Mikkey Dee: prefiro celebrar a vida de Lemmy do que lamentar a morte

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Igor Miranda, Fonte: Eric Blair Show / Blabbermouth
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 10/10/17. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

O baterista Mikkey Dee afirmou ter preferência por celebrar a vida de seu amigo Lemmy Kilmister, parceiro de Motörhead por décadas, do que lamentar a sua morte, ocorrida no fim de 2015. A declaração foi dada em entrevista ao vlog The Blairing Out With Eric Blair Show (transcrição por Blabbermouth).

4020 acessosMax e Igor Cavalera: "Ace of Spades" ao vivo com David Vincent5000 acessosHard Rock: as 25 melhores músicas acústicas do gênero

Questionado sobre como lida com a morte de Lemmy, Mikkey Dee respondeu: "Muitas pessoas consideraram isso um desastre. Eu não. Conhecia Lemmy muito bem e pode soar estranho, mas prefiro celebrar a vida dele do que lamentar a morte. Lemmy era muito satisfeito com sua vida e ele estava para fazer 70 anos. Ele foi feliz. Claro, adoraria tê-lo por perto, mas ele teve uma ótima vida. Um desastre é quando pessoas jovens morrem, ou crianças morrem em acidentes. Lemmy teve ótimos 70 anos, da forma dele, e eu prefiro sorrir quando penso nisso".

O baterista também citou outros amigos falecidos para reforçar sua opinião. "Fui ao cemitério ontem (com relação ao dia da entrevista) para visitar Lemmy, Ronnie (James Dio) e meu grande amigo Jimmy Bain. Sim, eu celebro a vida deles. O rock and roll foi a vida desses caras e eles eram felizes. Ronnie faleceu um pouco cedo e foi algo mais: 'o que aconteceu?'. Mas Lemmy estava mais preparado. E adoraria tê-lo por perto durante mais 20 anos, como todos gostaríamos, mas ele teve uma boa vida. Quando ele tinha 50 anos, ele me disse: 'se eu morrer amanhã, Mik, eu vivi a vida perfeita'", afirmou.

Perguntado sobre o motivo pelo qual ele acha que Lemmy é tão admirado, Mikkey Dee respondeu: "Eu não acho, eu tenho certeza. Ele era real. Era verdadeiro. Não havia nada falso nele. E ele nunca comprometeu seu modo de vida ou sua visão sobre as coisas. Era do jeito dele, do nosso, ou do Motörhead. Caso contrário, ele não se interessava".

Veja a entrevista na íntegra (em inglês e sem legendas).

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Max e Igor CavaleraMax e Igor Cavalera
"Ace of Spades" ao vivo com David Vincent

306 acessosLemmy: ouça participação em música de Chris Declercq1561 acessosMotörhead: Steve "Lips" não se arrepende de ter dito "não" à banda58 acessosEm 12/02/1956: Nasce Brian Robertson (Motorhead, Thin Lizzy)298 acessosPhil Campbell: Lyric-video da nova faixa "Ringleader"801 acessosMotorhead: edição especial de 40 anos do primeiro disco0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Motorhead"

MotörheadMotörhead
O dia em que o Metallica se fantasiou de Lemmy

MotorheadMotorhead
Lemmy comenta as suas tatuagens e as tatuagens dos fãs

Pra discutirPra discutir
Os 100 melhores discos de Heavy Metal de todos os tempos

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Motorhead"


Hard RockHard Rock
As 25 melhores músicas acústicas do gênero

SlipknotSlipknot
Corey explica desvantagens das máscaras

AC/DCAC/DC
Isso sim é uma bela estrada para o inferno

5000 acessosGuns N' Roses: os Jovens Pistoleiros, sexo, drogas e RnR5000 acessosCapas clássicas: os locais onde foram feitas nos dias de hoje5000 acessosMetalhammer: 10 ridículos anúncios no Heavy Metal5000 acessosTop 500: as melhores músicas de todos os tempos segundo a Rolling Stone5000 acessosRob Halford: senhor Gene Simmons, o rock nunca esteve tão forte2373 acessosCartoon & Rock n'Roll: temas de desenho revisitados pelo gênero

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 10 de outubro de 2017


Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU) e apaixonado por rock há mais de uma década. Começou a escrever sobre música em 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Atualmente, é redator-chefe da área editorial do site Cifras e mantém um site próprio (www.IgorMiranda.com.br). Também co-fundou o site Van do Halen, para o qual trabalhou até 2013 – apesar de ainda manter por lá uma coluna semanal, chamada Cabeçote.

Mais informações sobre Igor Miranda

Mais matérias de Igor Miranda no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online