Matérias Mais Lidas

imagemJames Hetfield e esposa Francesca se divorciam após 25 anos de união

imagemNando Reis e a linda música que Samuel Rosa dispensou por ter recebido na hora errada

imagemAC/DC: Rick Rubin recorda a problemática produção de "Ballbreaker"

imagemAs seis músicas do Metallica que Dave Mustaine ajudou a escrever

imagemJanis Joplin: última gravação dela em vida foi feita para um Beatle

imagemAnitta é a maior roqueira que existe hoje no Brasil, diz integrante do Titãs

imagemAs faixas do "Black Album" que James Hetfield e Lars Ulrich não curtem

imagemO comovente relato de Kiko sobre como foi gravar em meio ao câncer de Mustaine

imagemAs 10 melhores versões metal de músicas pop dos anos 1980, em lista da Metal Hammer

imagemOzzy comenta a brutal honestidade de Lemmy quando estava próximo da morte

imagemAmy Lee escolhe a melhor música do Evanescence para apresentar a banda

imagemRaul Seixas: o clássico que presta homenagem ao brega e foi feito com Paulo Coelho

imagemJoão Gordo relembra proposta de fazer propaganda de calmante com Dado Dolabella

imagemSérgio Moro elege banda clássica de Rock como sua favorita

imagemQuando Derico, do Programa do Jô, descobriu que Ian Anderson tocava tudo errado


Stamp

Immortal Guardian: "Sou brasileiro e canto nos EUA! Fuck you, Jack Endino!"

Por Richard Navarro
Fonte: BMU / ASE Press Music
Em 04/10/14

Press-release - Clique para divulgar gratuitamente sua banda ou projeto.

No início de 2013, o ex produtor do Nirvana, Jack Endino, causou polêmica ao criticar severamente as bandas brasileiras de Heavy Metal, por escolherem cantar na língua inglesa. Entre outras coisas, alegou que as bandas não teriam sucesso no exterior, pois a imensa maioria tinha pronúncia incompreensível, e nem no Brasil, já que o idioma não é a nossa língua natal. Ainda acrescentou, que o caso do Sepultura era uma exceção, pois a banda canta em inglês perfeito.

Jack Endino: A crítica do produtor a brasileiros que cantam em inglês

Na ocasião, isso gerou opiniões divididas. Enquanto uma parte viu sentido nas palavras de Endino, a imensa maioria das bandas brasileiras (e seus respectivos fãs) se ofendeu, e se manifestou veemente contra a declaração do ex produtor do Nirvana.

Imagine então como seria a pressão sobre um brasileiro nato, assumindo os vocais de uma banda norte-americana?

Ironicamente, isso aconteceu com um brasileiro chamado Carlos Zema, que nasceu na cidade de Goiânia (GO), e hoje é frontman do Immortal Guardian, um dos mais emergentes nomes da cena Metal dos EUA.

Questionado sobre o tema, o vocalista brasileiro estabeleceu comparações muito pertinentes, e não poupou o produtor americano em frases do tipo: "Conheço bandas brasileiras muitos melhores que algumas que o senhor Endino produziu!". Ou ainda: "Será o Jack Endino conseguiria entender tudo que o Kurt cantava?", para alguns parágrafos adiante finalizar com um belo: "FUCK YOU ENDINO!", no melhor estilo americano.

Confira a "lição de moral", ou melhor, a resposta do vocalista na íntegra:

ASE - Há pouco mais de um ano, o produtor Jack Endino provocou uma grande polêmica e indignação, ao criticar o forte sotaque e péssima pronúncia das bandas de Metal brasileiras que cantam em inglês. Como um brasileiro que canta numa banda americana, como você recebeu essa declaração?

Carlos Zema: Creio que comentários do tipo vem de certa frustração, preconceito e/ou ainda, possivelmente de uma certa inveja. Eu pessoalmente conheço várias bandas brasileiras de Metal, grunge, stoner rock, etc, que são muito melhores do que algumas das bandas que o senhor Endino produziu!

Carlos Zema: Em minha opinião, muitas bandas brasileiras de respeito, possuem um certo sotaque, mas o som é de extrema competência. Se formos analisar sotaque por sotaque, existem muitos países de língua "inglesa-nativa", que usam várias palavras, interpretações e diferentes utilizações das mesmas.

