Beatles: Paul McCartney processa Sony para recuperar músicas

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Mário Pescada, Fonte: Uai
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 20/01/17. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Paul McCartney ajuizou dia 18 uma ação contra a poderosa Sony ATV Music Publishing. Em jogo, milhões de dólares com a retomada de direitos autorais sobre algumas músicas dos BEATLES compostas entre 1962 e 1971. Entre essas, estão “Love Me Do", "Can't Buy Me Love", "Ticket To Ride", "Yesterday", "Hey Jude" e "Let It Be".

3527 acessosUlrich no U2: ele perdeu para McCartney a chance de tocar bateria5000 acessosAfinal de contas, o que é um riff?

A argumentação dos advogados do músico se ampara nas diversas modificações da legislação americana sobre os direitos autorais. Uma revisão de 1976 da legislação americana estabeleceu que os artistas que tivessem vendido seus direitos autorais a terceiros antes de 1978, poderiam retomar os mesmos direitos 56 anos depois da criação das obras. Como as primeiras músicas escritas por ele e John Lennon para os BEATLES são de 1962, eles consideram que a partir de 2018 poderiam executar esta cláusula.

Procurada, a Sony afirmou possuir "o maior respeito com o artista”, mas afirmou estar "decepcionada" por uma decisão que considera "desnecessária e prematura", informou o site The Hollywood Reporter.

"Trabalhamos próximos durante décadas, tanto com Paul como com os herdeiros de John Lennon, para proteger, preservar e promover o valor dos catálogos. Estamos decepcionados que tenham apresentado esta reivindicação, que achamos que é desnecessária e prematura", disse a Sony.

Comente: Paul está com a razão ou ele já é muito rico e não deveria mais se preocupar com isto?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 20 de janeiro de 2017

Lars Ulrich no U2Lars Ulrich no U2
Ele perdeu para Paul McCartney a chance de tocar bateria

2265 acessosE se for verdade?: Famosos que morreram e foram substituídos1386 acessosShows: em vídeo, Top 11 Músicas Viscerais de Encerramento263 acessosVersões: Clássicos que você talvez não saiba, ou não lembre que são0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Beatles"

Ultimate Classic RockUltimate Classic Rock
Os 100 maiores clássicos do rock

Paul McCartneyPaul McCartney
Ex-Beatle defende a cantora Miley Cyrus

FutebolFutebol
Designer cria camisas inspiradas em clássicos do Rock

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Paul McCartney"0 acessosTodas as matérias sobre "Beatles"

RiffRiff
Afinal de contas, o que é um? E qual a sua receita?

Guns N RosesGuns N' Roses
A história da saída de cada integrante

Jared LetoJared Leto
A reação ao se ver no papel do Coringa

5000 acessosDavid Bowie: conheça 60 fatos da vida do camaleão5000 acessosEm 19/02/1980: Bon Scott, vocalista do AC/DC, morre aos 33 anos de idade5000 acessosFrances Bean Cobain: assustada com tatuagem de fã5000 acessosOzzy Osbourne: Madman dá a cura para a ressaca5000 acessosIron Maiden: Steve Harris nunca gostou de "Flight of Icarus"?5000 acessosRock: os 100 discos mais vendidos de todos os tempos nos EUA

Sobre Mário Pescada

Mineiro, leitor compulsivo, ouvinte de todas as vertentes do rock - do blues ao grindcore. Valoriza mais a honestidade e entrega em cima do palco do que a técnica. Guarda os flyers dos shows que vai como se fossem relíquias.

Mais matérias de Mário Pescada no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online