Rock progressivo: beleza e melancolia em suas canções

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Flávio Siqueira
Enviar Correções  

Como apreciador de rock progressivo há bastante, pesquisei a história do gênero e suas características. Quando falamos em rock progressivo, geralmente especificamos, em linhas gerais, que é um estilo cujo embrião foi o rock psicodélico da metade dos anos 1960, que culminou na junção do rock a música clássica, jazz e folk, presença marcante de teclado, músicas longas e inserção de instrumentos não convencionais ao rock, como violino, flauta e saxofone, além das letras das músicas, que ganharam uma roupagem mais, digamos, filosófica. No entanto, penso que pouco se fala sobre uma das características mais evidentes do prog: músicas bonitas.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Não quero aqui criar uma discussão sobre qual vertente do rock há mais músicas bonitas, isso não faria sentido. Em qualquer vertente do rock existem e existirão músicas belíssimas. O que eu gostaria de evidenciar, portanto, é como o rock progressivo proporciona essa facilidade para criar músicas bonitas. Primeiramente, penso que a sonoridade extraída do teclado já facilita e muito na tentativa de criar belas canções, junte isso a flauta, saxofone e violino e teremos uma verdadeira miscelânea de músicas que emocionam.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Fui iniciado ao rock ouvindo bandas como Pearl Jam e Oasis, e gostava da energia dessas bandas. Quando passei a ouvir Pink Floyd na adolescência e ouvi músicas como "The Gunners Dream" e "Nobody Home", fui arrebatado com uma sonoridade melancólica e bonita que eu não ouvira antes. Depois disso, segui ouvindo Yes, King Crimson, dentre outras bandas progs, e pude notar como a beleza e a melancolia se completam de forma tão fascinante no rock progressivo. Segue, portanto, alguns vídeos que exemplificam bem o que há de belo no prog rock.

publicidade

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Bruce Dickinson: sua coleção de clássicos do MetallicaBruce Dickinson
Sua coleção de clássicos do Metallica

Raul Seixas: Por trás da letra de Carimbador MalucoRaul Seixas
Por trás da letra de "Carimbador Maluco"


Sobre Flávio Siqueira

Nascido e criado em Brasília, aos 14 anos pegou emprestado um "The Best of" do Pink Floyd. O choque foi tão grande que resolveu aprender guitarra somente para executar o solo de "Time". De lá pra cá vem estudando guitarra e apreciando bandas de stoner, grunge e rock progressivo, além de muito blues e algumas coisas de jazz e música erudita. Atualmente toca guitarra numa banda que mescla influências de stoner, grunge e uma pitada de rock psicodélico.

Mais matérias de Flávio Siqueira no Whiplash.Net.

Goo336 Cli336 WhiFin Goo336 GooInArt Cli336 Goo336 Goo336