Carlos Zema: Isso pode também ser notado em muitas bandas europeias, japonesas, ou até mesmo canadenses, de regiões de forte influência francesa. Isso é fato.

Carlos Zema:Por exemplo: Austrália, Irlanda, Escócia e a própria Inglaterra, que ainda variam os sotaques de forma muito diferente, em comparação ao que é tratado como inglês "standard" no mundo, e que seria mais próximo ao "inglês americano".

Carlos Zema:Eu ainda poderia citar vários exemplos de bandas que possuem vocalistas de sotaque carregadíssimo, que inclusive já ganharam inúmeros grammies aqui nos Estados Unidos. Dentre outros, que figuram no mainstream estado-unidense, que possuem muito sotaque. E digo ainda, muitos possuem inúmeros erros gramaticais.

Carlos Zema:Agora me diga, será que o senhor Jack Endino conseguiria entender todas as letras do Nirvana, apenas escutando o Curt cantando?

Carlos Zema:Acho que existe uma razão pela qual ele cantava como cantava, e isso fazia parte da sua interpretação. E independentemente da minha opinião sobre Nirvana, em muitos casos onde a dinâmica vocal do Curt Cobain oferecia mais agressividade, não é possível, de fato, entender nenhuma letra. E ele é um americano, nascido e criado aqui.

Carlos Zema:Faça-me o favor! Se ele tem dificuldades de entender alguns artistas brasileiros por causa de seu sotaque, deveria ter ao menos a curiosidade de ler as suas letras. Ele aprenderia muitas coisas, e ficaria surpreso com o conteúdo das letras das bandas Brasileiras.

Carlos Zema:Eu tenho alguns amigos americanos que têm uma certa dificuldade até em entender irlandeses ou mesmo britânicos. E os mesmos sempre falaram inglês como sua primeira língua. Sotaque por sotaque, todos nós temos algum, dependendo da nossa região ou formação, e eu não acho que isso empobreça ou enriqueça nenhuma performance musical de nenhuma banda.

Carlos Zema:Sou brasileiro, faço Metal e canto em inglês, numa banda americana. Acrescento ainda, que fui selecionado dentre dezenas de outros vocalistas, que eram americanos, britânicos, dentre outras nacionalidades. Não vejo nenhum problema em ser brasileiro e cantar em inglês.

Carlos Zema: A propósito: "FUCK YOU ENDINO! Shut the fuck up and go do your thing!"

Para fechar com chave de ouro, logo após "lavar a alma" por seus compatriotas, o vocalista valeu-se de seu lado brasileiro fanfarrão e fez questão de enviar o "lyric vídeo" do Immortal Guardian para Jack Endino "atestar" sua fluência no idioma:

Sites relacionados:
http://immortalguardian.net
https://www.facebook.com/igmetal


Jack Endino - A opinião polêmica sobre as bandas brasileiras

Jack Endino: A crítica do produtor a brasileiros que cantam em inglês

Jack Endino: Blog do Brunocos entrevista o produtor

Jack Endino: produtor pede desculpas a brasileiros após críticas

Jack Endino: comentários de estrelas sobre a polêmica

Andre Matos: Endino mostra ignorância em relação à cena rock

Aliterasom: Jack Endino, "O Inferno São Os Outros"

Edu Falaschi: resposta a Jack Endino na íntegra

Jack Endino: assumindo mais uma produção brasileira após polêmica

Todas as matérias sobre "Jack Endino - A opinião polêmica sobre as bandas brasileiras"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Dream Theater 2022

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Dimebag: homenagem virtuose de guitarra e teclado ao mesmo tempo

Van Halen: o constrangedor encontro de Eddie com o Nirvana

A importância da revista Playboy na vida de alguns rockstars


Sobre Richard Navarro

Jornalista e Produtor de Eventos, responsável pelo festival ¨BMU¨ (Brasil Metal Union) e o antigo fanzine Heavy Melody. Foi co-fundador da Brasil Music Press, e por muitos anos colaborador oficial da revista Roadie Crew, onde se especializou em matérias com bandas nacionais.

Mais matérias de Richard Navarro.