Rolling Stones: Allen Klein e os malditos empresários do rock

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Nino Lee Rocker, Fonte: garimpeirodasgalaxias.blogspot
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 22/05/15. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

A morte de B.B. KING trouxe a tona questões muito comentadas no universo do rock e da vida dos artistas que fizeram sua história, o envolvimento deles com seus empresários e as nefastas consequências disso.

954 acessosFoo Fighters: como foi gravar com Paul McCartney no último disco?5000 acessosSlash: Alucinações, sexo, dinheiro e armas de fogo no auge do vício

Jimi Hendrix, mesmo com toda sua fama, comeu o pão que o diabo amassou por um contrato assinado quando tocava, ainda desconhecido, por bares peçonhentos nos Estados Unidos, um contrato que assinou ingenuamente em troca de 1 dólar e que virou uma batalha judicial pelo resto de sua vida.

Tony Iommy é outro que teve de abdicar seu controle sobre o BLACK SABBATH, algo que fazia desde que OZZY abandonou a banda, por exigências contratuais impostas por Sharon Osbourne durante as negociações do retorno, provavelmente engoliu muito sapo.

Um dos casos mais conhecidos de tretas entre empresários e bandas é o caso ROLLING STONES versus Allen Klein.

Allen descobriu que o rock era uma mina de ouro na década de 1960, como empresário audaz e agressivo nos negócios, e que durante uma época foi o mais bem sucedido e conhecido empresário musical do mundo, por ter, como contratados, algumas das maiores bandas de rock de todos os tempos , nada mais nada menos do que os THE BEATLES e os STONES.

Mick Jagger, que é formado em Economia, impressionado com o talento de Klein para o negócio e o resultado conseguido por ele com outros artistas, contratou-o para empresariar a banda e chegou a indicá-lo para Paul McCartney.

Entretanto, com o tempo, Jagger começou a duvidar da probidade de Klein e em 1968 o demitiu, levando os Stones a criar seu próprio selo e gerirem seu próprio trabalho a partir de 1970, não sem antes Klein conseguir os direitos da maioria das músicas gravadas pelo grupo antes de 1971.

Os direitos de vendagem de músicas como "Satisfaction (I Can't Get No)" e "Simpathy for the Devil", por exemplo, até hoje não pertencem a seus autores, Mick Jagger e Keith Richards.

No caso dos THE BEATLES, Klein aproveitou-se da vulnerabilidade da banda após a morte de Brian Epstein e impressionou Jonh Lennon, o problema maior era o fato de que Paul McCartney lutava para que a vaga fosse preenchida pelo pai de Linda Eastman, Klein não levou em conta as crises internas que a banda passava no momento e fez Lennon convencer Ringo e George a votarem por Allen Klein.

Com certeza foi mais um dos grandes motivos para o fim da mais bem sucedida banda de rock de todos os tempos.

Se fôssemos aqui contabilizar banda por banda nesse mundo, quantas histórias ruins teríamos para falar sobre a relação dos artistas que precisam focar em sua arte e o que gira em torno dela e seus famigerados empresários?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

George HarrisonGeorge Harrison
Ronnie Von cometeu gafe e deixou de gravar com ele

954 acessosFoo Fighters: como foi gravar com Paul McCartney no último disco?300 acessosBeatles: singles natalinos serão relançados em dezembro954 acessosPipocando Música: 8 teorias de artistas que foram trocados1051 acessosPaul McCartney: a máquina do tempo e as canções que não voltam mais0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Beatles"

HeróisHeróis
Astros da música transformados em heróis de HQ

A7XA7X
"Ringo e Lars Ulrich são absolutamente geniais

Pirações SonorasPirações Sonoras
Os 50 álbuns mais estranhos da música

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Rolling Stones"0 acessosTodas as matérias sobre "Beatles"


SlashSlash
Alucinações, sexo, dinheiro e armas de fogo no auge do vício

Kiss FmKiss Fm
As 500 mais pedidas na programação em 2008

NirvanaNirvana
Entrevista com garoto da capa do "Nevermind"

5000 acessosDuff McKagan: "Justin Bieber é um roqueiro de verdade!"5000 acessosSlipknot: Corey Taylor já pagou fã para deixar plateia5000 acessosIron Maiden: banda cai no riso em show nos EUA de 20085000 acessosDavid Coverdale: casamento, dinheiro e meditação5000 acessosSepultura: o acidente de jet ski de Andreas Kisser nos anos 905000 acessosReleituras: os 5 covers mais desnecessários da história

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.


Sobre Nino Lee Rocker

Nino Lee Rocker é músico, produtor, pesquisador, colecionador e amante do rock em todas suas vertentes e tempos. Atualmente se dedica a pesquisa de novas bandas a nível mundial. Criador do blog Garimpeiro das Galáxias e da camiseteria Contra Grife. Contate-o pelo Facebook.

Mais matérias de Nino Lee Rocker no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online