Arch Enemy: Mike Amott diz que não ouve Death Metal há vinte anos

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Carlos Henrique Schmidt, Fonte: Facebook, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

Under The Whip entrevista Michael Amott do ARCH ENEMY e SPIRITUAL BEGGARS, confira.

Você me acharia uma idiota , se eu dissesse que eu vejo você como a resposta Death/Thrash Metal para Scott Gorham?

Michael Amott - Ha! Bem, eu sou um grande fã do Thin Lizzy e todos os guitarristas impressionantes que empregavam, dos anos 70 e 80... Então, eu levo isso como um elogio, com certeza.

Kerrang!: álbuns fantásticos com capas constrangedorasMegadeth: Mustaine abre o jogo sobre convite a Pepeu Gomes

Na sua humilde opinião, quem é o melhor guitarrista de todos os tempos? Eu sei, alguns dizem "este é o melhor em fazer riffs" ou "é o que tem melhor técnica". Dane-se isso, o melhor, na minha opinião, deve ter um equilíbrio entre os dois. Então, diga....

Michael Amott - O que vem à mente é Michael Schenker no seu auge, sua primeira passagem no UFO e as coisas antigas do MSG.

Existe alguma banda que poderia oferecer-lhe um espaço como o novo guitarrista que faria você sair do ARCH ENEMY e do SPIRITUAL BEGGARS?

Michael Amott - Não, eu não posso imaginar que isso aconteça. A razão é que eu faço música para me expressar como guitarrista / compositor / arranjador / produtor - Eu tenho que admitir que eu não gosto de tocar partes de guitarra escritos por outra pessoa com a mesma intensidade . Eu gosto de estar no controle. Eu nunca toquei covers, por exemplo , eu não sei como tocar a música de outras pessoas, eu só realmente me destaco quando eu toco meu próprio material - pois é quando eu sou capaz de colocar todo o meu coração e alma nele.

Ser chicoteado por Uli Jon Roth ou espancar Lady Gaga?

Michael Amott - Eu já fui chicoteado por Uli Jon Roth (no sentido musical), quando eu toquei com ele no palco na Califórnia, alguns anos atrás. Então, eu escolheria espancar Lady Gaga... parece divertido.

Quão alto você avalia o álbum do CARNAGE hoje, compararado aos vários álbuns de Death Metal sueco que são lançados nos dias de hoje?

Michael Amott - Eu não sou um grande fã do meu primeiro álbum, como eu acho que não foi tão bom quanto poderia ou deveria ter sido. Foi um trabalho um pouco corrido e não é assim que eu gosto de trabalhar. A respeito de como ele se mantem em relação aos mais recentes álbuns de Death Metal - é uma pergunta difícil para mim responder pois eu não ouço Death Metal e não o tenho feito por aproximadamente vinte anos. As vezes eu me encontro com os fãs que me dizem que o álbum CARNAGE é um de seus favoritos, e é claro que eu respeito a sua opinião!



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Arch Enemy"Todas as matérias sobre "Spiritual Beggars"Todas as matérias sobre "Carcass"


Kerrang!: álbuns fantásticos com capas constrangedorasKerrang!
álbuns fantásticos com capas constrangedoras

The Agonist: Alissa White-Gluz rebate Vicky Psarakis e nega querer derrubar a bandaThe Agonist
Alissa White-Gluz rebate Vicky Psarakis e nega querer derrubar a banda

The Agonist: Alissa tenta matar a banda desde que foi demitida, diz Vicky PsarakisThe Agonist
"Alissa tenta matar a banda desde que foi demitida", diz Vicky Psarakis

Arch Enemy: A voz de Dio ecoará na eternidade!Arch Enemy
"A voz de Dio ecoará na eternidade!"

Heavy Metal: sete mulheres em que devemos ficar de olho em 2015Heavy Metal
Sete mulheres em que devemos ficar de olho em 2015

Angela Gossow: conselhos para bandas novas independentesAngela Gossow
Conselhos para bandas novas independentes


Megadeth: Mustaine abre o jogo sobre convite a Pepeu GomesMegadeth
Mustaine abre o jogo sobre convite a Pepeu Gomes

Débil Metal: quando os fãs assustam os ídolosDébil Metal
Quando os fãs assustam os ídolos

Led Zeppelin: a origem do anjo símbolo da bandaLed Zeppelin
A origem do anjo símbolo da banda

Deuses do Rock: o tempo passa para (quase) todos elesDeuses do Rock
O tempo passa para (quase) todos eles

Led Zeppelin: as crianças da capa de Houses Of The HolyLed Zeppelin
As crianças da capa de "Houses Of The Holy"

Led Zeppelin: biografia revela profissões de PlantLed Zeppelin
Biografia revela profissões de Plant

Mustaine: atirador não merecia ouvir MegadethMustaine
"atirador não merecia ouvir Megadeth"


Sobre Carlos Henrique Schmidt

Graduado em Computação e Administração, a paixão pela música pesada surgiu nos primeiros anos da adolescência e permanece até os dias de hoje. Apesar da preferência pelos estilos mais x-tremos da música pesada (Black, Death, Grind), o seu universo musical não limitado por estes rótulos, mas pelo que a música em si transmite.

Mais informações sobre Carlos Henrique Schmidt

Mais matérias de Carlos Henrique Schmidt no Whiplash.Net.