica: a regressão técnica de Lars Ulrich5000 acessosMegadeth: a canção que Dave Mustaine menos gosta5000 acessosSpin: as 30 melhores faixas instrumentais de todos os tempos5000 acessosPaula Fernandes: aos 19 anos ela ia em shows de Black Metal5000 acessosSlipknot: Demissão de Joey Jordison foi a decisão mais difícil da carreira4065 acessosVocalistas: as 10 melhores frontwomen do Rock

Sobre Fernando Portelada

25 anos, Blogger, Podcaster, Gamer, Leitor de Quadrinhos, Ouvinte de Rock, Jornalista, e chato acima de tudo. Ouviu Imaginations From The Other Side do Blind Guardian aos 13 anos, emprestado por um amigo de escola. Ainda é um de seus álbuns preferidos.

Mais matérias de Fernando Portelada no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online